Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/26321
Tipo: Artigo
Título: Excesso de ferro sobre o crescimento e a composição mineral em Eugenia uniflora L.
Autor(es): Jucoski, Gládis de Oliveira
Cambraia, José
Ribeiro, Cleberson
Oliveira, Juraci Alves de
Abstract: O ferro, embora micronutriente essencial, quando em excesso pode causar redução no crescimento e, consequentemente, na produtividade das plantas. O objetivo do presente trabalho foi avaliar a absorção, o acúmulo, a distribuição do Fe e suas consequências sobre o crescimento e composição mineral de plantas jovens de Eugenia uniflora L.. As plantas foram expostas às concentrações de Fe 0,045 (controle), 1,0 e 2,0 mM, aplicado na forma de FeEDTA, em solução nutritiva de Hoagland, pH 5,0, durante 15; 30 e 45 dias e, então, foram avaliados o número de folhas, a altura da parte aérea, o comprimento da raiz primária, a massa seca de raízes, caule e folhas e os teores de clorofila, carotenóides totais e minerais. Plantas expostas aos tratamentos com Fe 1,0 e 2,0 mM apresentaram aumento nos teores deste elemento em folhas, caule e raízes em relação às plantas-controle, especialmente aos 45 dias de exposição. Sob esta condição, as plantas exibiram sintomatologia típica de toxidez de Fe, caracterizada por bronzeamento foliar, escurecimento das raízes, redução no número de folhas, na altura da parte aérea, no comprimento da raiz principal, na produção de massa seca e nos teores de pigmentos cloroplastídicos. O excesso de Fe modificou a partição da biomassa e promoveu redução nos teores de P, Zn, Cu e Mn, especialmente nas raízes. Além de um efeito direto do Fe em excesso, a desordem nutricional resultante pode estar associada aos efeitos restritivos sobre o crescimento vegetativo inicial das plantas de Eugenia uniflora L..
Iron, although an essential micronutrient, when present in excess can cause a reduction in the growth, and hence the productivity, of plants. The aim of this study was to evaluate the absorption, accumulation and distribution of Fe, and its consequences on growth and mineral composition in young plants of Eugenia uniflora L.. The plants were exposed to different concentrations of Fe, 0.045 (control), 1.0 and 2.0 mM, applied in the form of Fe-EDTA in Hoagland's pH 5.0 nutrient solution for 15, 30 and 45 days, when the number of leaves, shoot height, primary root length, dry mass of the roots, stems and leaves, and the levels of chlorophyll, total carotenoids and minerals were evaluated. Plants exposed to the treatments with 1.0 and 2.0 mM Fe showed an increase in levels of the element in the leaves, stem and roots, compared to the control plants, especially after 45 days of exposure. Under that condition, the plants exhibited typical symptoms of Fe toxicity, characterised by leaf bronzing, darkening of the roots, a reduction in the number of leaves, shoot height, length of the main root, dry matter production and the levels of chloroplast pigments. Excess Fe modified biomass partitioning and caused a reduction in the levels of P, Zn, Cu and Mn, especially in the roots. In addition to the direct effect of excess Fe, the resulting nutritional disorder may be associated with restrictive effects on initial vegetative growth in plants of Eugenia uniflora L..
Palavras-chave: Myrtaceae
Nutrientes minerais
Pitanga
Toxidez de ferro
Mineral nutrients
Iron toxicity
Editor: Revista Ciência Agronômica
Tipo de Acesso: Open Access
URI: http://dx.doi.org/10.5935/1806-6690.20160086
http://locus.ufv.br//handle/123456789/26321
Data do documento: Out-2016
Aparece nas coleções:Artigos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
artigo.pdftexto completo512,02 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.