Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/2490
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.authorLemos, Pedro Henrique de Dantas
dc.date.accessioned2015-03-26T13:08:38Z-
dc.date.available2008-07-17
dc.date.available2015-03-26T13:08:38Z-
dc.date.issued2008-02-29
dc.identifier.citationLEMOS, Pedro Henrique de Dantas. Border effect on an arboreal component of a semideciduous forest fragment in Viçosa-MG. 2008. 55 f. Dissertação (Mestrado em Botânica estrutural; Ecologia e Sistemática) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2008.por
dc.identifier.urihttp://locus.ufv.br/handle/123456789/2490-
dc.description.abstractOs objetivos deste trabalho foram caracterizar a estrutura da vegetação arbórea, a composição florística e a riqueza de espécies ao longo do gradiente borda-interior de um fragmento florestal situado em Viçosa, Minas Gerais; determinar e caracterizar o dossel ao longo deste gradiente; e caracterizar a distribuição das espécies arbóreas nas diferentes categorias de sucessão. Para tanto, foram instaladas três faixas paralelas, eqüidistantes de 10 m, de oito parcelas não contíguas de 5 x 5 m, interdistantes de 20 m cada, a partir da borda do fragmento até 180 m em direção a seu interior. As faixas de parcelas foram alocadas perpendicularmente à borda do fragmento, estendendo-se até seu núcleo. Todas as árvores com PAP igual ou superior a 10 cm foram amostradas e as alturas estimadas. No centro de cada parcela, foram obtidas fotografias hemisféricas do dossel, fornecendo as estimativas de sua abertura e o índice de área foliar (IAF). No total, foram amostrados 207 indivíduos arbóreos pertencentes a 31 famílias, 63 gêneros e 85 espécies. As famílias com maior riqueza de espécies foram: Fabaceae com dez espécies; Myrtaceae com nove espécies; Rubiaceae com seis; e Annonaceae, Lauraceae e Sapotaceae com cinco espécies. A variação da riqueza de espécies não obteve relação significativa com a distância da borda. Pela análise de agrupamento, foi possível identificar pelo menos um grupo formado entre as parcelas da borda com aquelas distantes 25 e 50 m da borda para o interior do fragmento. O trecho estudado revelou alto índice de diversidade de Shannon (H = 4,00), com equabilidade de Pielou J = 0.9. Não houve relação significativa entre a diversidade de espécies e a distância da borda. Diferenças significativas nos valores do índice de diversidade foram verificadas entre as parcelas localizadas na borda e aquelas de menores índices de diversidade presentes a 25, 50 e 175 m da mesma borda. As espécies secundárias tardias ocorreram em maior número de espécies e de indivíduos em relação às outras categorias sucessionais. A densidade de espécies pioneiras respondeu negativa e significativamente com a distância da borda para o interior do fragmento. Os valores de área basal e de densidade não se relacionaram estatisticamente com a distância da borda para dentro do fragmento. A altura do dossel sofreu declínio significativo à medida que a distância da borda diminuía, observando-se acréscimo da altura a partir de 50 m da borda, sendo significativamente diferente a 125 e 150 m da borda para o interior do fragmento. A abertura de dossel revelou relação negativa com a distância da borda, decrescendo significativamente em direção ao interior da floresta. A abertura de dossel foi significativamente menor em relação à borda a 75 e 125 m para o interior do fragmento. Os menores valores de IAF foram encontrados nas parcelas de borda, e os maiores a 125 m para o interior do fragmento. Este estudo revelou mudanças na comunidade das plantas ao longo do gradiente borda-interior, sugerindo um possível efeito de borda de 50 a 75 m da borda da floresta.pt_BR
dc.description.abstractThe objectives of this work were to characterize the arboreal vegetation structure, floristic composition and species diversity along the border-interior gradient of a forest fragment in Viçosa, Minas Gerais; to determine and characterize the canopy along this gradient; and to characterize the arboreal species distribution in the different successional categories. Thus, three 10 m equidistant transects subdivided into eight 5 x 5 m plots, 20 m spaced from each other, were installed from the edge of the fragment up to 180 meters towards its interior The transects were perpendicularly allocated at the edge of the fragment, extending up to its nucleus. All of the woody trees with stem diameter equal or superior to 10 cm were sampled and their heights estimated. Hemispherical photographs of the canopy were obtained, in the center of each plot, determining canopy opening and leaf area index (LAI). A total of 207 individuals belonging to 31 families, 63 genus and 85 species was sampled. The families with highest species richness were: Fabaceae with ten species; Myrtaceae with nine; Rubiaceae with six; Annonaceae, Lauraceae and Sapotaceae with five species. Variation in species richness did not obtain significant correlation with distance from the edge. Based on grouping analysis, it was possible to identify at least one group formed among the edge plots with those 25 and 50 m distant from the border towards the fragment interior. The Shannon diversity index was high (H' = 4.00) with equability of Pielou (J' = 0.9). No significant correlation was found between species diversity and distance from the edge. Significant differences in the diversity index values were verified between the plots located on the border and those presenting lower diversity index located 25, 50 and 175 m from the same border. Late secondary species occurred in larger number of species and individuals, compared to the other succession categories. Density of the pioneer species responded negatively and significantly to distance from the edge towards the fragment interior. Basal area and density values did not correlate significantly with border distance towards the fragment interior. Canopy height declined significantly as distance from the edge decreased, with height increase observed 50 m from the border becoming significantly different at 125 and 150 m from the border towards the fragment interior. Canopy opening revealed negative relationship with distance from the edge, decreasing significantly towards the interior of the forest. Canopy opening was significantly lower in relation to the border at 75 and 125 m towards the interior of the fragment. LAI lowest values were found on the edge plots while the highest ones were found 125 m towards the fragment interior. This study revealed changes in plant community along the border-interior gradient, suggesting a possible border effect 50 to 75 m from the forest border.eng
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de Viçosapor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectEcologia da paisagempor
dc.subjectFragmentaçãopor
dc.subjectEfeito de bordapor
dc.subjectLandscape ecologyeng
dc.subjectForest fragmentationeng
dc.subjectBorder effecteng
dc.titleEfeito de borda no componente arbóreo de um fragmento de floresta semidecídua, Viçosa, MGpor
dc.title.alternativeBorder effect on an arboreal component of a semideciduous forest fragment in Viçosa-MGeng
dc.typeDissertaçãopor
dc.contributor.authorLatteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4759547Y0por
dc.contributor.advisor-co1Carmo, Flávia Maria da Silva
dc.contributor.advisor-co1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4727338J9por
dc.contributor.advisor-co2Peternelli, Luiz Alexandre
dc.contributor.advisor-co2Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4723301Z7por
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.departmentBotânica estrutural; Ecologia e Sistemáticapor
dc.publisher.programMestrado em Botânicapor
dc.publisher.initialsUFVpor
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::BOTANICApor
dc.contributor.advisor1Martins, Sebastião Venâncio
dc.contributor.advisor1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4784895Z9por
dc.contributor.referee1Silva, Elias
dc.contributor.referee1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4798029H5por
dc.contributor.referee2Gleriani, José Marinaldo
dc.contributor.referee2Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4791933J1por
Aparece nas coleções:Botânica

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf1,49 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.