Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/2534
Tipo: Dissertação
Título: Dinâmica e ecologia funcional das espécies lenhosas de Cerrado na FLONA de Paraopeba, MG
Título(s) alternativo(s): Dynamic and functional ecology of woody species of Cerrado in the FLONA Paraopeba, MG
Autor(es): Silva, Maria Carolina Nunes Alves da
Primeiro Orientador: Meira Neto, João Augusto Alves
Primeiro avaliador: Neri, Andreza Viana
Segundo avaliador: Saporetti Junior, Amilcar Walter
Abstract: A sucessão ou dinâmica da vegetação é a forma como a composição de espécies, e a fisionomia da vegetação, mudam um determinado local com o passar do tempo. Independente das relações filogenéticas ou taxonômicas, a classificação funcional de plantas permite a reunião de grupos de espécies que respondem, similarmente, aos fatores bióticos e abióticos, possibilitando melhor entendimento sobre o ecossistema. O objetivo geral deste trabalho foi avaliar a variação temporal na estrutura da vegetação, durante o período de quatro anos (2005-2009), em um gradiente de Cerrado localizado no Município de Paraopeba, Minas Gerais. O objetivo específico foi testar a hipótese de que diferentes grupos de espécies possuem diferentes adaptabilidades aos cinco tipos de solo do Cerrado de Paraopeba, com cada grupo funcional apresentando as maiores taxas de recrutamento e crescimento no tipo de solo a que estiverem melhor adaptadas. Para amostragem da vegetação, foram instalados cinco transectos de 20 x 100 m, divididos em parcelas de 10 x 10 m, totalizando um ha. Os transectos foram instalados em cinco áreas com solos diferentes visando amostrar diversas condições pedológicas, e consequentemente um maior número de fitofisionomias. Todos os indivíduos do estrato arbustivo-arbóreo presentes nas parcelas com circunferência à altura do solo (CAS) > = 10 cm foram marcados e medidos. Foram considerados como recrutas, todos os indivíduos que surgiram e que não tinham sido marcados e medidos anteriormente por não terem atendido aos critérios de inclusão, e consideradas mortas, todas as plantas amostradas no primeiro levantamento que não foram encontradas nas parcelas. A coleta de solos foi realizada nos cinco transectos marcados no primeiro levantamento. Tais transectos foram divididos em cinco parcelas de 20 x 20 m. Em um raio de cinco metros medidos a partir do centro de cada parcela, coletou-se aleatoriamente 10 amostras simples de solo com 0 20 cm de profundidade. As amostras foram homogeneizadas formando uma amostra composta de solo, somando cinco amostras por transecto, constituindo 25 amostras. Os tipos funcionais foram designados baseados na teoria das estratégias adaptativas de plantas - competidoras, tolerantes ao stress e ruderais. Foram observadas duas dessas estratégias primárias na FLONA: as competidoras (CC) e as tolerantes ao stress (AT), além de duas estratégias secundárias: as ASC (competidoras alumínio semitolerante) e ATC (competidora alumínio tolerante). Os grupos funcionais relacionados às fisionomias e solos corroboram a literatura, mostrando que espécies com baixa tolerância, são realmente adaptadas a se estabelecerem nos solos onde os níveis de alumínio são baixos, enquanto aquelas com alta ou moderada tolerância têm capacidade de sobreviver a grandes concentrações deste elemento. A respeito do crescimento em área basal das espécies dentro dos grupos confirmamos as hipóteses, onde as ASC, obtiveram o maior crescimento em área basal (0,95 m2) no Latossolo Vermelho Mesotrófico, seguidas das CC (0,65 m2) sobre o mesmo tipo de solo. E com relação à densidade, novamente as ASC (23,6 ind.), seguida pelas CC (13,83 ind.) sobre Latossolo Vermelho Mesotrófico; e ainda, as ATC e AT com maior número de indivíduos no Cambissolo e Latossolo Amarelo, respectivamente. Contudo, embora o alumínio seja um mineral bastante disseminado nos solos do Cerrado, estudos desta natureza apenas apontam as espécies que se estabelecem nos solos com maior ou menor disponibilidade deste elemento.
The succession and vegetation dynamics is the form how the species composition and physiognomy of vegetation, change a particular location over time. Regardless of the taxonomic or phylogenetic relationships,the functional classification of plants allows the gathering of groups of species that respond similarly to biotic and abiotic factors, allowing better understanding the ecosystem. The aim of this study was to evaluate the temporal variation in vegetation structure during the period of four years (2005-2009), in a gradient of Cerrado Paraopeba located in the city of Minas Gerais. The specific objective was to test the hypothesis that different groups of species have different adaptability to soil types of the five Cerrado Paraopeba, each functional group with the highest rates of recruitment and growth on the soil type that are best adapted. For vegetation sampling, five transects were installed 20 x 100 m, divided into plots of 10 x 10 m, with a total ha. The transects were installed at five sites with different soil conditions in order to sample different soil conditions, and consequently a greater number of vegetation. All individuals of woody layer in the plots with a circumference at ground level (CAS) > = 10 cm were marked and measured. Were considered as recruits, all individuals have emerged and had not been previously measured and marked for not having met the inclusion criteria, and considered dead, all plants sampled in the first survey that were not found in the plots. The collection of soil was performed in five transects marked in the first survey. These transects were divided into five plots of 20 x 20 m. In a radius of five meters measured from the center of each plot was randomly collected 10 soil samples 0-20 cm depth, which were three repetitions. The samples were homogenized to form a composite sample of soil, adding five samples per transect, representing 25 samples. Functional types were assigned based on the theory of adaptive strategies of plants - competitors, ruderal and stress tolerant. We observed two primary strategies in the Paraopeba National Reserve Cerrado: the competitors (CC) and stress-tolerant (AT), and two secondary strategies: the ASC (aluminum semitolerant) and ATC (aluminum-tolerant competitors). The functional groups related to faces and soils corroborate literature showing that species with low tolerance, are actually tailored to settle in soils where aluminum levels are low, while those with high or moderate resistance are able to survive high concentrations of element. Regarding the growth of basal area of species within the groups confirmed the hypothesis that the ASC had the highest growth in basal area (0.95 m2) in Red Latosol Mesotrophic, followed by CC (0.65 m2) on the same soil type. And with respect to density, again the ASC (23.6 ind.) followed by CC (13.83 ind.) on Red Latosol Mesotrophic, and yet, the ATC and AT with the highest number of individuals in the Yellow Cambisol and Yellow Latosol, respectively. However, while aluminum is a widespread mineral in soils of the Cerrado, such studies only indicate the species that are established in soils with greater or lesser availability of this element.
Palavras-chave: Dinâmica
Grupos funcionais edáficos
Cerrado
Dynamic
Edaphic functional groups
Cerrado
CNPq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::BOTANICA
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Botânica estrutural; Ecologia e Sistemática
Programa: Mestrado em Botânica
Citação: SILVA, Maria Carolina Nunes Alves da. Dynamic and functional ecology of woody species of Cerrado in the FLONA Paraopeba, MG. 2011. 65 f. Dissertação (Mestrado em Botânica estrutural; Ecologia e Sistemática) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2011.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/2534
Data do documento: 23-Fev-2011
Aparece nas coleções:Botânica

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf926,59 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.