Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/26139
Tipo: Artigo
Título: Evaluation of rootstocks for ‘Tahiti’ acid lime in northern state of Minas Gerais
Autor(es): Machado, Daniel Lucas Magalhães
Siqueira, Dalmo Lopes de
Salomão, Luiz Carlos Chamhum
Cecon, Paulo Roberto
Silva, Danielle Fabíola Pereira da
Abstract: The aim of this study was to evaluate 12 rootstock varieties on the development and quality of ‘Tahiti’ acid lime fruits cultivated in the municipality of Jaíba, MG. Seedlings were planted in an experimental orchard in November 2008, using 8 x 5 meters spacing and drip irrigation. The experiment was conducted using a scion cultivar (Tahiti acid lime, IAC-5 cultivar) and the following 12 rootstocks: ‘Rangpur’ lime, ‘Troyer’ citrange, ‘Carrizo’ citrange, 1707 hybrid (Rangpur lime x Swingle trifoliate), 1710 and 1697 citrandarins, 1708citradia, ‘Swingle’ citrumelo, ‘Cleopatra’ and ‘Sunki’ mandarins, ‘Volkamer’ lemon, and ‘Limeira’ trifoliate. A randomized block design with five replicates and three trees per plot was used. Trunk diameter of both rootstock and scion, as well as height, diameter, and canopy volume, yield, fruit mass, number of fruits per tree, productivity, production efficiency index, longitudinal diameter, equatorial diameter, total soluble solids, total acidity, and vitamin C content of fruits were evaluated. ‘Volkameriano’ and ‘Cleopatra’ rootstocks promoted higher plant vigor and productivity for ‘Tahiti’ acid lime. However, ‘Limeira’ trifoliate and ‘Troyer’ citrange produced less vigor, but increased production efficiency; and can be used as alternative rootstocks for ‘Rangpur’ lime, as long as adjustments are performed in the planting spacing to increase productivity. In general, no differences in physical and chemical characteristics of fruits for all treatments were found, and fruits remained within commercial standards.
O objetivo do trabalho foi avaliar a influência de 12 variedades de porta-enxertos sobre o desenvolvimento e a qualidade dos frutos da limeira-ácida ‘Tahiti’ cultivadas no município de Jaíba-MG. O plantio do pomar experimental foi realizado em novembro de 2008, em espaçamento de 8 m x 5 m e irrigado usando gotejamento. O experimento foi constituído por uma cultivar copa (lima-ácida Tahiti, cultivar IAC-5) e 12 porta-enxertos: limoeiro ‘Cravo’, citrangeiro ‘Troyer’, citrangeiro ‘Carrizo’, híbrido 1707, citrandarineiro 1710, citrandarineiro 1697, citradia 1708, citrumeleiro ‘Swingle’, tangerineira ‘Cleópatra’, tangerineira ‘Sunki’, limoeiro ‘Volkameriano’ e trifoliateiro ‘Limeira’. Foi utilizado o delineamento em blocos casualizados, com cinco repetições e três plantas por parcela. Foram realizadas avaliações dos diâmetros dos troncos do porta-enxerto e do enxerto, a altura, o diâmetro da copa e o volume médio de copa, produção por planta, massa média dos frutos, número de frutos por planta, produtividade, índice de eficiência de produção, diâmetro longitudinal, diâmetro equatorial, teor dos sólidos solúveis totais, acidez total titulável e teor de vitamina C do fruto. O limoeiro ‘Volkameriano’ e a tangerineira ‘Cleópatra’ foram os que induziram maior vigor vegetativo e produtividade ao ‘Tahiti’. Por outro lado, o trifoliata ‘Limeira’ e citrangeiro ‘Troyer’ induziram menor vigor e maior eficiência de produção, despontando como porta-enxertos alternativos ao limoeiro ‘Cravo’, desde que sejam feitos ajustes nos espaçamentos de plantio, visando ao aumento da produtividade. Os frutos, em geral, não apresentaram diferenças quanto às características físicas e químicas entre os tratamentos, mantendo-se dentro dos padrões comerciais.
Palavras-chave: Citrus latifolia Tan.
Vegetative growth
Fruit quality
Desenvolvimento vegetativo
Qualidade do fruto
Editor: Revista Brasileira de Fruticultura
Tipo de Acesso: Open Access
URI: http://dx.doi.org/10.1590/0100-29452017790
http://locus.ufv.br//handle/123456789/26139
Data do documento: 2017
Aparece nas coleções:Artigos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
artigo.pdfartigo735,97 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.