Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/2811
Tipo: Dissertação
Título: Métodos para avaliação do consumo alimentar e sua relação com marcadores de risco para a síndrome metabólica em adolescentes do sexo feminino
Título(s) alternativo(s): Methods for evaluation of the food consumption and their relationship with risk markers for the metabolic syndrome in female adolescents
Autor(es): Barbosa, Kiriaque Barra Ferreira
Primeiro Orientador: Priore, Sílvia Eloiza
Primeiro avaliador: Franceschini, Sylvia do Carmo Castro
Segundo avaliador: Rosado, Lina Enriqueta Frandsen Paez de Lima
Terceiro avaliador: Accioly, Elizabeth
Quarto avaliador: Alfenas, Rita de Cássia Gonçalves
Abstract: O estudo objetivou relacionar o consumo alimentar, com marcadores de risco para a síndrome metabólica. Tal estudo foi realizado com 60 adolescentes, do sexo feminino, entre 14 e 18 anos de idade, estudantes do Colégio de Aplicação do município de Viçosa MG. Foram aplicados quatro instrumentos de inquérito dietético: Recordatório de 24 Horas (R24H), Registro Alimentar (RA), Questionário de Freqüência Alimentar (QFA) e Lista de Compras (LC): da Família (LCF) e do Adolescente (LCA). O R24H foi aplicado em três momentos, com intervalo médio de 15 dias, o RA foi realizado em três dias não consecutivos. A LC avaliou a disponibilidade de alimentos para o consumo diário per capita das adolescentes, dentro e fora do domicílio. A partir dos instrumentos de inquérito dietético avaliou-se: energia, proteínas, carboidratos, lipídios, cálcio e ferro. A adequação de energia foi calculada segundo o Instituto de Medicina (2002), Para a análise dos percentuais de macronutrientes em relação ao Valor Energético Total (VET), utilizou-se a proposta da Sociedade Brasileira de Alimentação e Nutrição SBAN (1990). Para adequação de ferro e cálcio, utilizaram-se as recomendações do Instituto de Medicina 2001 e 1997, respectivamente. Foram considerados como marcadores de risco para a síndrome metabólica, a obesidade abdominal, hipertrigliceridemia, nível reduzido de HDL, hipertensão arterial e glicemia de jejum alterada (NCEP-ATPIII, 2001). Foram verificados os parâmetros antropométricos e de composição corporal (peso, estatura, índice de massa corporal e índices derivados, percentual de gordura, massa de gordura e livre de gordura, circunferências da cintura, quadril e relação cintura / quadril), bioquímicos (colesterol total e frações, triglicerídeos e glicemia de jejum) e clínicos (pressão arterial sistólica e diastólica). O estado nutricional foi classificado segundo o índice de massa corporal (IMC), utilizando os pontos de corte do CDC/NCHS (2000). O percentual de gordura corporal (%G) foi avaliado por meio do aparelho de bioimpedância elétrica horizontal, sendo classificado conforme Lohman (1992). A obesidade abdominal foi caracterizada pela circunferência da cintura (CC) elevada, segundo os pontos de corte observados por Taylor et al (2000). O perfil lipídico e a glicemia de jejum foram analisados segundo a proposta da III Diretrizes Brasileiras Sobre Dislipidemias (2001) e American Diabetic Association (2006), respectivamente. A hipertensão arterial foi caracterizada conforme as IV Diretrizes Brasileiras de Hipertensão Arterial (2002). Não houve diferença entre as três aplicações isoladas do R24H e RA para nenhum dos nutrientes avaliados, mostrando uma boa reprodutibilidade. Comparando-se a ingestão dos nutrientes obtida pela média dos três R24H (XR24H) e média dos três dias de RA (XRA) com a ingestão obtida pelas aplicações isoladas dos instrumentos de inquérito dietético em questão, também não houve diferença para nenhum dos nutrientes avaliados, sendo possível inferir, que na população do presente estudo, uma única aplicação do R24H ou RA foi capaz de refletir a média de ingestão do grupo populacional estudado, para todos os nutrientes avaliados. A LC não foi capaz de refletir a média de ingestão para a maioria dos nutrientes avaliados, uma vez que se observaram diferenças em relação à XR24H e XRA, para a ingestão de carboidrato, proteína e ferro. Quase a totalidade das adolescentes (90%) foi classificada, segundo o IMC, como eutrófica, no entanto, 78,3% apresentavam alto percentual de gordura. Quanto ao perfil lipídico, o colesterol total apresentou maior percentual de alteração (23,3%), seguido das frações, LDL (15%) e HDL (5%). O triglicerídeos se mostrou aumentado em 10% das estudadas. Quatro adolescentes (6,7 %) mostraram glicemia de jejum alterada. Nenhuma adolescente apresentou o diagnóstico de síndrome metabólica. No entanto, 33,3% destas, mostrou duas ou mais alterações relacionadas às variáveis antropométricas, de composição corporal, bioquímicas e pressão arterial. Verificaram-se correlações significantes entre o número de alterações apresentadas pelas adolescentes e o valor de %G (r=0,300, p=0,020); CT (r=0,536, p<0,001) e LDL (r=0,506, p<0,001). Observaram-se correlações significantes entre HDL e relação cintura/quadril (r = -0,276; p=0,032) e entre LDL e %G (r = 0,296; p=0,021). Observou-se que a ingestão energética e de macronutrientes avaliadas pela XR24H correlacionaram-se inversamente com o IMC, %G e CC. Quanto à avaliação realizada pela XRA, houve exceção somente para o %G, correlacionado com a ingestão energética, de carboidrato e proteína. A LC não mostrou correlação com nenhuma das variáveis antropométricas, de composição corporal, bioquímicas ou clínicas. Diante dos resultados apresentados, pode-se ressaltar que não existe um instrumento de inquérito dietético ideal, estando todos eles sujeitos aos erros inerentes ao processo de avaliação do consumo alimentar e dessa forma não sendo possível inferir qual seria o melhor instrumento para refletir a possível relação existente entre o consumo alimentar e os marcadores de risco para a síndrome metabólica na adolescência.
The purpose of this study was to relate the food consumption, with the risk markers for the metabolic syndrome. The study was carried through with 60 adolescents, of the feminine sex, between 14 and 18 years old, students of a school of the municipal district of Viçosa-MG. Four dietary assessment instruments have been applied: 24 Hour Recall (24HR), Dietary Records (DR), Food Frequency Questionnaires (FFQ) e List of Purchases (LP). The 24HR was collected three times, with average interval between collections of 15 days, the DR was carried through in three non consecutive days. The LP evaluated the per capita availability of food for the adolescents, inside and outside of their homes. Energy, proteins, carbohydrates, lipids, calcium and iron were evaluated. The energy adequacy was calculated according to Institute of Medicine (2002), The percentage of macronutrients in relation to the Total Energetic Intake, was evaluated according to the proposal of the Sociedade Brasileira de Alimentação e Nutrição - SBAN (Vannucchi et al., 1990) The iron and calcium adequacy, was calculated according to Institute of Medicine 2001 e 1997, respectively. The risk markers for the metabolic syndrome considered were abdominal obesity, elevated triglycerides, reduced level of HDL, elevated blood pressure and elevated fasting glucose (NCEP-ATPIII, 2001). The anthropometric and body composition parameters (weight, height, body mass index and derived indexes, percentage of body fat, body fat mass and lean body mass, circumferences of the waist and hip, and relation waist/hip), biochemists (total cholesterol and fractions, triglycerides and fasting glucose) and physicians (systolic and diastolic blood pressure) were verified. The nutritional state was classified according to the body mass index (BMI) (CDC/NCHS, 2000). The percentage of body fat (%BF) was evaluated using horizontal bioelectrical impedance, being classified according to Lohman (1992). The abdominal obesity was characterized by the elevated waist circumference (WC) (Taylor et al, 2002). The dyslipidemia and the fasting glucose have been classified according respectively to the proposal of the III Diretrizes Brasileiras Sobre Dislipidemias (2001) and American Diabetic Association (2006). The arterial blood pressure was characterized according to the IV Diretrizes Brasileiras de Hipertensão Arterial (2002). There was no difference between the three isolated applications of 24HR and DR for none of the valuated nutrients, which showed a good reproducibility. Comparing the average of ingestion of the nutrients reflected by the average of the three 24HR (X24HR) and the average of the three days of DR (XDR), with the isolated applications of the dietary instruments there was no difference for none of the evaluated nutrients. It is possible to infer that in the population of this study, only one application of 24HR or DR would suffice to reflect the average ingestion of all nutrients evaluated. The LP was not capable of reflecting the average consumption for none of the evaluated nutrients. Almost all of the adolescents (90%) were classified, according to BMI, as eutrophic, however, 78,3% presented high percentage of body fat. Considering the lipid profile, the total cholesterol presented the greatest percentage of alteration (23,3%), followed by the fractions, LDL (15%) and HDL (5%). The triglycerides have been found to be increased in 10% of the studied adolescents. Four adolescents (6,7%) showed altered fasting glucose. None of the studied adolescents presented the diagnosis of metabolic syndrome. Significant correlations between HDL and waist/hip relation (r = -0,276; p=0,032), and between LDL and %BF (r = 0,296; p=0,021) have been observed. However, 33,3% of the adolescents, showed two or more than three alterations related by anthropometric and body composition, biochemists and physicians parameters. The number of alterations presented by adolescents are correlated with values %BF (r=0,300, p=0,020); plasmatic level of cholesterol (r=0,536, p<0,001) and LDL (r=0,506, p<0,001). The ingestion of calories and of macronutrients for the X24HR have been inversely correlated to the BMI, %BF and WC. Considering the evaluation carried out by the XDR, there have been exceptions only for the %BF, correlated to the caloric ingestion, of carbohydrate and protein. The LP is not correlated to any of the anthropometric and body composition, biochemists or physicians parameters. In light of the inconsistency of the correlations between the food consumption and the risk markers for the metabolic syndrome that were found in this study, it can be inferred that an ideal dietary instrument does not exist, being all the citizens subjected to the inherent errors of the process of evaluation of the food consumption and therefore we are not able to identify which would be the best dietary assessment instrument to reflect the possible relation existing between the food consumption and the risk markers for the metabolic syndrome in the adolescence.
Palavras-chave: Marcadores de risco
Síndrome metabólica
Adolescentes do sexo feminino
Obesidade
Dietética
Risk markers
Metabolic syndrome
Female adolescents
Obesity
Dietetics
CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::NUTRICAO::ANALISE NUTRICIONAL DE POPULACAO
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Valor nutricional de alimentos e de dietas; Nutrição nas enfermidades agudas e crônicas não transmis
Programa: Mestrado em Ciência da Nutrição
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/2811
Data do documento: 23-Fev-2006
Aparece nas coleções:Ciência da Nutrição

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
texto completo.pdf1,04 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.