Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/27433
Tipo: Dissertação
Título: (In) visibilidade dos agrotóxicos na saúde integral de mulheres rurais
(In) visibility of agrochemicals on the integral health of rural women
Autor(es): Fernandino, Sophia Sol Garcia
Abstract: Os acordos particulares em relação ao uso de agrotóxicos, principal pilar do agronegócio brasileiro, geram impactos à saúde integral de mulheres rurais que não os aplicam. A partir da década de 70, o Brasil passou a usar agrotóxicos em larga escala, quando estes foram incluídos nos financiamentos agrícolas. Desde então, diversas políticas têm impulsionado a crescente produção agrícola no país e o modelo de desenvolvimento cada vez mais dependente de agrotóxicos. Diante do uso intensivo, a saúde das pessoas (produtores, trabalhadores, consumidores) fica prejudicada, com risco potencial de contaminação principalmente nos homens, pois são eles os mais intoxicados pela exposição ocupacional. Porém, as mulheres que não aplicam agrotóxicos não estão livres da exposição, como em momentos da lavagem de roupas contaminadas, por morar perto dos locais de aplicação ou quando os resíduos de agrotóxicos são transportados para casa nos calçados, roupas e na própria pele do aplicador. Estudos apresentaram associação entre exposição a agrotóxicos e malefícios à saúde da mulher – predisposição ao câncer de mama, de tireoide e de ovário, Doença Renal, Diabetes, Síndrome do Ovário Policístico, endometriose, degeneração na retina, entre outros. Sendo assim, o objetivo da pesquisa foi avaliar os agravos à saúde integral de mulheres rurais conforme situação de exposição aos agrotóxicos. Foi um estudo transversal, sendo os sujeitos da pesquisa 37 mulheres que residem no setor rural, de uma cidade da Zona da Mata de Minas Gerais, que não aplicam agrotóxicos, mas que possuem contato domiciliar ou não dependendo da situação de exposição. Foram aferidas medidas antropométricas, avaliação da composição corporal pelo DEXA, exames bioquímicos relacionados à contaminação com agrotóxicos e à saúde geral e avaliação conjunta de dados das condições de saúde atual, pregressa e familiar, bem como práticas cotidianas que são consideradas possíveis formas de contaminação por agrotóxicos. A situação de exposição aos agrotóxicos e o tempo que as mulheres estiveram em contato residencial com essas substâncias não permitem a inferência direta, de causa-efeito, mas algumas relações foram encontradas, como a função de lavagem de roupas contaminadas pela maioria das mulheres que se caracteriza como exposição direta, excesso de peso na maioria delas e alterações bioquímicas que sugerem hipóteses em relação à situação de exposição pregressa ou atual. O projeto foi submetido e aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa com Seres Humanos da Universidade Federal de Viçosa e todas as participantes assinaram o Termo de Consentimento Livre e Esclarecido (TCLE). O retorno foi dado a todos participantes da pesquisa, de forma individual quanto à avaliação do estado nutricional, dosagens bioquímicas e da composição corporal, além de oficinas para harmonizar a saúde de forma integral. Mais estudos que contemplem a situação de invisibilidade das mulheres rurais expostas aos agrotóxicos são necessários para ampliar a discussão incipiente sobre a temática.
Particular agreements in relation to the use of agrochemicals, the main pillar of the Brazilian agribusiness, generate impacts to the integral health of rural women who do not apply them. From the 1970s, Brazil began to use agrochemicals on a large scale, when these were included in agricultural financing. Since then, a number of policies have boosted growing agricultural production in the country and the development model increasingly dependent on agrochemicals. Due to intensive use, people's health (producers, workers, consumers) is impaired, with a potential risk of contamination, especially in men, as they are the most intoxicated by occupational exposure. However, women who do not apply agrochemicals are also not free from exposure, such as when washing contaminated clothing, living near the places of application or when pesticide residues are transported home in shoes, clothing and the skin itself. applicator. Studies have shown an association between exposure to agrochemicals and harmful effects on women's health - predisposition to breast, thyroid and ovary cancer, Renal Disease, Diabetes, Polycystic Ovarian Syndrome, endometriosis, retinal degeneration, among others. Therefore, the objective of the research is to evaluate the aggravations to the integral health of rural women according to the situation of exposure to agrochemicals. It was a cross-sectional study, the subjects of the survey being with 37 women residing in the rural sector, from a city in the Zona da Mata of Minas Gerais, that do not apply agrochemicals, but who have household contact or not depending on the exposure situation. Anthropometric measurements, body composition assessment by DEXA, biochemical tests related to contamination with agrochemicals and general health, and the joint evaluation of data on current, previous and family health conditions, as well as daily practices that are considered possible forms of contamination by agrochemicals. The situation of exposure to agrochemicals and the time that the women were in residential contact with these substances do not allow direct inference, of cause and effect, but some relationships were found, such as the washing function of clothes contaminated by the majority of women who characterized as direct exposure, excess weight in most of them and biochemical alterations that suggest hypotheses regarding the situation of previous or current exposure. The project was submitted and approved by the Human Research Ethics Committee of the Federal University of Viçosa and all participants signed the Informed Consent Term (TCLE). The return was given to all participants of the research, individually as to the evaluation of nutritional status, biochemical dosages and body composition, as well as workshops to harmonize health in a comprehensive way. Further studies that contemplate the invisibility situation of rural women exposed to agrochemicals are necessary to broaden the incipient discussion about the issue.
Palavras-chave: Produtos químicos agrícolas
Saúde
Mulheres do campo
Mulheres - Saúde e higiene
CNPq: Analise nutricional de população
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Citação: FERNANDINO, Sophia Sol Garcia. (In) visibilidade dos agrotóxicos na saúde integral de mulheres rurais. 2019. 130 f. Dissertação (Mestrado em Agroecologia) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2019.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: https://locus.ufv.br//handle/123456789/27433
Data do documento: 2-Mai-2019
Aparece nas coleções:Agroecologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdftexto completo1,4 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.