Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/2309
Tipo: Dissertação
Título: Efeitos do exercício físico sobre a remodelação do miocárdio e da aorta em ratas espontaneamente hipertensas (SHR)
Título(s) alternativo(s): Effects of physical exercise on the myocardium and aorta remodeling of female spontaneously hypertensive rats (SHR)
Autor(es): Maia, Giselle Carvalho
Primeiro Orientador: Maldonado, Izabel Regina dos Santos Costa
Primeiro coorientador: Natali, Antônio José
Segundo coorientador: Matta, Sérgio Luis Pinto da
Primeiro avaliador: Neves, Clóvis Andrade
Segundo avaliador: Fernandes, Luciano Gonçalves
Abstract: O coração sofre modificações em sua estrutura quando é submetido a um aumento da carga de trabalho. Em atletas, a sobrecarga imposta ao coração pela prática regular de exercício físico ocasiona uma remodelação tecidual homogênea que melhora a função cardíaca. Já a sobrecarga decorrente da hipertensão arterial ocasiona aumento desproporcional de colágeno no interstício e na região perivascular, redução da densidade capilar e morte de cardiomiócitos, levando à perda progressiva da função cardíaca. Além disso, a hipertensão pode causar modificações estruturais na parede dos vasos sanguíneos, alterando sua espessura e elasticidade. O exercício físico aeróbico regular tem sido indicado no tratamento da hipertensão arterial por promover uma série de adaptações fisiológicas que influenciam o sistema cardiovascular. No entanto, estudos têm demonstrado que as adaptações decorrentes do treinamento são reversíveis quando os estímulos são suspensos ou reduzidos. Para esse estudo foram realizados dois trabalhos. No primeiro verificou-se, através da análise histomorfométrica do miocárdio e da aorta de ratas normotensas e espontaneamente hipertensas (SHR), se o treinamento em natação pode atenuar as alterações estruturais observadas no sistema cardiovascular decorrentes da hipertensão. Utilizou-se 20 ratas (Rattus norvegicus, albinus) com 12 semanas de idade, dez da linhagem Wistar, normotensas e dez SHR, divididas em quatro grupos: NSd: normotensas sedentárias (n=5); NEX: normotensas exercitadas (n=5); SHRSd: hipertensas sedentárias (n=5); e SHREX: hipertensas exercitadas (n=5). Os animais dos grupos NEX e SHREX nadaram 90 min/dia, 5 dias/semana, durante 8 semanas. Os resultados mostraram que o índice cardiossomático (ICS) dos animais SHREX aumentou em decorrência de maior quantidade de matriz extracelular no miocárdio desses animais. O treinamento físico adotado não promoveu adaptações no tecido cardíaco dos animais normotensos e não foi eficiente para reduzir a pressão arterial dos animais SHR, mas atenuou a hipertrofia celular (diâmetro do cardiomiócito). Na análise da estrutura da parede da aorta, verificou-se um aumento da espessura da camada íntima das ratas SHRSd. O segundo trabalho teve como objetivo verificar, através da análise histomorfométrica do miocárdio e da aorta de ratas normotensas e espontaneamente hipertensas (SHR), se a prática regular de natação exerce efeito protetor prolongado após 90 min/dia, 5 dias/semana, durante 8 semanas. Após esse período, estes animais permaneceram sem exercício físico nas oito semanas seguintes (destreinamento), quando foram eutanasiados, juntamente com as ratas que permaneceram sedentárias durante as 16 semanas do experimento. Os resultados mostraram que o treinamento aplicado foi eficaz na redução da pressão arterial dos animais SHR, além de atenuar a hipertrofia celular (diâmetro do cardiomiócito). Os animais ND apresentaram ICS maior que os sedentários, sugerindo a hipertrofia fisiológica, que não foi confirmada pela medida do diâmetro do cardiomiócito. O ICS dos animais SHRD também foi maior que do grupo sedentário. Houve aumento da densidade capilar no miocárdio dos animais ND e da espessura da camada íntima da aorta dos animais SHR, tanto os treinados como os sedentários.
The structure of the heart is modified when it is overloaded. In athletes, the overload imposed to the heart by regular physical exercise leads to remodeling which improves the cardiac function. On the other hand, hypertension induces unproportional increase of collagen fibers in the interstice and in the perivascular area, reduction of capillary density and cardiomyocyte death, which leads to a progressive reduction in the cardiac function. In addition, hypertension may cause structural modifications in the wall of blood vessels by altering its thickness and elasticity. The regular aerobic physical exercise has been recommended as a treatment for hypertension as it promotes physiological adaptations that influence the cardiovascular system. However, studies have demonstrated that physical training adaptations are reversible when it is suspended. For this study was done two works. The aim of the first work was to test, through histomorphometry of the myocardium and aorta of normotensive and spontaneously hypertensive female rats (SHR), whether a swimming training program might minimize the structural alterations in the cardiovascular system induced by hypertension. Ten Wistar normotensive and ten SHR 12 weeks old female rats were divided into four groups: NSd: normotensive sedentary (n=5); NEX: normotensive exercised (n=5); SHRSd: SHR sedentary (n=5); SHREX: SHR exercised (n=5). The animals of NEX and SHREX groups swam 90 min/day, 5 days/week, for 8 weeks. The results showed that the cardio somatic index of the SHREX animals increased, due to the increase in the extracellular matrix of the myocardium. The employed physical training did not promote adaptations to the myocardium of normotensive animals and it was not efficient in reducing the blood pressure of SHR animals, however it reduced the diameter of cardiomyocytes. It was also observed an increase in the intimate layer thickness of the aorta from SHRSd group. The objectives of the second work is to test, through the histomorphometric, whether regular swimming protects prolonged effect on the structural alterations in the myocardium and aorta of female rats Wistar and spontaneously hypertensive (SHR) after a detraining period. Ten Wistar normotensive and ten SHR 12 weeks old female rats were divided into four groups: NSd - normotensive sedentary (n=5); ND - normotensive detrained (n=5); SHRSd - SHR sedentary (n=5); and SHRD - SHR detrained (n=5). The animals from ND and SHRD groups swam 90 min/day, 5 days/week, for 8 weeks. Then the exercise program was suspended for the eight following weeks. The results showed that swimming training reduced the SHR animal blood pressure and the diameter of the cardiomyocytes. The animals from ND group presented a higher cardio somatic index (CSI) compared to NSd, suggesting physiologic hypertrophy, which was not confirmed by the cardiomyocyte diameter. The CSI of SHRD animals was significantly greater than SHRSd. There was an increase in the capillary density of the myocardium of animals from ND group, as well as in the aorta intimate layer thickness of SHR animals.
Palavras-chave: Exercício físico
Miocárdio
Hipertensão
Destreinamento
Physical exercise
Myocardium
Hypertension
Training reduced
CNPq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::BIOLOGIA GERAL
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Análises quantitativas e moleculares do Genoma; Biologia das células e dos tecidos
Programa: Mestrado em Biologia Celular e Estrutural
Citação: MAIA, Giselle Carvalho. Effects of physical exercise on the myocardium and aorta remodeling of female spontaneously hypertensive rats (SHR). 2008. 60 f. Dissertação (Mestrado em Análises quantitativas e moleculares do Genoma; Biologia das células e dos tecidos) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2008.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/2309
Data do documento: 11-Jul-2008
Aparece nas coleções:Biologia Celular e Estrutural

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf347,02 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.