Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/2550
Tipo: Dissertação
Título: Influência de fatores abióticos na diversidade de espécies do estrato herbáceo-subarbustivo de Cerrado, FLONA de Paraopeba, MG
Título(s) alternativo(s): Influence of abiotic factores on the diversity of species of the herbaceous-subshrubby vegetation of the Cerrado, FLONA de Paraopeba, MG
Autor(es): Paro, Sonielle Pereira
Primeiro Orientador: Neri, Andreza Viana
Primeiro avaliador: Carmo, Flávia Maria da Silva
Segundo avaliador: Souza, Agostinho Lopes de
Abstract: O Cerrado é formado por um mosaico de fisionomias vegetais que vai desde campos limpos a Cerradões (woodland), onde é possível distinguir perfeitamente duas floras: uma herbáceo-subarbustiva e outra arbustivo-arbórea. Tal mosaico vegetacional reflete a heterogeneidade de condições ambientais, onde as variações em especial no solo e no clima seriam as principais variáveis que influenciam na fisionomia, florística, fitossociologia e na produtividade. Este trabalho objetivou conhecer a estrutura e diversidade do estrato herbáceosubarbustivo de quatro ambientes dentro de um gradiente pedológico e luminoso, bem como avaliar a influência do gradiente de luz e dos aspectos químicos do solo sobre a fisionomia, florística e estrutura da vegetação herbáceo-subarbustiva dos quatro ambientes da FLONA de Paraopeba, MG. Para amostragem da vegetação, foram lançadas 100 parcelas de 1 m2, sendo 25 em cada ambiente, na estação seca e chuvosa, onde foram coletados dados de abundância, diversidade e grau de cobertura, além da coleta de espécies em fenofase fértil através de caminhamento por toda a área de estudo. Foi analisada a estrutura horizontal para toda a FLONA nas estações seca e chuvosa, e ainda a estrutura horizontal em cada ambiente, em cada estação. Utilizaram-se os índices de Shannon e de Pielou para análise de diversidade, e o índice de Jaccard para análise de similaridade florística entre os ambientes. Foram coletadas 40 amostras de solo na profundidade 0-10 cm, sendo 10 amostras em cada ambiente, e analisados seus componentes químicos. Foram tiradas 100 fotografias hemisféricas no centro de cada parcela, voltadas para o norte magnético, e analisadas pelo software GLA 2. A florística geral contemplou 308 espécies e 88 famílias, destas 168 espécies foram coletadas em fenofase fértil. As famílias predominantes foram: Asteraceae, Fabaceae e Poaceae e as formas de vida predominantes foram fanerófita e hemicriptófita. Na análise fitossociológica da estação seca apresentou três espécies a menos que na estação chuvosa, e a abundância e cobertura foram inferiores aos da estação chuvosa. As espécies com maior valor de importância na seca foram: Aristida torta, Qualea sp. 2 e Miconia albicans, enquanto na estação chuvosa foram: Echinolaena inflexa, A. torta e M. albicans. Os quatro ambientes apresentaram estrutura horizontal distinta, especialmente o Cerradão, variando suas espécies de maior valor de importância. Destaque para E. inflexa, A. torta e M. albicans, que figuraram entre os maiores valores de importância várias vezes. Na análise de similaridade, o Cerradão foi o que apresentou menor semelhança florística com as demais áreas. Observou-se a existência de um gradiente de luz ao longo dos quatro ambientes, e correlação positiva entre a abundância e cobertura da vegetação. O solo do Cerradão se diferenciou dos demais, apresentando menor pH, menor acidez trocável, maior teor de MO e maior acidez potencial. Houve a formação de dois grupos, sendo um composto pelas parcelas do Cerradão, e outro pelas parcelas do Cerrado stricto sensu sobre cambissolo e latossolo amarelo. As variáveis que mais influenciaram a distribuição das espécies foram a intensidade luminosa, o pH e a acidez potencial. Observa-se que as condições ambientais de luz e solos do Cerradão são muito diferentes das condições dos demais ambientes, refetindo na baixa similaridade florística e estrutural. Foram registradas diversas espécies antes não conhecidas para a FLONA de Paraopeba, especialmente as de hábito herbáceo-subarbustivo, e estima-se que a diversidade seja maior, em função do impacto que a vegetação herbáceo-subarbustiva sofre atualmente pela extração de minhocuçus na FLONA de Paraopeba.
The Cerrado is formed by a set of physiognomies ranging from open fields to woodlands, wher is possible to distinguish perfectly two vegetation types: the herbaceou-subshrubby and the shrubby-arboreous. These differences reflect the heterogeneity of environments, especially variations on soils and climate that influence the physiognomy, floristic, phytossociology and productivity vegetation. This work focused on the structure and diversity of herbaceoussubshrubby vegetation in four Cerrado vegetation types wich are distinguished by the type of soil and light, and aimed to evaluate the influence of the light and quimic aspects of the soils on the physiognomy, floristic and structure of the herbaceous-subshrubby vegetation in four Cerrado vegetatin at FLONA of Paraopeba. Plants sprecies were sampled in 100 plots de 1m2, 25 in each vegetation type: Cerradão (woodland) on Red Latosol, Cerrado stricto sensu on Red-Yellow Latosol, Cerrado stricto sensu on Yellow Cambisol and Cerrado stricto sensu on Yellow Latosol. The sampling was carried in the dry and rainy seasons. The data collected were abundance, diversity, degree of coverage and species in fertile period. The horizontal structure was analized in the dry and rainy seasons to all the FLONA of Praopeba and to each vegetation type. To analyze the diversity, the indices utilized were Shannon and Pileou. To cluster analysis the indice utilizes was Jaccard. Soils were sampled with 40 samples at depth 0-10 cm, and analyzed chemically. Light environments were characterized by 100 hemispherical fisheye lens photographs taken on the apex of each sample, The light reaching the sampling was computed with the software GLA 2. 308 species and 88 families were found. Only 168 were in fertile period. The prediminants families were Asteraceae, Fabaceae and Poaceae. The predominant life forms were phanerophyt and hemicriptophyt. In the phytossociologic analyze, in rainy season there are more three species than dry season. The abundance and degree of coverage in dry season were lower than rainy season. The species with the highest importance in the dry season were Aristida torta, Qualea sp. 2 e Miconia albicans, while in the rainy season were Echinolaena inflexa, A. torta e M. albicans. The horizontal structure was different to four vegetation types, especially in Cerradão (woodland), because your species with highest importance were different in each vegetation type. The species E. inflexa, A. torta e M. albicans had the highest importance values several times. In the similarity analysis, the Cerradão (woodland) had the lowest floristic similarity with the others vegetation types. It was noted a gradient of light along the four vegetation types and a positive correlation between the abundance and degree of coverage of vegetation. Soils of Cerradão (woodland) were different of soils from other areas, with lower pH and exchangeable acidity, higher potencial acidity. Two groups were formed, one consisting of plots of Cerradão, and other group consisting of plots of Cerrado stricto sensu on Yellow Cambisol and on Yellow Latosol. The most influential variables on distribuition of species were light, pH and potential acidity. The environmental conditions of light and soils of Cerradão are very different of other vegetation types at FLONA, reflecting in the low floristic and structure similarity. Many species that were not known to FLONA Paraopeba were recorded, especially of herbaceous vegetation, and it s estimate that the diversity is still grater, because the negative impact of minhocuçu s extraction.
Palavras-chave: Luz
Solos
Diversidade
Florística
Fitossociologia
Light
Soil
Diversity
Floristic
Phytosociological
CNPq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::BOTANICA
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Botânica estrutural; Ecologia e Sistemática
Programa: Mestrado em Botânica
Citação: PARO, Sonielle Pereira. Influence of abiotic factores on the diversity of species of the herbaceous-subshrubby vegetation of the Cerrado, FLONA de Paraopeba, MG. 2013. 96 f. Dissertação (Mestrado em Botânica estrutural; Ecologia e Sistemática) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2013.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/2550
Data do documento: 7-Jun-2013
Aparece nas coleções:Botânica

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf2,14 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.