Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/2703
Tipo: Dissertação
Título: Qualidade protéica e biodisponibilidade de ferro de suplemento alimentar desenvolvido para a terceira idade
Título(s) alternativo(s): Protein quality and iron bioavailability of a food supplement designed for the elderly
Autor(es): Sakon, Poliane Osmira Rodrigues
Primeiro Orientador: Costa, Neuza Maria Brunoro
Primeiro coorientador: Martino, Hércia Stampini Duarte
Segundo coorientador: Tinôco, Adelson Luiz Araújo
Primeiro avaliador: Gomes, José Carlos
Segundo avaliador: Silva, Marcelo Eustáquio
Abstract: A suplementação alimentar, aliada a um estilo saudável de vida, apresenta um potencial para atenuar as deficiências nutricionais na terceira idade. Este estudo teve por objetivo avaliar a composição centesimal, a qualidade protéica e a biodisponibilidade de ferro do suplemento alimentar desenvolvido para a terceira idade. A composição centesimal foi analisada segundo os métodos da AOAC e a qualidade protéica do suplemento foi avaliada, por meio de ensaio biológico em ratos recém-desmamados, comparando-se os valores de Coeficiente de Eficiência Protéica modificado (PERm), Razão Protéica Líquida modificada (NPRm) e digestibilidade verdadeira (DV) do suplemento com os de uma dieta controle de caseína, baseada na dieta AIN-93G. O suplemento apresentou-se promissor ao suprimento de demandas nutricionais do idoso, como alto teor de proteínas e de fibras e baixo teor em gorduras. Os valores encontrados para PER e NPR mostraram-se superiores (p<0,05) ao grupo padrão de caseína e a digestibilidade foi superior a 90%, demonstrando que o suplemento apresenta características de uma fonte protéica de elevado valor nutricional. Para a avaliação da biodisponibilidade de ferro do suplemento, foram realizados dois ensaios biológicos para avaliar diferentes compostos de ferro: pirofosfato férrico (Experimento I), fumarato ferroso e ferro aminoácido quelato (Experimento II), comparados com sulfato ferroso, em ratos Wistar recém- desmamados. Os animais foram submetidos a um período de depleção, com dieta sem adição de ferro, por 21 dias (Experimento I) ou 28 dias (Experimento II), seguidos de repleção de 14 dias, com dietas contendo 6, 12 ou 24 ppm de ferro (Experimento I) ou 6, 12 ou 18 ppm de ferro (Experimento II). Avaliou-se a biodisponibilidade de ferro pelo ganho de hemoglobina observado entre o início e o final da fase de repleção. O pirofosfato férrico apresentou biodisponibilidade inferior à do sulfato ferroso, enquanto os compostos fumarato ferroso e ferro aminoácido quelato apresentaram boa biodisponibilidade e não diferiram entre si (P>0,05). O fumarato ferroso foi apontado como o mais promissor para a formulação do suplemento alimentar, por apresentar biodisponibilidade equiparável à do sulfato ferroso e menor custo que o ferro aminoácido quelato.
The food supplement, associated with the healthy life style, represents a potential to attenuate nutritional deficiencies in the elderly. The current study aimed at to evaluate the centesimal composition, protein quality and iron bioavailability of a food supplement developed for the elderly. The centesimal composition was analyzed according to AOAC methods and the protein quality was assessed in weaning rats, by comparing Protein Efficiency Ratio (PER), Net Protein Ratio (NPR) and True Digestibility (TD) of the supplement with a casein- control, based on AIN-93G diet. The food supplement was promising in providing nutritional demands of the elderly, such as high content of protein and fiber, and low content of fat. PER and NPR were higher (p<0.05) than the casein- control group, and the digestibility was superior to 90%, which demonstrates that the supplement is a protein source of high nutritional value. Two biological assays were carried out in order to evaluate iron bioavailability of different iron sources for the supplement: ferric pirofosfate (Experiment I), ferrous fumarate and iron amino acid chelate (Experiment II), compared to the ferrous sulfate, in weaning rats. The animals were maintained in an iron-free depletion diet for 21 day (Experiment I) or 28 days (Experiment II). Then, they were placed in a repletion diet containing 6, 12 or 24 ppm iron (Experiment I) or 6, 12 or 18 ppm iron (Experiment II) for 14 days. Iron bioavailability was evaluated by the hemoglobin gain observed between the beginning and the end of the repletion period. Ferric pirofosfate showed lower bioavailability than the ferrous sulfate-control diet, whereas, ferrous fumarate and iron amino acid chelate showed high bioavailability and no difference (P>0.05) between them. Ferrous fumarate was the most promising iron source for the food supplement formulation, for presenting equally bioavailability to the ferrous sulfate and lower cost than the iron amino acid chelate.
Palavras-chave: Nutrição
Alimentos
Ferro na nutrição humana
Idosos
Proteína
Human nutrition
Food
Iron
Elderly
Protein
CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::NUTRICAO
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Valor nutricional de alimentos e de dietas; Nutrição nas enfermidades agudas e crônicas não transmis
Programa: Mestrado em Ciência da Nutrição
Citação: SAKON, Poliane Osmira Rodrigues. Protein quality and iron bioavailability of a food supplement designed for the elderly. 2008. 4 f. Dissertação (Mestrado em Valor nutricional de alimentos e de dietas; Nutrição nas enfermidades agudas e crônicas não transmis) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2008.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/2703
Data do documento: 10-Out-2008
Aparece nas coleções:Ciência da Nutrição

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
01 - capa_abstract.pdf46,21 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.