Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/2277
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.authorSilva, Leonardo Henrique Dias da
dc.date.accessioned2015-03-26T13:03:04Z-
dc.date.available2013-11-28
dc.date.available2015-03-26T13:03:04Z-
dc.date.issued2013-04-01
dc.identifier.citationSILVA, Leonardo Henrique Dias da. Characterization of the fauna of bats (Chiroptera, Mammalia) in different areas in the karst region of Minas Gerais - Brazil. 2013. 46 f. Dissertação (Mestrado em Biologia e Manejo animal) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2013.por
dc.identifier.urihttp://locus.ufv.br/handle/123456789/2277-
dc.description.abstractCavernas oferecem um ambiente estável para os morcegos, protegendo-os contra adversidades climáticas e predadores, tornando um ambiente extremamente qualificado para hibernação, socialização, maternidade e descanso. Estes animais podem formar grupos de apenas uma espécie ou em coabitação com outras. A seleção de abrigos cavernícolas por morcegos ainda é pouco abordada no Brasil, porém alguns padrões já podem ser considerados importantes como complexidade e extensão da caverna positivamente relacionada com probabilidade de ocupação por morcegos, assim como cavernas mais quentes. Para o presente estudo foram amostradas 133 cavidades no estado de Minas Gerais, divididas em duas geomorfologias distintas, sendo que 65 cavernas para Sistema cárstico Bambuí (SB) e 68 para a região do planalto meridional do complexo Serra do Espinhaço (SE). Cada caverna foi amostrada duas vezes respeitando os períodos sazonais, em cada coleta foram registradas temperatura e umidade média, presença/ausência de morcegos e identificação taxonômica das espécie(s). Para dimensionar o tamanho das cavernas foi adotado seu desenvolvimento horizontal (DH). Os morcegos foram capturados utilizando redes de neblina, puçá e pistola de pressão. Os dados coletados foram analisados usando os programas, Estimates S. Win751, Statistica 7 e Biostat 5.0 e desenvolvido modelo de regressão logística múltipla, Anova de duas vias, analises de riqueza média, estimada e coeficiente de Spearman. Foram diagnosticadas 19 espécies distribuídas nas famílias, Phyllostomidae (17), Vespertilionidae (1) e Embaluronidae (1). Houve maior ocupação de morcegos nas cavidades em áreas conservadas (69%), bem como maior ocorrência de espécies (18 spp.). Foram observadas diferenças na freqüência de registro, hábitos alimentares, riqueza média, estimada e observada de morcegos em relação ao estado de conservação das áreas de estudo. As espécies mais freqüentes foram G. soricina, D. ecaudata e D. rotundus, estas também com maiores registros de coabitação. Os resultados encontrados indicam que para a conservação da fauna de morcegos que utilizam cavidades como abrigo diurno é importante a conservação do ambiente e do entorno destas cavidades. Para seleção de abrigo cavernícola por morcegos foram significativos os dados sobre temperatura e DH, estando ambos positivamente relacionados com a presença dos mesmos.pt_BR
dc.description.abstractCaves provide a stable environment for the bats, protecting them from bad weather and predators, making it an extremely qualified to hibernate, socialization, maternity and rest. These animals can form groups of one species or cohabiting with others. The selection of cave shelters for bats is still little addressed in Brazil, but some patterns can already be considered as important as the complexity and extent of cave positively related to probability of occupation by bats, as well as caves warmer. For the present study were sampled 133 wells in the state of Minas Gerais, divided into two distinct geomorphologies, and 65 karst caves to Bambuí System (SB) and 68 for the plateau region of southern complex the Espinhaço (SE). Each cave was sampled twice respecting the seasons, each data collection were recorded average temperature and humidity, presence / absence of bats and its species. To scale the size of the caves was adopted horizontal development (DH). Bats were captured using mist nets, hand net and airgun. The collected data were analyzed using the programs, Estimates S. Win751, Statistica 7 and Biostat 5.0, and developed multiple logistic regression model, two way ANOVA, analysis of average wealth, and estimated Spearman coefficient. We found 19 species distributed in families Phyllostomidae (17), Vespertilionidae (1) and Embaluronidae (1). There was a higher occupancy of bats in cavities in conserved areas (69%) and higher occurrence of species (18 spp.). Differences were observed regarding frequency record, eating habits, average wealth, estimated and observed bats in relation to the conservation status of areas of study. The most frequent species were G. soricina, D. ecaudata and D. rotundus, they also had higher cohabitation records. Analyzing these results makes it clear that for the conservation of fauna bat s fauna that use cavities for roost daytime is important to conserve the environment surrounding these cavities. For roosting selection for bats were significant data about temperature and DH, are both positively related to the presence of bats.eng
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de Viçosapor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectMorcegospor
dc.subjectCavernaspor
dc.subjectConservaçãopor
dc.subjectAbrigopor
dc.subjectSeleçãopor
dc.subjectBats, Caveseng
dc.subjectConservationeng
dc.subjectSheltereng
dc.subjectSelectioneng
dc.titleCaracterização da fauna de quirópteros (Chiroptera, Mammalia) em diferentes áreas na região cárstica de Minas Gerais - Brasilpor
dc.title.alternativeCharacterization of the fauna of bats (Chiroptera, Mammalia) in different areas in the karst region of Minas Gerais - Brazileng
dc.typeDissertaçãopor
dc.contributor.authorLatteshttp://lattes.cnpq.br/5839297941022195por
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.departmentBiologia e Manejo animalpor
dc.publisher.programMestrado em Biologia Animalpor
dc.publisher.initialsUFVpor
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::ZOOLOGIApor
dc.contributor.advisor1Giudice, Gisele Mendes Lessa Del
dc.contributor.advisor1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4786794H3por
dc.contributor.referee1Paglia, Adriano Pereira
dc.contributor.referee1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4792546A9por
dc.contributor.referee2Freitas, Mariella Bomtempo Duca de
Aparece nas coleções:Biologia Animal

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf1,06 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.