Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/245
Tipo: Tese
Título: Ciclo estral, histomorfometria ovariana e uterina de camundongas após tratamento prolongado com acetato de medroxiprogesterona
Título(s) alternativo(s): Estral cicle, ovarial and uterine histomorfometry of female mice after long-term treatment with medroxyprogesterone acetate
Autor(es): Costa, Manuella Carvalho da
Primeiro Orientador: Maldonado, Izabel Regina dos Santos Costa
Primeiro coorientador: Matta, Sérgio Luis Pinto da
Segundo coorientador: Paula, Tarcízio Antônio Rego de
Primeiro avaliador: Neves, Mariana Machado
Segundo avaliador: Sartori, Sirlene Souza Rodrigues
Terceiro avaliador: Lima, Fabrízia Portes Cury
Quarto avaliador: Lisboa, Luciane Cristina Oliveira
Abstract: O presente trabalho teve por objetivo avaliar os efeitos do progestágeno acetato de medroxiprogesterona (MPA) sobre o ciclo estral, o desenvolvimento folicular ovariano e a morfologia uterina de camundongas. Foram utilizadas 24 fêmeas nulíparas, com 60 dias de idade, distribuídas nos seguintes grupos: 1 - Controle, sem tratamento com acetato de medroxiprogesterona; 2 - Tratamento com 0,06 mg de MPA/animal e 3 - Tratamento com 0,12 mg de MPA/animal. Nos grupos tratados, cada fêmea recebeu uma dose de MPA, por via subcutânea, a cada 15 dias, sempre no período do diestro, totalizando 90 dias de experimento (6 doses). Após a última dose de MPA, as camundongas foram submetidas à eutanásia no período do diestro. A utilização do MPA na dose de 0,12 mg de MPA/animal promoveu um aumento significativo na fase do diestro. A freqüência de folículos primários unilaminares e pré-antrais foi maior (P<0,05) nos grupos tratados quando comparados ao controle, o que demonstra que o recrutamento inicial de folículos primordiais não foi prejudicado pelo tratamento. Em função do efeito antigonadotrófico do MPA, não houve diferença significativa entre grupos controle e tratados para a freqüência de folículos em estágio avançado de desenvolvimento. Foi observado aumento da proporção volumétrica da região medular ovariana nos grupos tratados, o que sugere remodelação estrutural entre as regiões cortical e medular em função da inibição do recrutamento cíclico provada pelo progestágeno. O MPA causou atrofia das glândulas uterinas e diminuição da espessura do endométrio nos dois grupos tratados.
The present study has the objective to evaluate the effects of progestagen Medroxyprogesterone Acetate (MPA), on the estrous cycle, on ovarian follicular development and uterine morphology in female mice. 24 nulliparous female mice with 60 days of age were used and allocated into the following groups: group 1- control, not treated with medroxiprogesterone acetate (MPA); 2- treated with 0.06 mg of MPA / animal; 3- treated with 0.12 mg of MPA / animal. In the treated groups, each female received one dose of MPA, subcutaneously, an interval of 15 days, always into diestrus totaling 90 days of experiment (6 doses). After the last dose of MPA, the female mice were euthanized into diestrus. The use of the MPA at 0.12 mg MPA / animal caused a significant increase in the diestrus phase. The frequency of unilaminars primary follicles and preantral follicles were higher (P <0.05) in treated groups as compared to the controls, demonstrating that the initial recruitment of primordial follicles was not affected by the treatment. There was not observed significant difference between control and treated groups for the frequency of follicles in advanced stages of development. There was observed an increase in the volumetric proportion of ovarian medullary region in the treated groups, suggesting structural remodeling between cortical and medullary regions as a function of inhibiting the recruitment proved by cyclic progestagen. MPA caused atrophy of uterine glands and a decrease in endometrial thickness in both treated groups.
Palavras-chave: Camundongos
Medroxiprogesterona
Ovário
Histomorfometria
Mice
Medroxyprogesterone
Ovary
Histomorfometry
CNPq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::BIOLOGIA GERAL
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Análises quantitativas e moleculares do Genoma; Biologia das células e dos tecidos
Programa: Doutorado em Biologia Celular e Estrutural
Citação: COSTA, Manuella Carvalho da. Estral cicle, ovarial and uterine histomorfometry of female mice after long-term treatment with medroxyprogesterone acetate. 2010. 80 f. Tese (Doutorado em Análises quantitativas e moleculares do Genoma; Biologia das células e dos tecidos) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2010.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/245
Data do documento: 22-Jul-2010
Aparece nas coleções:Biologia Celular e Estrutural

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf920,72 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.