Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/2465
Tipo: Dissertação
Título: Estudo filogeográfico e análise comparativa dos modelos de classificação do Porcine circovirus-2 (PCV-2).
Título(s) alternativo(s): Phylogeographic study and comparative analysis of classification models of Porcine circovirus-2 (PCV-2)
Autor(es): Vidigal, Pedro Marcus Pereira
Primeiro Orientador: Lamêgo, Márcia Rogéria de Almeida
Primeiro coorientador: Silva Júnior, Abelardo
Segundo coorientador: Siqueira, Cláudio Lísias Mafra de
Primeiro avaliador: Ramos, Humberto Josué de Oliveira
Segundo avaliador: Heinemann, Marcos Bryan
Abstract: Os agentes infecciosos de suínos têm recebido grande atenção desde a última década, quando muitos países produtores acumularam perdas econômicas significativas devido a patógenos como o Porcine circovirus-2 (PCV-2). O PCV-2 é um vírus classificado na família Circoviridae e está associado a um conjunto de diferentes síndromes em suínos denominado Porcine Circovirus Associated Diseases (PCVAD). Desde a sua identificação e caracterização, o PCV-2 alcançou uma distribuição mundial e a PCVAD tornou-se uma síndrome endêmica na maioria dos países produtores, sendo considerada a principal causa por perdas nas granjas. Neste trabalho, as nomenclaturas propostas para a classificação das linhagens virais foram comparadas e as vias de dispersão do PCV-2 entre os países suinocultores foram analisadas. Uma pesquisa por sequências genômicas do PCV-2 foi realizada no GenBank e 350 sequências de isolados virais foram aleatoriamente selecionadas. Os modelos de classificação do PCV-2 em genótipos, recomendado pelo Consórcio Europeu que estuda as Porcine circovirus diseases (PCVD) e definido por análises de mismatch distibution, e o modelo de classificação em subgrupos filogenéticos, modelo alternativo e definido por hipóteses filogenéticas, foram aplicados ao conjunto de sequências selecionado. Tanto nas análises de mismatch distribution quanto nas análises filogenéticas, os agrupamentos formados e as variações observadas foram muito semelhantes. Nessas análises, observou-se a sobreposição entre os agrupamentos em genótipos e em subgrupos filogenéticos. O genótipo PCV-2a foi correspondente ao Grupo 2 e reuniu os subgrupos 2A, 2B, 2C, 2D e 2E. O genótipo PCV-2b foi correspondente ao Grupo 1 e reuniu os subgrupos 1A, 1B e 1C. O genótipo PCV-2c reuniu apenas a sequência do isolado viral que o define. Esses resultados mostram que as subdivisões existentes nos genótipos PCV-2a e PCV-2b não devem ser desconsideradas para que a diversidade genética existente entre os isolados virais do PCV-2 não seja subestimada. No estudo filogeográfico, as vias de dispersão do PCV-2 foram preditas por meio de abordagens filogenéticas e filogeográficas. Nas análises filogenéticas, as árvores foram calculadas por inferência bayesiana e os isolados virais foram agrupados nos genótipos PCV-2a, PCV-2b e PCV-2c. Nas análises filogeográficas, uma rede de haplótipos foi calculada pelo algoritmo Median Joining, para o estabelecimento da genealogia entre os isolados virais, e as vias de dispersão entre os países foram preditas. Para dar suporte a essas análises, dois bancos de dados foram organizados. O primeiro banco de dados reuniu todas as informações disponíveis sobre os isolados do PCV-2 no GenBank e nas publicações relacionadas ao isolamento viral. O segundo banco de dados reuniu as estatísticas do comércio internacional de suínos vivos disponíveis no United Nations Commodity Trade Statistics Database DESA/UNSD e foi organizado para estabelecer um contexto econômico às vias preditas na rede de haplótipos. A partir dessas análises e desses bancos de dados, as seguintes vias de dispersão do PCV-2 entre os países produtores de suínos foram preditas: América do Norte → África, América do Norte → América do Sul, América do Norte → Caribe, Europa → América do Norte, Europa → América do Sul, Europa → Ásia, Oceania → Ásia e Oceania → América do Norte. Nessas vias de dispersão, os principais países de origem das vias são o Canadá, os Estados Unidos, a Dinamarca, a França e a Holanda, que são os principais exportadores de animais no mercado internacional de suínos vivos. As correlações observadas entre as vias de dispersão do PCV-2 preditas nas análises filogeográficas e as estatísticas do comércio internacional de suínos vivos mostram a importância do movimento de animais no rebanho mundial para a emergência de novos patógenos e a necessidade da criação de barreiras sanitárias cada vez mais eficazes no comércio de animais.
The pig infectious agents have received great attention since the last decade, when many pig producing countries accumulated economic losses due to pathogens such as Porcine circovirus-2 (PCV-2). The PCV-2 is a virus classified in Circoviridae family and is associated with a number of different syndromes in pigs called Porcine Circovirus Associated Diseases (PCVAD). Since its identification and characterization, PCV-2 has reached a worldwide distribution and the PCVAD became a syndrome endemic in most producer countries and currently considered the main cause for losses on pig farms. In this study, the nomenclatures proposed for the classification of viral isolates were compared, and the spread routes of PCV-2 among pig producing countries were analyzed. A search for genomic sequences of PCV-2 was performed in GenBank and 350 sequences of viral isolates were randomly selected. The classification model of PCV-2 in genotypes, recommended by the European consortium that studies the Porcine circovirus diseases (PCVD) and defined by analysis of mismatch distribution, and the classification model in phylogenetic subgroups, an alternative model defined by phylogenetic hypotheses, were applied to the set of selected sequences. Both in the mismatch distribution analysis and in the phylogenetic analysis, the groups formed and the changes observed were very similar. In these analyses, there was an overlap between genotypes and phylogenetic subgroups. The genotype PCV-2a was equivalent to Group 2 and grouped the subgroups 2A, 2B, 2C, 2D and 2E. The genotype PCV-2b was equivalent to Group 1 and grouped the subgroups 1A, 1B and 1C. The genotype PCV- 2c only grouped the sequence of the viral isolate that defines it. These results show that the existing subdivisions in the genotypes of PCV-2a and PCV-2b should not be neglected for don ́t underestimate the genetic diversity among isolates of PCV-2. In the phylogeographic study, the spread routes of PCV-2 were predicted through phylogenetic and phylogeographic approaches. In phylogenetic analysis, the phylogenetic trees were calculated by Bayesian inference and the isolates were grouped in the genotypes PCV-2a, PCV-2b and PCV-2c. In phylogeographical analysis, a haplotype network was calculated by Median Joining algorithm for the establishment of genealogy among the viral isolates, and the spread routes of PCV-2 among the countries were predicted. To support these analyses, two databases were organized. The first database grouped all available information on the isolates of PCV-2 in GenBank and in publications related to viral isolation. The second data set grouped the statistics of live pigs trade available at United Nations Commodity Trade Statistics Database DESA/UNSD and was organized to establish an economic context to establish an economic context in the phylogeographic analysis. From these analyses, the following spread routes of PCV-2 were predicted: North America → Africa, North America → South America, North America → Caribbean, Europe → North America, Europe → South America, Europe → Asia, Oceania → Asia and Oceania → North America. In these spread routes, the main countries of origin of the routes are Canada, United States, Denmark, France and the Netherlands, that are the major exporters of animals in the international trade of live pigs. In this study, were identified correlations between the means of dispersal of PCV-2 in pigs predicted by the phylogeographic context and the statistics on international trade in live pigs. This correlation shows the importance of the movement of animals in the world to the emergence of new pathogens and the need to establish sanitary barriers that are increasingly effective for trade in animals.
Palavras-chave: Porcime circovirus-2
PCV-2
PCVAD
PMWS
Filogeografia
Porcime circovirus-2
PCV-2
PCVAD
PMWS
Phylogeography
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::MEDICINA VETERINARIA::MEDICINA VETERINARIA PREVENTIVA
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Bioquímica e Biologia molecular de plantas; Bioquímica e Biologia molecular animal
Programa: Mestrado em Bioquímica Agrícola
Citação: VIDIGAL, Pedro Marcus Pereira. Phylogeographic study and comparative analysis of classification models of Porcine circovirus-2 (PCV-2). 2010. 93 f. Dissertação (Mestrado em Bioquímica e Biologia molecular de plantas; Bioquímica e Biologia molecular animal) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2010.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/2465
Data do documento: 30-Jul-2010
Aparece nas coleções:Bioquímica Agrícola

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf2,99 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.