Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/2345
Tipo: Dissertação
Título: Anatomia e micromorfologia de Salvinia auriculata Aubl. (Salviniaceae) submetida ao arsênio
Título(s) alternativo(s): Anatomy and morphology of Salvinia auriculata Aubl. (Salviniaceae) submitted to the arsenic
Autor(es): Oliveira, Maria Angélica Guerra de
Primeiro Orientador: Araújo, João Marcos de
Primeiro coorientador: Azevedo, Aristéa Alves
Segundo coorientador: Oliveira, Juraci Alves de
Primeiro avaliador: Silva, Luzimar Campos da
Segundo avaliador: Ribeiro, Cleberson
Abstract: A contaminação ambiental constitui um sério problema no mundo inteiro. O arsênio (As) é um metalóide que tem recebido grande atenção de pesquisadores devido a sua elevada toxicidade para os seres vivos. Nesse contexto, o uso de plantas tem se revelado uma metodologia adequada e de baixo custo para a detecção dos poluentes. Entretanto, o uso de espécies vegetais como bioindicadoras requer o conhecimento prévio das suas características. Este trabalho tem a finalidade de avaliar as respostas de Salvinia auriculata Aubl. na presença de arsênio, na forma de arsenato de sódio, determinando o teor deste elemento acumulado pela espécie, bem como os possíveis efeitos sobre o desenvolvimento, o acúmulo de biomassa, as alterações morfológicas e a estrutura anatômica das suas folhas. O delineamento experimental utilizado foi o inteiramente casualizado, com controle e quatro concentrações de As, sendo 0,5; 1,0; 1,5 e 2,0 mg L 1 com cinco repetições, cultivadas em solução nutritiva de Clark, durante 15 dias, em casa de vegetação. Para determinação dos teores de As, amostras foram analisadas por espectrofotometria de absorção atômica com geração de hidreto. Amostras das folhas emersas e submersas do primeiro e do quarto nós foram coletadas e processadas para análise microscópica. A parte aérea foi visivelmente afetada, com áreas necróticas na superfície foliar, com formato arredondado e com tonalidade marrom escura, cuja intensidade foi diretamente proporcional à concentração de As. As folhas modificadas apresentaram aspecto gelatinoso e escurecimento. A absorção de arsênio pelas plantas aumentou proporcionalmente com a concentração do metaloide na solução. Pelas análises microscópicas pôde-se constatar danos mais drásticos no primeiro nó, se comparado ao quarto nó. No primeiro nó, as células tiveram acúmulo de conteúdos intensamente corados pelo azul de toluidina, deformação na arquitetura das células epidérmicas, danos parciais nos tricomas e distorção da parede do contorno dos elementos do xilema. No quarto nó ocorreu acúmulo de conteúdos, alterações nos cloroplastos, compactação das lacunas, alterações no padrão de desenvolvimento dos tricomas com pouco desenvolvimento e redução na espessura do mesofilo. As alterações anatômicas nas folhas emersas e nas folhas modificadas de S. auriculata foram evidentes, podendo ser utilizados no diagnóstico das injúrias e para o entendimento dos mecanismos de fitotoxicidade do As.
Environmental contamination is a serious problem worldwide. Arsenic (As) is a metalloid that has received great attention from researchers due to its high toxicity to live beings. In this context, the use of plants has proven to be an appropriate methodology and cost-effective for the detection of pollutants. However, the use of plant species as bioindicators requires prior knowledge of their characteristics. This study aims to evaluate the responses of Salvinia auriculata Aubl. in the presence of arsenic, determining the content of this element accumulated by species and the possible effects on development, biomass accumulation, morphological alterations and anatomical structure of its leaves. The experimental design was completely randomized with control and four concentrations of As, in the form of sodium arsenate, being 0.5, 1.0, 1.5 and 2.0 mg L-1 with five repetitions, cultivated in Clark nutrient solution during 15 days in the greenhouse. Samples were analyzed by atomic absorption spectrophotometry with hydride generation, to determine the levels of As. Samples of submerged and floating leaves of the first and fourth nodes were collected and processed for microscopic analysis. Aerial parts of the plant was visibly affected, with necrotic areas on the leaf surface, with rounded shape and dark brown tint, whose intensity was directly proportional to the concentration of As. Modified leaf presented gelatinous and browning appearance. Clonal growth rates decreased strongly with increasing concentration of arsenic in the nutrient solution, with a 56.4% reduction in the concentration 0.5 mg L-1, reaching 86.7% at 2.0 mg L- 1. In relation to the accumulation, the absorption of arsenic by plants increased proportionally with the concentration of metal in solution. The microscopic analysis was able to see more dramatic damage in the first node, compared to the fourth node. In the first node may be observed accumulation of cells with content intensely colored by toluidine blue, deformation in the architecture of the epidermal cells, partial damage to trichomes, distortion of the boundary wall of xylem elements. In the fourth node occurred accumulation of contents , changes in the chloroplasts, compression of the gaps, changes in the pattern of development of trichomes with little development and reduction in thickness of the mesophyll. The anatomical changes in leaves and immersed in modified leaves of S. auriculata were evident and can be used for diagnosing injuries and for understanding the mechanisms of phytotoxicity by As.
Palavras-chave: Salvinia
Arsênio
Morfologia
Salvinia
Arsenic
Morphology
CNPq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::BIOLOGIA GERAL
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Análises quantitativas e moleculares do Genoma; Biologia das células e dos tecidos
Programa: Mestrado em Biologia Celular e Estrutural
Citação: OLIVEIRA, Maria Angélica Guerra de. Anatomy and morphology of Salvinia auriculata Aubl. (Salviniaceae) submitted to the arsenic. 2012. 47 f. Dissertação (Mestrado em Análises quantitativas e moleculares do Genoma; Biologia das células e dos tecidos) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2012.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/2345
Data do documento: 12-Mar-2012
Aparece nas coleções:Biologia Celular e Estrutural

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf1,7 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.