Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/2495
Tipo: Dissertação
Título: Levantamento florístico e etnobotânico do estrato arbóreo em sistemas naturais e agroflorestais, Araponga, Minas Gerais
Título(s) alternativo(s): Floristic and ethnobotanical survey of the tree stratum in Natural and Agroforestry Systems, Araponga, Minas Gerais
Autor(es): Siqueira, Lívia Constâncio de
Primeiro Orientador: Garcia, Flávia Cristina Pinto
Primeiro coorientador: Amorozo, Maria Christina de Mello
Segundo coorientador: Cardoso, Irene Maria
Primeiro avaliador: Botelho, Maria Izabel Vieira
Segundo avaliador: Paula, Cláudio Coelho de
Abstract: O trabalho consiste em um levantamento florístico e etnobotânico de fragmentos florestais e Sistemas Agroflorestais (SAFs) localizados no entorno do Parque Estadual da Serra do Brigadeiro (PESB) no município de Araponga, Zona da Mata - MG, no qual objetivou-se levantar a riqueza de espécies arbóreas e o conhecimento popular referente a vegetação da região. Este estudo esta apresentado em três capítulos. No primeiro objetivou-se levantar a composição florística de dois fragmentos de Florestas Estacionais Semideciduais, o período de floração e frutificação das espécies e a comparação florística com outras áreas estudadas na região do PESB. No segundo, objetivou-se levantar as espécies arbóreas ocorrentes em sete SAFs utilizados e implantados por famílias de pequenos agricultores experimentadores de comunidades do município de Araponga, analisando a similaridade florística entre essas áreas e as informações fenológicas das espécies. No terceiro capítulo foi realizado o levantamento etnobotânico de espécies arbóreas em fragmentos florestais e Sistemas Agroflorestais, identificando as categorias de uso estabelecidas pelos moradores da região; analisando a importância relativa dessas espécies. Nos dois primeiros capítulos foram realizadas coletas mensais de material botânico e observações quanto à floração e frutificação no período de fevereiro de 2006 a maio de 2007. Todo o material coletado foi herborizado de acordo com técnicas usuais de Botânica e registrado no acervo do Herbário VIC - Departamento de Biologia Vegetal, da Universidade Federal de Viçosa. A identificação taxonômica foi feita por meio de consultas à literatura especializada, comparação com material de herbário e envio a especialistas. Nos Fragmentos Florestais foram levantadas 93 espécies, distribuídas em 65 gêneros e 30 famílias. As famílias que apresentaram maior riqueza foram: Leguminosae (20 spp), Asteraceae (7 spp), Lauraceae (6 spp), Bignoniaceae, Myrtaceae e Solanaceae (5 spp. cada) e Annonaceae (4 spp.), correspondendo a um total de 56% do número de espécies. As espécies apresentaram floração e frutificação durante o ano todo, atingindo, o índice de 74% de ocorrência de fruto e, ou flores, na estação chuvosa e 57% de espécies em estado fértil, na estação seca. Para os Sistemas Agroflorestais foram identificadas 45 espécies arbóreas, distribuídas em 42 gêneros e 26 famílias. Euphorbiaceae, Myrtaceae e Rutaceae foram as famílias mais representativas, com quatro espécie cada. Das espécies amostradas, 55% são nativas do Brasil, sendo estas de Domínio Atlântico e 44% são espécies exóticas. As espécies foram submetidas à análise de agrupamento (UPGMA), utilizando-se o coeficiente de Sorensen através do programa MVSP 3.13m (Kovach Computing Services 2006). O SAF4 apresentou-se separado das demais áreas, sendo o mais dissimilar devido à presença de uma maior riqueza de espécies em comparação aos outros sistemas. Os SAF7 e SAF5 foram os mais similares devido à presença de espécies em comum. Das 45 espécies observadas, 34 apresentaram floração e frutificação no decorrer do ano e em 11 espécies não foi observada a presença de flores ou frutos. Floresceram e/ou frutificaram durante a estação seca 28 espécies (62%). Na estação chuvosa 46% das espécies, 21 indivíduos, apresentaram-se em estado reprodutivo. No capítulo 3 as informações etnobotânicas foram obtidas através de 14 entrevistas semi-estruturadas realizadas nos fragmentos florestais, e 12 nos SAFs. No total foram citadas 86 espécies; 53 nos fragmentos e 56 nos SAFs. Nos fragmentos florestais 53 espécies estão distribuídas em 26 famílias e 40 gêneros, sendo as famílias mais citadas as Euphorbiaceae (6 spp.), Myrtaceae (5 spp.) e Melastomataceae (4 spp.). Foram estabelecidas nove categorias de uso, cinco êmicas e quatro éticas. Construção a categoria que mais se destacou em relação às outras, com 48 espécies citadas, dentre elas Miconia pyrifolia Naud. (quaresminha) e Vernonia densiflora Gardner (pau-de-fumo) foram as mais representativas. A categoria lenha foi a segunda mais representativa com 22 espécies. As categorias tecnologia e medicinal também foram bem representadas neste estudo com 34% (18 spp.) e 32% (17 spp.) respectivamente. Nos SAFs as 56 espécies citadas estão distribuídas em 31 famílias e 48 gêneros. Euphorbiaceae foi a família que apresentou o maior número de espécies (5 spp.), seguida de Bignoniaceae, Myrtaceae, Rutaceae e Solanaceae (4 spp. cada). Foram identificadas 11 categorias de uso, sendo medicinal a que apresentou o maior número de espécies (26 spp.), seguida por alimentar (23 spp.), adubo (17 spp.), construção e tecnologia (16 spp. cada). Devido a diversidade de espécies levantadas tanto para o levantamento florístico como para o etnobotânico, pode-se concluir que a preservação dessas áreas são de grande importância para a conservação da biodiversidade local e do seu entorno e que os informantes envolvidos no estudo possuem um vasto conhecimento da vegetação contribuindo para o saber tradicional.
This work consists of a floristic and ethnobotanical survey of forest fragments and Agroforestry Systems (SAFs) located in the surroundings of the Serra do Brigadeiro State Park (PESB) in the municipality of Araponga, Zona da Mata MG, aiming to measure tree species richness and assess popular knowledge of the local vegetation. The study was divided into three chapters. The first aimed to survey the floristic composition of two fragments of semideciduous seasonal forest, flowering and fruiting time of the species and floristic comparison with other areas studied in the region of the park. The second chapter aimed to assess tree species occurring in seven SAFs established and used by families of small experimenting farmers from rural communities of Araponga, analyzing the floristic similarity among these areas and phenological information of the species. In the third chapter, the ethnobotanical survey of tree species in forest fragments and Agroforesry systems identified the use categories established by the local inhabitants and analyzed the relative importance of these species. Monthly collections of botanical material and observation on flowering and fruiting from February 2006 to May 2007 were carried out for the analyses described in the first two chapters. All collected material was herborized according to usual botanical techniques and registered at the VIC Herbarium - Plant Biology Department, Federal University of Viçosa. Taxonomic identification was based on the literature, comparison with herbarium material and material sent to specialists. Forest fragments had 93 species identified, which were distributed in 65 genera and 30 families. The families with highest species richness were Leguminosae (20 spp), Asteraceae (7 spp), Lauraceae (6 spp), Bignoniaceae, Myrtaceae and Solanaceae (5 spp. each) and Annonaceae (4 spp.), corresponding to 56% of total number of species. Species flowered and set fruit throughout the year, achieving a flowering and/or fruiting rate of 74% in the rainy season, and 57% of fertile species in the dry season. Agroforestry systems had 45 tree species identified, which were distributed in 42 genera and 26 families. Euphorbiaceae, Myrtaceae and Rutaceae were the most representative families, with four species each. Among the sampled species, 55% were native from Brazil, from the Atlantic Forest domain, and 44% of exotic species. The species were subjected to UPGMA cluster analysis, using the Sorensen s coefficient of MVSP version 3.1 (Kovach Computing Services 2006). SAF4 was the most dissimilar and was separated from the other areas because of the highest species richness compared with the other systems. SAF7 and SAF5 were the most similar for having species in common. Among the 45 species assessed, 34 had flowered and set fruit during the year, whereas 11 species showed no flowers or fruit set. Twenty-eight species (62%) flowered and/or set fruit during the dry season. In the rainy season, 46% of species, 21 individuals, were at the reproductive stage. Ethnobotanical data described in the Chapter 3 were obtained from 14 semi-structured interviews conducted in the forest fragments and 12 interviews in the SAFs. Overall, 86 species were reported; 53 in the fragments and 56 in the SAFs. The 53 species in the forest fragments are distributed in 26 families and 40 genera, and the most cited families are Euphorbiaceae (6 spp.), Myrtaceae (5 spp.) and Melastomataceae (4 spp.). Nine use categories were established, five emical and four ethical. Construction was the most standing out category, with 48 cited species, among them Miconia pyrifolia Naud. (quaresminha) and Vernonia densiflora Gardner (pau-de-fumo) were the most representative. The category firewood was the second most representative with 22 species. The categories technology and medicinal were also well represented in this study with 34% (18 spp.) and 32% (17 spp.) respectively. The 56 species cited in the SAFs, are distributed in 31 families and 48 genera. Euphorbiaceae had the largest number of species (5 spp.), followed by Bignoniaceae, Myrtaceae, Rutaceae and Solanaceae (4 spp. Each). Eleven use categories were identified; medicinal showed the largest number of species (26 spp.), followed by food (23 spp.), fertilizer (17 spp.), construction and technology (16 spp.) each. The diversity of species recorded by both the floristic and ethnobotanical survey demonstrates the great importance of preservation of these areas for the conservation of local biodiversity and its surroundings, and that the informants involved in the study have a deep knowledge of the vegetation contributing to the traditional knowledge.
Palavras-chave: Levantamento florístico
Sistemas agroflorestais
Etnobotânica
Floristic survey
Agroforestry systems
Ethnobotany
CNPq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::BOTANICA
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Botânica estrutural; Ecologia e Sistemática
Programa: Mestrado em Botânica
Citação: SIQUEIRA, Lívia Constâncio de. Floristic and ethnobotanical survey of the tree stratum in Natural and Agroforestry Systems, Araponga, Minas Gerais. 2008. 133 f. Dissertação (Mestrado em Botânica estrutural; Ecologia e Sistemática) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2008.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/2495
Data do documento: 28-Abr-2008
Aparece nas coleções:Botânica

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf1,42 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.