Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/25522
Tipo: Artigo
Título: Impact of sulfentrazone, isoxaflutole and oxyfluorfen on the microorganisms of two forest soils
Autor(es): Silva, Gustavo Soares da
Melo, Christiane Augusta Diniz
Fialho, Cíntia Maria Teixeira
Santos, Leonardo David Tuffi
Costa, Maurício Dutra
Silva, Antonio Alberto da
Abstract: Questions regarding the application of pre-emergence herbicides for control weeds in eucalyptus are noteworthy due to the impact of this practice on the environment, particularly on soil microbial activity and beneficial microorganisms such as mycorrhizal fungi and phosphate solubilizing microorganisms. The aim of this study was to evaluate the impact of applying herbicides sulfentrazone, isoxaflutole and oxyfluorfen on mycorrhizal colonization, microbial biomass and microbial activity of two forest soils cultivated with eucalyptus. The experiment was conducted in a greenhouse using two soils (clayey and sandy loam) distributed in 12 dm3 pots. The 4x3 factorial design was used, with three herbicides (sulfentrazone, oxyfluorfen, isoxaflutole) over the untreated control and three assessments (5, 20 and 70 days after application (DAA)), in a completely randomized design with four replications. After herbicide application, seedlings of the hybrid Eucalyptus grandis x Eucalyptus urophylla were transplanted. We evaluated the microbial biomass, respiration rate, metabolic quotient and the potential of solubilization of inorganic phosphate at 5, 20 and 70 DAA. At 70 DAA verified the percentage of roots colonized by mycorrhizal fungi and spore viability in the soil. The sulfentrazone, isoxaflutole and oxyfluorfen as well as the time of application affected the microbiological indicators differently. In the sandy loam soil sulfentrazone was more harmful to microbial biomass, mycorrhizal colonization and microorganisms solubilizing inorganic phosphate. However, in clayey soil, the application of the three herbicides did not affect microbial biomass, but the root colonization of eucalyptus by mycorrhizal fungi and the potential solubilization of inorganic phosphate were reduced. The sulfentrazone caused an increase in the number of non-viable spores of mycorrhizal fungi in the soil.
Questões referentes à aplicação de herbicidas em pré-emergência das plantas daninhas na cultura do eucalipto merecem destaque devido ao impacto dessa prática no ambiente, principalmente sobre a atividade microbiana do solo e micro-organismos benéficos, como os fungos micorrízicos e os solubilizadores de fosfatos. Objetivou-se estudar o impacto da aplicação dos herbicidas sulfentrazona, isoxaflutol e oxyfluorfem sobre a colonização micorrízica, biomassa e atividade microbiana de dois solos florestais cultivados com eucalipto. O ensaio foi conduzido em casa de vegetação utilizando um solo argiloso e um solo franco- arenoso distribuídos em vasos de 12 dm3. O esquema fatorial utilizado foi 4 x 3, sendo três herbicidas (sulfentrazona, isoxaflutol e oxyfluorfem) mais a testemunha e três avaliações (5, 20 e 70 dias após a aplicação – DAA), no delineamento inteiramente casualizado com quatro repetições. Após a aplicação dos herbicidas na dose recomendada para a cultura transplantaram-se as mudas do híbrido de Eucalyptus grandis x E. urophylla. Avaliaram-se a biomassa microbiana, a taxa respiratória do solo, o quociente metabólico e o potencial de solubilização de fosfato inorgânico aos 5, 20 e 70 DAA. Aos 70 DAA verificou-se a colonização micorrízica e a viabilidade de esporos. Os herbicidas sulfentrazona, isoxaflutol e oxyfluorfem, bem como o tempo decorrido da aplicação afetaram os indicadores microbiológicos de maneira diferenciada. No solo franco-arenoso, o sulfentrazona foi mais prejudicial à biomassa microbiana, à colonização micorrízica e aos micro-organismos solubilizadores de fosfato inorgânico. No solo argiloso, no entanto, a aplicação dos três herbicidas não afetou a biomassa microbiana, mas reduziu a colonização radicular do eucalipto por fungos micorrízicos arbusculares e o potencial de solubilização de fosfato inorgânico. O herbicida sulfentrazona se destacou por provocar aumento do número de esporos não viáveis de fungos micorrízicos arbusculares nesse solo.
Palavras-chave: Herbicides
Eucalyptus grandis x Eucalyptus urophylla
Mycorrhiza
Phosphate solubilization
Microbial biomass
Herbicida
Micorrizas
Solubilização de fosfato
Biomassa microbiana
Editor: Bragantia
Tipo de Acesso: Open Access
URI: http://dx.doi.org/10.1590/1678-4499.0061
http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/25522
Data do documento: Jul-2014
Aparece nas coleções:Artigos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
artigo.pdfartigo674,2 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.