Locus  

Ensaios sobre migração rural-urbana e mudanças climáticas no Nordeste brasileiro

Show simple item record

dc.contributor.advisor Cunha, Dênis Antônio da
dc.creator Delazeri, Linda Márcia Mendes
dc.date.accessioned 2020-01-14T11:45:44Z
dc.date.available 2020-01-14T11:45:44Z
dc.date.issued 2019-09-12
dc.identifier.citation DELAZERI, Linda Márcia Mendes. Ensaios sobre migração rural-urbana e mudanças climáticas no Nordeste brasileiro. 2019. 216 f. Tese (Doutorado em Economia Aplicada) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2019. pt-BR
dc.identifier.uri https://locus.ufv.br//handle/123456789/27526
dc.description.abstract As mudanças climáticas observadas nos últimos anos e a expectativa quanto à sua intensificação ao longo das próximas décadas podem afetar a produção e renda agrícolas e, como consequência, podem alterar o incentivo e a capacidade da população em permanecer nas áreas rurais ou em migrar para as áreas urbanas. Este estudo investiga os impactos das mudanças climáticas sobre a migração rural-urbana no Nordeste brasileiro ao longo das últimas duas décadas do século XX e avalia os impactos das mudanças climáticas esperadas para o futuro sob diferentes cenários sobre a distribuição futura da emigração e população rural na região. Para a análise foi utilizado um conjunto de dados em painel do tipo gravitacional, em que os fluxos migratórios foram explicados pelas mudanças do clima em cada microrregião de origem. Os resultados obtidos por meio da estimação do modelo Poisson Pseudo Maximum Likelihood (PPML) indicam que os impactos das mudanças climáticas sobre os movimentos migratórios do tipo rural-urbano dependem dos níveis de renda agrícola per capita das microrregiões e dos níveis educacionais da população rural da região. As variáveis climáticas, com destaque para o aumento da temperatura máxima média, contribuíram para o aumento da migração rural-urbana nas microrregiões com menor vulnerabilidade econômica. Nas microrregiões com maiores restrições de renda, entretanto, a intensificação das adversidades climáticas contribuiu significativamente para a redução desse tipo de fluxo migratório. Os resultados obtidos quanto aos impactos das mudanças climáticas sobre a migração rural-urbana foram utilizados como referência para o desenvolvimento de projeções populacionais para as áreas rurais da região Nordeste sob diferentes cenários socioeconômicos e climáticos. De maneira específica, tendências futuras sobre as componentes demográficas fecundidade, mortalidade e progressão educacional foram combinadas com as tendências migratórias futuras determinadas por cenários climáticos alternativos. Os resultados das projeções populacionais indicam que as diferenças quanto ao tamanho e à composição da emigração e da população rural da região sob diferentes cenários emergem principalmente das suposições quanto ao progresso dos sistemas educacionais e das suposições quanto às condições climáticas futuras. Os resultados obtidos neste estudo enfatizam a complexidade da relação entre mudanças climáticas e emigração rural e levantam questionamentos a respeito de quaisquer narrativas simplistas sobre essa relação. Políticas que abrangem questões relacionadas à emigração rural induzida pelo clima adverso devem direcionar o foco para as áreas rurais de regiões de baixa renda, especialmente para as populações rurais de baixa escolaridade ou cuja subsistência dependa da atividade agrícola. Além disso, as políticas devem ser orientadas e preparadas para a ocorrência Agricultura - Brasil, Nordeste a de cenários alternativos de mudanças climáticas e para o consequente efeito dessas mudanças sobre o crescimento populacional e sobre o deslocamento da população das áreas rurais para as áreas urbanas. Palavras-chave: Migração Rural-Urbana. Mudanças Climáticas. Agricultura. Nordeste. pt-BR
dc.description.abstract Observed climate change in recent years and the expectation on its intensification over the coming decades may affect agricultural production and income and, consequently, may alter the incentive and ability of the population to remain in rural areas or to migrate to urban areas. This study investigates the impacts of climate change on rural-urban migration in northeastern Brazil over the last two decades of the 20th century and assesses the impacts of expected future climate change under different scenarios on the future distribution of out-migration and rural population in the region. For the analysis, a gravity-type panel dataset was used, in which migratory flows were explained by climate changes in each origin micro-region. The results obtained through the estimation of the Poisson Pseudo Maximum Likelihood (PPML) model indicate that the impacts of climate change on rural-urban migration depend on the per capita agricultural income levels of the origin micro-regions and the educational levels of the rural population. Climate variables, especially the increase in the average maximum temperature, contributed to boost rural-urban migration in the micro-regions with the lowest economic vulnerability. In micro-regions with greater agricultural income restrictions, however, the intensification of climate adversities significantly contributed to the reduction of this type of migratory flow. The results regarding the impacts of climate change on rural-urban migration were used as a reference for the development of population projections for the rural areas of the Brazilian Northeast region under different socioeconomic and climatic scenarios. Specifically, future trends in fertility, mortality and educational progression were combined with future migration trends determined by alternative climate scenarios. The results of population projections indicate that differences in the size and composition of out-migration and rural population in the region under different scenarios emerge primarily from assumptions about the progress of education systems and assumptions about future climate conditions. The results emphasize the complexity in the relationship between climate change and rural out-migration and challenge any simplistic narratives on this issue. Policies that address issues related to adverse climate-induced rural out-migration must focus on rural areas of low-income regions, especially on rural populations of low educational attainment whose livelihoods depend on agricultural activities. In addition, policies must be oriented and prepared for alternative climate change scenarios and their consequent effect on population growth and population displacement from rural to urban areas. Keywords: Rural-Urban Migration. Climate Change. Agriculture. Northeastern Brazil. en
dc.description.sponsorship Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior pt-BR
dc.language.iso por pt-BR
dc.publisher Universidade Federal de Viçosa pt-BR
dc.rights Acesso Aberto pt-BR
dc.subject Migração rural-urbana - Brasil, Nordeste pt-BR
dc.subject Mudanças Climáticas - Brasil, Nordeste pt-BR
dc.subject Agricultura - Brasil, Nordeste pt-BR
dc.title Ensaios sobre migração rural-urbana e mudanças climáticas no Nordeste brasileiro pt-BR
dc.title Essays on rural-urban migration and climate change in northeastern Brazil en
dc.type Tese pt-BR
dc.subject.cnpq Economia Agricola pt-BR
dc.creator.lattes http://lattes.cnpq.br/3954640591708829 pt-BR
dc.degree.grantor Universidade Federal de Viçosa pt-BR
dc.degree.department Departamento de Economia Rural pt-BR
dc.degree.program Doutor em Economia Aplicada pt-BR
dc.degree.local Viçosa - MG pt-BR
dc.degree.date 2019-09-12
dc.degree.level Doutorado pt-BR


Files in this item

This item appears in the following Collection(s)

  • Economia Aplicada [425]
    Teses e dissertações defendidas no Programa de Pós-Graduação em Economia Aplicada

Show simple item record

Search DSpace


Browse

My Account