Locus  

Fragilidade ambiental e capacidade de uso da terra da bacia hidrográfica do rio Caratinga, MG

Show simple item record

dc.contributor Moreira, Michel Castro
dc.contributor Pereira, Silvio Bueno
dc.contributor Filho, Frederico Carlos Martins de Menezes
dc.contributor.advisor Silva, Demetrius David da
dc.creator Campos, Jasmine Alves
dc.date.accessioned 2018-10-08T13:27:38Z
dc.date.available 2018-10-08T13:27:38Z
dc.date.issued 2018-07-30
dc.identifier.citation CAMPOS, Jasmine Alves. Fragilidade ambiental e capacidade de uso da terra da bacia hidrográfica do rio Caratinga, MG. 2018. 83 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Agrícola) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2018. pt-BR
dc.identifier.uri http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/22194
dc.description.abstract A conciliação entre a manutenção do equilíbrio do meio ambiente e o desenvolvimento das atividades agrícolas constitui um dos principais desafios para o gerenciamento dos recursos naturais em bacias hidrográficas, tendo em vista que o uso da terra sem o adequado planejamento pode alterar sua capacidade produtiva e desencadear a ocorrência de danos ao ambiente. Neste contexto, o objetivo deste trabalho foi analisar a fragilidade ambiental e a capacidade de uso da terra da bacia hidrográfica do rio Caratinga, MG. A avaliação da fragilidade potencial, naturalmente associada à bacia, foi realizada por análise multicritério do mapeamento da fragilidade do solo, geologia, dissecação do relevo e precipitação, utilizando o Software Idrisi®. Para determinar a real suscetibilidade à degradação ambiental na área de estudo também foi utilizado variável uso e ocupação da terra na análise. Em adição, foi realizado o enquadramento das terras no sistema de classificação da capacidade de uso e manejo verificando os conflitos existentes no que diz respeito à capacidade de uso da terra. Os resultados mostraram que a bacia do rio Caratinga apresenta fragilidade potencial de média a alta, com mais da metade da área de drenagem na classe de fragilidade ambiental alta, principalmente em função do relevo dissecado associado à áreas de pastagens degradadas e solo exposto. A metodologia de classificação de terras determinou área semelhante da bacia, comparativamente à análise de fragilidade ambiental, utilizada além da sua capacidade de uso, possibilitando indicar as pastagens e áreas de solo exposto como prioridades para aplicação de políticas de restauração. Desta forma, conclui-se que a atuação complementar das duas metodologias, por meio da avaliação e mapeamento dos fatores envolvidos no risco à degradação ambiental juntamente com a compreensão da máxima capacidade de utilização agrícola, constituem-se em ferramentas fundamentais para subsidiar o adequado planejamento do uso da terra em bacias hidrográficas. pt-BR
dc.description.abstract The conciliation between maintaining the balance of environment and agricultural development activities is one of the main challenges for natural resources management in river basins, becouse land use without adequate planning can affect soil production capacity and accelerate environment damage process. In this context, the aim of this work was to analyze the environmental fragility and the land use capacity of the Caratinga river basin, MG. We performed the evaluation of the potential fragility, naturally associated to the basin, by multicriteria analysis mapping the fragility of soil, geology, relief dissection and rainfall, using Idrisi® Software. To determine the real susceptibility to environmental degradation in the study area we also used variable land use and occupation in the analysis. In addition, we performed an actual land use framework of the area, considering the methodology of land use capacity, verifying the sites that presented conflicts between the actual and the recommended land use. The results showed that the Caratinga river basin presents medium to high potential fragility and more than half of the area in the class of high environmental fragility, mainly due to the dissected relief associated to degraded pastures and bared soil. The methodology of land capacity determined similar area of the basin, compared to the analysis of environmental fragility, used above its recommendation of use, allowing indicate the pastures and bared soil areas as priorities for the application of restoration policies. Thus, we concluded that the complementary performance of the two methodologies, through the evaluation and mapping of the factors involved in the risk to environmental degradation, in addition with the understanding of the recommended agriculture uses according to the land use capacity, are fundamental tools to subsidize the appropriate planning of land use in river basins. en
dc.language.iso por pt-BR
dc.publisher Universidade Federal de Viçosa pt-BR
dc.rights Acesso Aberto pt-BR
dc.subject Solo - Uso - Planejamento pt-BR
dc.subject Bacias hidrográficas - Manejo - Minas Gerais pt-BR
dc.subject Caratinga, Rio, Bacia (MG) pt-BR
dc.subject Erosão pt-BR
dc.subject Gestão ambiental pt-BR
dc.title Fragilidade ambiental e capacidade de uso da terra da bacia hidrográfica do rio Caratinga, MG pt-BR
dc.title Environmental fragility and land use capacity of the Caratinga river hydrographic basin, MG en
dc.type Dissertação pt-BR
dc.subject.cnpq Engenharia de Agua e Solo pt-BR
dc.creator.lattes http://lattes.cnpq.br/8406768621498496 pt-BR
dc.degree.grantor Universidade Federal de Viçosa pt-BR
dc.degree.department Departamento de Engenharia Agrícola pt-BR
dc.degree.program Mestre em Engenharia Agrícola pt-BR
dc.degree.local Viçosa - MG pt-BR
dc.degree.date 2018-07-30
dc.degree.level Mestrado pt-BR


Files in this item

This item appears in the following Collection(s)

  • Engenharia Agrícola [783]
    Teses e dissertações defendidas no Programa de Pós-Graduação em Engenharia Agrícola

Show simple item record

Search DSpace


Browse

My Account