Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/2708
Tipo: Dissertação
Título: Avaliação do impacto do Programa Nacional de Suplementação de Ferro em lactentes não anêmicos,Viçosa, MG
Título(s) alternativo(s): Evaluation of impact of the National Program of Iron Supplementation on non anemic infants, Viçosa, MG
Autor(es): Azeredo, Catarina Machado
Primeiro Orientador: Cotta, Rosângela Minardi Mitre
Primeiro coorientador: Franceschini, Sylvia do Carmo Castro
Segundo coorientador: Sant anna, Luciana Ferreira da Rocha
Primeiro avaliador: Araújo, Raquel Maria Amaral
Segundo avaliador: Ribeiro, Andréia Queiroz
Abstract: O limitado sucesso de programas de profilaxia da anemia ferropriva em lactentes remete à necessidade de que sejam desenvolvidas pesquisas de avaliação desses programas, no intuito de melhor direcionar as políticas públicas de saúde em relação a esta carência. Neste sentido, o presente trabalho objetivou avaliar o impacto do Programa Nacional de Suplementação de Ferro (PNSF) em lactentes não anêmicos de 6 a 18 meses de idade, atendidos pelas Equipes de Saúde da Família (ESF) do município de Viçosa/MG. Realizou-se estudo populacional, prospectivo, de abordagem quanti- qualitativa, com intervenção profilática. As avaliações dos lactentes ocorreram no início e após os seis meses de estudo, sendo realizadas dosagem de hemoglobina (Hemoglobinômetro portátil); avaliação antropométrica e dietética; e aplicação de questionário socioeconômico. Entrevistou-se as mães/ responsáveis pelas crianças suplementadas de acordo com o PNSF e os profissionais de saúde que coordenaram o programa em cada ESF. As entrevistas das mães foram gravadas e, posteriormente, transcritas. Utilizou-se a análise de conteúdo descrita por Bardin (1977) e Minayo (2006), para analisar os relatos. Os indicadores de impacto utilizados foram: incidência de anemia, média de hemoglobina, adesão e efeitos adversos aos suplementos. A análise estatística foi realizada no software EPI INFO versão 6.04, SPSS versão 15.0. O nível de rejeição da hipótese de nulidade foi 0,05. As crianças anêmicas foram encaminhadas para atendimento médico e excluídas do estudo; as não anêmicas foram divididas em dois grupos de suplementação: dosagem preconizada pelo PNSF - 25mg de ferro/semana -, e dosagem recomendada pela Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) - 1mg de ferro/kg de peso/dia. Dentre as 327 crianças inicialmente avaliadas, foram selecionadas 227 crianças não anêmicas, correspondendo a 40,5% das crianças cadastradas e atendidas pelas ESF do município. Deste total, 133 crianças foram suplementadas de acordo com o PNSF e as demais 94 crianças, de acordo com a SBP. Quanto ao impacto do PNSF, observou-se baixa adesão à suplementação, pois apenas 51,9% das crianças completaram o estudo, além de elevada incidência de anemia, tanto no grupo com baixa (55,6%) como no com alta adesão (39,2%). Maior percentual de mães/responsáveis por crianças com baixa adesão ao PNSF não souberam relatar nenhuma atitude preventiva em relação à anemia (20,5%), quando comparadas ao grupo das mães/responsáveis por crianças com alta adesão (5,9%); baixo percentual de mães/responsáveis reconheceu o sulfato ferroso como forma de prevenção (7,8% no grupo com alta adesão e 5,1% no com baixa), sendo que o principal fator para a interrupção precoce da suplementação foi a ausência de orientação e acompanhamento direto do serviço de saúde (42,9%). Quanto à implantação do PNSF, destaca-se a falta de capacitação e sensibilização de parte dos profissionais e mães acerca do programa e da anemia, além de falhas no monitoramento/ acompanhamento pelos profissionais. A comparação dos grupos de crianças suplementadas pela SBP (n=94) e PNSF (n=133) mostrou homogeneidade quanto às variáveis socioeconômicas, biológicas e de saúde anteriores à intervenção. Após seis meses da primeira avaliação, observou-se maior média de hemoglobina no grupo SBP, quando comparado ao grupo PNSF (11,66±1,25 e 10,95±1,41, respectivamente, p=0,014); além de menor incidência de anemia (20,59% e 43,48%, respectivamente, p=0,023). Com relação às variáveis adesão ao suplemento, efeitos adversos e anemia grave não foram encontradas diferenças significantes. A implantação do PNSF apresentou entraves operacionais, que reduziram o impacto produzido pelo mesmo, tais como: insuficiência da dosagem preconizada, profissionais insuficientemente preparados para promover a educação em saúde, trabalhar em equipe e monitorar/acompanhar o programa. A dosagem diária recomendada pela SBP se mostrou mais efetiva na prevenção da anemia em lactentes, quando comparada à dosagem utilizada pelo PNSF. Sugere-se a revisão da dosagem semanal recomendada pelo PNSF, maior informação acerca da anemia e sua prevenção para mães e profissionais, bem como o acompanhamento rotineiro da suplementação pelos profissionais dos serviços de saúde, incluindo a percepção dos indivíduos envolvidos na suplementação com ferro nos processos de planejamento, monitoramento e avaliação dos programas.
The limited success of prophylaxis programs of iron deficiency anemia on infants force to the need of programs evaluation researches in order to improve health public policies related to that lack. On this way, this work aimed to evaluate the impact of the National Program of Iron Supplementation on non anemic infants from 6 to 18 months of age (PNSF) attended by Family Health Teams (ESF) of Viçosa, MG. It was carried out a study of population in a prospective, qualitative and quantitative approach with prophylactic intervention. The evaluation took place in the beginning of the study and six months later, in which hemoglobin dosage (portable B- Hemoglobinometer) were accomplished besides an anthropometric and dietetic test and a socioeconomic survey were applied. An interview was given by mothers/responsible person who had children supplemented by PNSF and were helped by those ESF health professionals who coordinate the program. Mothers interviews were recorded first and transcriptd later. It was utilized a content analysis of Bardin (1977) and Minayo (2006) to verify the reports. The impact indicators used were: anemia incidence, hemoglobin average, side effects and adherence to the supplements. The statistical analysis was made using the software EPI INFO version 6.04, SPSS version 15.0. The level of nullity hypothesis rejection was 0.05. The anemic children were put on the way to get medical assistance, being excluded from this study. The non anemic children were divided in two supplementation groups: - dosage established by PNSF - 25mg iron/week, dosage recommended by the Brazilian Society of Pediatrics (SBP) - 1mg iron/kg of weight/day. Among 327 children evaluated initially, 227 non anemic were selected, which corresponds to 40.5% of children registered and attended by ESF of municipality. From this total, 133 children were supplemented by PNSF and 94 remaining by SBP. As for impact of PNSF, it was observed low adhesion to supplementation, because only 51.9% of children had completed the study, besides high incidence of anemia for the group with low (55.6%) and for the high adhesion (39.2). Compared to mothers/responsible persons for children with high adhesion (5.9%), a higher percentage of mother/responsible person for children with low adhesion to PNSF did not report any preventive action related to anemia (20.5%); low percentage of mothers/responsible person knew ferrous sulphate was a way to prevent anemia (7.8% for group with high adhesion and 5.1% for group with low adhesion). As main reasons for interrupting supplementation precociously, there were lack of orientation and follow up directly from health service (42.9%). As to PNSF implantation, it was observed lack of competence and sensitiveness from part of professionals and mothers regarding the program and anemia; moreover failure on monitoring/following up by professionals. A comparison between the group of children supplemented by SBP (n=94) and by PNSF (n=133) showed homogeneity as for economical, biological and healthy variables previous to the intervention. After six months of the first evaluation, it was observed higher average of hemoglobin for group SBP, when it is compared to the PNSF group (11.66 +- 1.25 and 10.95+- 1.41, respectively, p=0.014) besides lower incidence of anemia (20.59% and 43.48%, respectively, p=0.023). As for the variables adherence to supplement, side effects and severe anemia, significant differences were not observed. The PNSF implantation showed operational problems that reduced the impact produced by itself such as insufficiency of established dosage, professionals not well prepared to promote health education, work as a team and monitor/follow the program. The daily dosage recommended by SBP showed to be more effective to prevent anemia on infants as compared to that dosage utilized by PNSF. It is suggested a review of the weekly dosage recommended by PNSF, better information to mothers/responsible and professionals regarding anemia prevention, as well as a follow up by health professionals as routine, including the perception of people involved on iron supplementation to get part in scheming, monitoring and evaluation processes of programs in order to improve impact of intervention.
Palavras-chave: Anemia ferropriva
Lactentes
Sulfato ferroso
Programa Saúde da Família
Iron deficiency anemia
Infants
Family Health Program
CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::NUTRICAO
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Valor nutricional de alimentos e de dietas; Nutrição nas enfermidades agudas e crônicas não transmis
Programa: Mestrado em Ciência da Nutrição
Citação: AZEREDO, Catarina Machado. Evaluation of impact of the National Program of Iron Supplementation on non anemic infants, Viçosa, MG. 2008. 176 f. Dissertação (Mestrado em Valor nutricional de alimentos e de dietas; Nutrição nas enfermidades agudas e crônicas não transmis) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2008.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/2708
Data do documento: 19-Dez-2008
Aparece nas coleções:Ciência da Nutrição

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf3,57 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.