Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/2243
Tipo: Dissertação
Título: Anfíbios da Floresta Estadual do Uaimií (Ouro Preto, MG): composição e atividade reprodutiva
Título(s) alternativo(s): Amphibians of the Floresta Estadual do Uaimií (Ouro Preto, MG): composition and reproductive activity
Autor(es): Pirani, Renata Magalhães
Primeiro Orientador: Feio, Renato Neves
Primeiro coorientador: Nascimento, Luciana Barreto
Segundo coorientador: Santos, Jorge Abdala Dergam dos
Primeiro avaliador: Garcia, Paulo Christiano de Anchieta
Abstract: O estudo aborda aspectos da riqueza, atividade reprodutiva, distribuição temporal e espacial dos anfíbios anuros da Floresta Estadual do Uaimií, município de Ouro Preto, Minas Gerais, Brasil. Pela primeira vez é apresentada uma listagem das espécies de anfíbios da área. Para o estudo de inventário foram realizadas campanhas mensais em quatro ambientes amostrais: dois riachos permanentes (Riacho do alojamento -RA e Riacho São Bartolomeu - RSB), um brejo permanente (Brejo da Estrada - BE) e um brejo temporário (Brejo do Campo Rupestre - BCR), entre o período de setembro de 2009 a agosto de 2010. Além das observações nestas áreas amostrais, foram utilizados dados coletados em outras campanhas e em outros ambientes, realizadas na área de estudo. Foram registradas 35 espécies pertencentes às famílias Brachycephalidae (2) Bufonidae (2), Centrolenidae (1), Craugastoridae (1), Cycloramphidae (2), Hylidae (18), Hylodidae (1), Leiuperidae (2), Leptodactylidae (5) e Microhylidae (1). O registro da espécie Hylodes babax, da família Hylodidae, representou o primeiro fora da sua localidade tipo. O conhecimento de informações sobre sua história natural, vocalização e descrição do girino podem ajudar na conservação da espécie. Entre os ambientes amostrados, o BE foi o ambiente mais rico, abrigando 14 espécies, seguido pelo ambiente RSB com oito e RA e BCR com sete espécies. Foram definidos cinco padrões de vocalização ao longo do ano: (1) contínuo: para espécies que vocalizaram durante todos, ou quase todos os meses (N= 2 espécies); (2) prolongado: para espécies com atividade de vocalização associada aos meses chuvosos (N= 11 espécies); (3) sazonal: para espécies com vocalização associada a estação seca (N= 1 espécie); (4) oportunista: para espécies que vocalizaram somente após chuvas (N= 1 espécie) e (5) não definido: para espécies em que não foi possível registrar um padrão definido de vocalização ((N= 7 espécies). Quanto à ocupação ambiental, nove espécies (37,5%) foram encontradas utilizando apenas um único microambiente como sítio de vocalização, enquanto 12 (50%) delas utilizaram dois e apenas três espécies (12,5%) utilizaram três ou mais microambientes. Quanto aos fatores abióticos, houve relação positiva entre a pluviosidade e a riqueza total de espécies (r = 0.6071; p = 0.04) e a riqueza de espécies em atividade de vocalização (r = 0.6255; p = 0.03; Figura 3B), considerando-se os quatro sítios amostrados conjuntamente. A temperatura média do ar não teve influência significativa sobre nenhuma das variáveis. A distribuição espacial e temporal das espécies de anuros varia de acordo com o ambiente que ocupam, parecendo se adequar aos fatores bióticos e abióticos de cada um deles. Cada espécie também parece adequar seus padrões de atividade e ocupação ambiental aos fatores bióticos a que está submetida. Estudos como este contribuem para elucidar aspectos biológicos da anurofauna, confirmando quais são os padrões mais rígidos e quais aqueles menos definidos, sujeitos a alterações segundo as peculiaridades de cada região; além de revelarem aspectos inéditos de ecologia e história natural das espécies.
The study addresses issues of diversity, reproductive activity, temporal and spatial distribution of amphibians from Floresta Estadual do Uaimií, Ouro Preto, Minas Gerais, Brazil. It is presented for the first time, a list of amphibian species in the area. In order to compile the inventory, sampling monthly visits were carried out at four habitats: two permanent streams (Riacho do Alojamento - RA, Riacho São Bartolomeu - RSB), a permanent swamp (Brejo da Estrada - BE) and a temporary swamp (Brejo do Campo Rupestre - BCR) between the period September 2009 to August 2010. In addition of observations in these sample areas, data collected in other visits and other environmentsconducted in the study area was used. We recorded 35 species belonging to the families Brachycephalidae (2) Bufonidae (2), Centrolenidae (1), Craugastoridae (1), Cycloramphidae (2), Hylidae (18), Hylodidae (1), Leiuperidae (2), Leptodactylidae (5) and Microhylidae (1). The record of the species Hylodes babax, family Hylodidae is represented for the first outside its type locality. The knowledge about its natural history, description of the tadpole and vocalization can help protect the species. Among the sampled environments, the BE was the richer environment, harboring 14 species, followed by RSB environment with eight, and RA and BCR with seven species. We defined five patterns of vocalization during the year: (1) continuous: for species that call during all or almost all months (N = 2 species), (2) extended: for species with calling activity associated with the rainy months (N = 11 species), (3) seasonal: for species associated with calling during the dry season (N = 1 species), (4) opportunistic: to species that call only after rains (N = 1 species) and (5) no defined: for species that could not register a definite pattern of vocalization ((N = 7 species). Regarding the environmental occupation, nine species (37.5%) were found using only a single microenvironment as a site of vocalization, while 12 (50%) of them used two, and only three species (12.5%) used three or more microenvironments. With regard to abiotic factors, there was a positive relationship between rainfall and total species richness (r = 0.6071, p = 0.04) and species richness in calling activity (r = 0.6255, p = 0.03), considering the four sites sampled together. The average air temperature had no significant influence on any variable. The spatial and temporal distribution of frog species varies with the environment they occupy, seeming to their fit the biotic and abiotic factors. Each species also seems to adjust its patterns of activity and occupation to environmental biotic factors that are submitted. Studies like this help to elucidate biological aspects of frogs, confirming what are the most stringent standards and what those less defined, subject to change according to the peculiarities of each region, in addition to revealing new aspects of ecology and natural history of species.
Palavras-chave: Comunidade
Inventário
Distribuição espacial
Distribuição temporal
Community
Inventory
Spatial distribution
Temporal distribution
CNPq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::ZOOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Biologia e Manejo animal
Programa: Mestrado em Biologia Animal
Citação: PIRANI, Renata Magalhães. Amphibians of the Floresta Estadual do Uaimií (Ouro Preto, MG): composition and reproductive activity. 2011. 65 f. Dissertação (Mestrado em Biologia e Manejo animal) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2011.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/2243
Data do documento: 8-Abr-2011
Aparece nas coleções:Biologia Animal

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf4 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.