Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/26210
Tipo: Artigo
Título: Influence of long days on the production of cut chrysanthemum cultivars
Autor(es): Zandonadi, Alessandra S.
Maia, Ciro
Barbosa, José Geraldo
Finger, Fernando Luiz
Grossi, José Antônio S.
Abstract: Chrysanthemum is one of the most widely marketed cut flower in the world. For this flower cultivation, long days to induce vegetative growth are required, until the plant reaches the necessary size for commercial flowering. The aim of this study was to evaluate the influence of the number of long days on the production of floral stems of five cut chrysanthemum cultivars. The experiment was evaluated in a randomized block design with split plots, with two factors and three replicates. Considering the number of long days (21, 28, 35, 42 and 49) the plots, and sub-plots the cut chrysanthemum cultivars (Calábria, Dragon, Sheena, Apricot Repin and Rebasco). We noticed significant differences for most of morphological traits for number of long days, and for interaction of cultivar x number of long days. Dragon, Apricot Repin and Calábria were the cultivars which stood out producing greater vigor of stems and better agronomic quality. Sheena and Rebasco cultivars showed the lowest performance among the evaluated cultivars, though. The cut chrysanthemum cultivars showed agronomic performance which allows a reduction in the number of long days of exposure, from 35-45 days usually practiced, to 21-28 days, reducing the time required for commercialization.
O crisântemo é uma das espécies mais comercializadas como flor de corte. No seu cultivo utilizam-se dias longos para induzir o crescimento vegetativo, de forma que a planta se mantenha neste estágio durante período suficiente para a floração comercial. Assim, o objetivo deste trabalho foi estudar a influência do número de dias longos na produção de hastes florais de cinco cultivares de crisântemo de corte. O experimento foi realizado no delineamento em blocos casualizados no esquema de parcelas subdivididas com dois fatores e três repetições. Sendo os números de dias longos (21, 28, 35, 42 e 49) as parcelas e as cultivares de crisântemo de corte (Calábria, Dragon, Rebasco, Sheena e Apricot Repin) as sub-parcelas. Houve diferença significativa para a maioria das características em função do número de dias longos, da cultivar e da interação cultivar x número de dias longos. Dragon, Apricot Repin e Calábria foram as cultivares que se destacaram produzindo hastes com maior vigor e melhor qualidade agronômica. Entretanto, Sheena e Rebasco tiveram um desempenho abaixo da média das cultivares. As cultivares de crisântemo de corte apresentaram desempenho agronômico que permitiu a diminuição do número de dias longos de exposição, de 35 a 45 dias normalmente praticada, para 21 a 28 dias, reduzindo o tempo de cultivo.
Palavras-chave: Chrysanthemum morifolium
Genotype
Flowering
Cultivation time
Photoperiod
Genótipo
Florescimento
Tempo de cultivo
Fotoperíodo
Editor: Horticultura Brasileira
Tipo de Acesso: Open Access
URI: http://dx.doi.org/10.1590/s0102-053620180106
http://locus.ufv.br//handle/123456789/26210
Data do documento: Jan-2018
Aparece nas coleções:Artigos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
artigo.pdfartigo1,56 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.