Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/26066
Tipo: Artigo
Título: Características de tolerância à seca em genótipos de uma coleção nuclear de arroz de terras altas
Autor(es): Terra, Thiago Gledson Rios
Leal, Tarcísio Castro Alves de Barros
Rangel, Paulo Hideo Nakano
Oliveira, Aluízio Borém de
Abstract: O objetivo deste trabalho foi avaliar características morfofisiológicas relacionadas à tolerância ao estresse hídrico em genótipos de uma coleção nuclear temática de arroz de terras altas, bem como identificar os materiais mais tolerantes. Foram avaliados 100 genótipos de arroz de terras altas em experimentos conduzidos com e sem estresse por deficiência hídrica. Os genótipos tenderam a aumentar o número de dias para o florescimento (FLO) e a diminuir a altura (ALT), na condição de estresse, mas manifestaram ampla variação de comportamento. A esterilidade das espiguetas (EST) foi a característica mais importante para a seleção, nas duas condições de cultivo, em razão de sua elevada correlação negativa com a produtividade. O número de perfilhos não diferiu entre os genótipos na condição sem estresse, mas houve diferença significativa sob estresse hídrico. Os genótipos Ligeiro e Canela de Ferro apresentaram baixos índices de susceptibilidade à seca (ISS), mas baixa produtividade em ambas as condições de cultivo; já os materiais Catetão, Jatobá e Arroz do Maranhão apresentaram elevada produtividade sob estresse e valores de ISS relativamente baixos. EST, FLO, ALT e ISS são características morfofisiológicas relacionadas à tolerância à seca, e os genótipos Catetão, Jatobá e Arroz do Maranhão podem constituir boas fontes de genes para tolerância à seca em programas de melhoramento.
The objective of this work was to evaluate morphophysiological traits related to drought stress tolerance in genotypes from a thematic upland rice core collection, and to identify the most tolerant materials. One hundred upland rice genotypes were evaluated in experiments carried out with or without drought stress. The genotypes tended to increase the number of days to flowering (FLO) and to decrease plant height (ALT) under stress condition, but showed a great variation in behavior. Spikelet sterility (EST) was the most important trait for selection, in both growing conditions, because of its high negative correlation with yield. The number of tillers did not differ among genotypes, under no stress condition, but there was a significant difference under stress condition. The Ligeiro and Canela de Ferro genotypes showed low drought susceptibility indexes (SID), but low yields in both growing conditions; the Catetão, Jatobá, and Arroz do Maranhão materials had high productivity under stress and relatively low SID values. EST, FLO, ALT, and SID are morphophysiological traits related to drought tolerance, and the Catetão, Jatobá, and Arroz do Maranhão genotypes can be a good source of genes for drought tolerance in breeding programs.
Palavras-chave: Oryza sativa
Arroz de sequeiro
Estresse abiótico
Estresse hídrico
Índice de susceptibilidade
Variabilidade genética
Upland rice
Abiotic stress
Drought stress
Susceptibility index
Genetic variability
Editor: Pesquisa Agropecuária Brasileira
Tipo de Acesso: Open Access
URI: http://dx.doi.org/10.1590/S0100-204X2015000900007
http://locus.ufv.br//handle/123456789/26066
Data do documento: Set-2015
Aparece nas coleções:Artigos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
artigo.pdfartigo411,06 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.