Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/2348
Tipo: Dissertação
Título: Respostas morfológicas em espécies de Brassicaceae expostas a diferentes doses de arsênio
Título(s) alternativo(s): Morphological responses in Brassicaceae species exposed to different doses of arsenic
Autor(es): Silva, Larisse de Freitas
Primeiro Orientador: Araújo, João Marcos de
Primeiro coorientador: Oliveira, Juraci Alves de
Primeiro avaliador: Silva, Luzimar Campos da
Segundo avaliador: Souza, José Francisco de
Abstract: O arsênio (As) é um contaminante ambiental e representa um grave problema em diversas regiões do mundo. Com o objetivo de avaliar os efeitos tóxicos do arsênio em plântulas da família Brassicaceae, sementes de Brassica oleraceae, Raphanus sativus, Brassica oleraceae var. capitata, Brassica oleraceae var. itálica e Brassica juncea foram postas para germinar na presença do metalóide. O delineamento experimental foi o inteiramente casualizado, com quatro tratamentos: controle, 250 μMol, 350 μMol e 450 μMol de As na forma de arseniato de sódio (Na2HAsO4.7H2O) e seis repetições. Foram avaliados: o crescimento das plântulas, o acúmulo de As nas raízes e na parte aérea, as alterações morfológicas nas raízes e folíolos, além das análises morfométricas dos folíolos e raízes de B. oleraceae e B. juncea. Houve absorção do poluente pela raiz e baixa translocação para a parte aérea em quatro das cinco espécies estudadas. As plântulas das cinco espécies apresentaram redução do crescimento e algumas apresentaram acúmulo de antocianinas nos folíolos e no caule. Anatomicamente, não houve alteração nos folíolos de quatro das cinco espécies estudadas, sendo B. juncea a única espécie que apresentou danos no limbo. O sistema radicular das cinco espécies, por sua vez, apresentou alterações morfológicas em virtude da presença do metalóide. As análises micromorfométricas revelaram que o arsênio alterou a espessura e a proporção dos tecidos, sendo os resultados mais expressivos foram observados nas concentrações mais elevadas. Esses dados tornam-se relevantes, principalmente, do ponto de vista anatômico, já que são escassas estas informações para a grande maioria das espécies vegetais quando expostas ao arsênio.
Arsenic (As) is an environmental contaminant and represents a serious problem in several regions in world. To evaluate the toxic effects of As in Brassicaceae family, seeds of Brassica oleraceae L., Raphanus sativus, Brassica oleraceae var. capitata, Brassica oleraceae var. itálica and Brassica juncea L. (Czern.) were germinated in metalloid presence. The experimental design was completely randomized with four treatments: control, 350 μMol e 450 μMol, and 450 μMol of arsenic (Na2HAsO4.7H2O), six repetitions. Were evaluated: growth of plants, the accumulation of As in roots and shoots, the morphological changes in roots and leaves and morphometric analyzes in roots and leaves of B. Oleraceae L. And B. juncea. There was uptake of the pollutant by the roots and low translocation to shoots in four of the five species. All species showed reduced growth and some showed accumulation of anthocyanins in leaves and stem. Anatomically, there was no change in the leaves of four of the five species studied, B. juncea the only species that showed damage. The root system of the five species showed morphological changes due to the presence metalloid. The morphometric analysis revealed the arsenic chance the thickness and the proportions of tissues. The most dramatic results were observed at higher concentrations. These date are relevant, specially in anatomical study.
Palavras-chave: Brassicaceae
Arsênio
Morfologia
Brassicaceae
Arsenic
Morphology
CNPq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::BIOLOGIA GERAL
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Análises quantitativas e moleculares do Genoma; Biologia das células e dos tecidos
Programa: Mestrado em Biologia Celular e Estrutural
Citação: SILVA, Larisse de Freitas. Morphological responses in Brassicaceae species exposed to different doses of arsenic. 2011. 41 f. Dissertação (Mestrado em Análises quantitativas e moleculares do Genoma; Biologia das células e dos tecidos) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2011.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/2348
Data do documento: 8-Dez-2011
Aparece nas coleções:Biologia Celular e Estrutural

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf1,33 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.