Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/282
Tipo: Tese
Título: Efeitos do treinamento físico combinado com insulinoterapia sobre o miocárdio de ratos com diabetes induzida
Título(s) alternativo(s): Effects of physical training combined with insulin therapy on the myocardium of rats with induced diabetes
Autor(es): Silva, Márcia Ferreira da
Primeiro Orientador: Maldonado, Izabel Regina dos Santos Costa
Primeiro avaliador: Carlo, Ricardo Junqueira Del
Segundo avaliador: Sartori, Sirlene Souza Rodrigues
Terceiro avaliador: Pires, Washington
Quarto avaliador: Alberici, Luciane Carla
Abstract: O Diabetes Mellitus Tipo 1 (DMT1) ocorre devido a diminuição na secreção de insulina pelo pâncreas, comprometendo vários órgãos. Está frequentemente associado a disfunções cardíacas que caracterizam a cardiomiopatia diabética. O tratamento farmacológico do DMT1 faz-se por meio da insulinoterapia e o exercício físico tem sido usado como estratégia não-farmacológica. Assim, o objetivo do presente estudo foi verificar os efeitos de um programa de treinamento em natação associado ao tratamento com insulina sobre o miocárdio de ratos com DMT1 experimental. Sessenta ratos Wistar com 30 dias de idade foram separados em seis grupos experimentais (n=10), a saber: controle Sedentário (CS); diabético sedentário (DS); diabético sedentário tratado com insulina (DSI); controle exercitado (CE); diabético exercitado (DE); e diabético exercitado tratado com insulina (DEI). O diabetes foi induzido por uma injeção intraperitoneal de estreptozootocina (60 mg/kg de massa corporal) diluída em tampão citrato de sódio (0,1 M, pH 4.5), enquanto os animais controles receberam a mesma dose do veículo. O tratamento com insulina foi iniciado sete dias após a indução do diabetes e consistiu de uma injeção subcutânea diária de 1-4 UI de insulina, durante oito semanas. O tratamento com exercício foi iniciado sete dias após a indução do diabetes ou uso do veículo e consistiu de 90 minutos diários de natação, 5 dias por semana, durante oito semanas. O projeto recebeu aprovação da Comissão de Ética no uso de animais da Universidade Federal de Viçosa (no 51/2011). Após os tratamentos os animais foram avaliados por eletrocardiograma e ecocardiograma para análise do ritmo cardíaco e da função ventricular esquerda, respectivamente. Em seguida, os animais foram submetidos à eutanásia e tiveram os corações removidos para análise do transiente intracelular global de cálcio [Ca2+]i, da ultraestrutura e da função mitocondrial. O diabetes reduziu a fração de encurtamento e a fração de ejeção do VE e prolongou os intervalos QT e QTc, além de reduzir a frequência cardíaca de repouso dos animais. O treinamento físico associado ao tratamento com insulina aumentou a frequência cardíaca de repouso, as frações de encurtamento e de ejeção e reduziu os intervalos QT e QTc. O diabetes reduziu a amplitude e prolongou o tempo para o decaimento do transiente de [Ca2+]i, aumentou a captação mitocondrial de cálcio, a expressão de NADPH oxidase 4 (Nox 4) e de proteína desacopladora 2 (UCP 2) e reduziu a expressão de superóxido dismutase (SOD). Por outro lado, o programa de natação associado ao tratamento com insulina aumentou a amplitude e reduziu o tempo para o decaimento do transiente de [Ca2+]i, a expressão de Nox4 e de UCP2. Mitocôndrias isoladas dos ratos diabéticos produziram menores quantidades de H2O2 que as dos controles. A associação dos tratamentos normalizou a liberação de H2O2 mitocondrial desses animais. Houve aumento na razão GSH/GSSG nos corações dos animais diabéticos. Esse aumento não foi afetado pelos tratamentos, tanto isolados quanto combinados. Ocorreu maior oxidação de proteínas no miocárdio dos animais diabéticos, tendo sido esse efeito revertido pelo tratamento com insulina, isoladamente ou em combinação com o treinamento físico. O diabetes induziu desorganização das cristas mitocondriais e aumentou o volume mitocondrial. A combinação dos tratamentos atenuou essas anormalidades. Em conclusão, o treinamento em natação associado à terapia com insulina, durante oito semanas, atenua os efeitos deletérios do DMT1 sobre o miocárdio de ratos.
The Type 1 Diabetes Mellitus (T1DM) occurs due to decreased insulin secretion in the pancreas, which undertakes various organs. This disease is often associated with cardiac dysfunctions that characterize diabetic cardiomyopathy. The pharmacological treatment of T1DM is done by insulin and exercise has been used as a non-pharmacological strategy. The aim of this study was to investigate the effects of a swimming training program associated with insulin therapy on the myocardium of rats with experimental T1DM. Sixty male Wistar rats with 30 days of age at the onset of the experiment were divided into six experimental groups (n = 10), namely: sedentary control (CS); sedentary diabetic (DS); sedentary diabetic treated with insulin (DSI); exercised control (CE); exercised diabetic (DE); and insulin- treated diabetic exercised (DEI). Diabetes was induced by an injection of streptozotocin (i.p. 60 mg / kg body weight) diluted in sodium citrate buffer (0.1M, pH 4.5), whereas control animals receive the same dosage of the vehicle. The insulin therapy was initiated seven days after the induction of diabetes and consisted of a daily subcutaneous injection of 1-4 IU of insulin (i.p), for eight weeks. The exercise training was initiated seven days after the induction of diabetes or the use of placebo and consisted of swimming 90 minutes/day, five days/week, for eight weeks. The project was approved by the Ethics Committee on the use of animals of the Federal University of Viçosa (No. 51/2011). After treatments, the animals were evaluated by electrocardiography and echocardiography to analyze heart rate and left ventricular function, respectively. Then the animals were euthanized and the hearts were removed to analyze the intracellular global calcium transient ([Ca2+]i), oxidative stress, as well as mitochondrial ultrastructure and function. Diabetes reduced both fractional shortening and ejection fraction of the left ventricle, prolonged QT and QTc intervals and reduced resting heart rate. The exercise training program associated with insulin treatment increased the resting heart rate, fractional shortening and ejection fraction and reduced the QT and QTc intervals. Diabetes reduced the amplitude and prolonged the decay time of the [Ca2+]i, increased mitochondrial calcium uptake, the expression of NADPH oxidase 4 (Nox 4) and of uncoupling protein 2 (UCP 2), and decreased the expression of superoxide dismutase (SOD). Exercise training associated with insulin treatment increased the amplitude and decreased the decay time of the [Ca2+]i, the expression of UCP2 and of Nox4. Mitochondria isolated from diabetic rats produced smaller quantities of H2O2, as compared to controls. Neither exercise training nor insulin treatment alone affected mitochondrial H2O2 production. However, the combination of treatments normalized mitochondrial H2O2 release. It was observed an increased GSH / GSSG ratio in the hearts of diabetic animals. Such change was not affected by the treatments either isolated or in combination. There was higher protein oxidation in the hearts of diabetic rats; however, this effect was attenuated by either insulin treatment itself or in combination with exercise training. DMT1 disrupted mitochondrial cristae and augmented mitochondrial volume. Exercise training combined with insulin treatment attenuated such abnormalities. In conclusion, swimming training associated with insulin therapy during eight weeks attenuates the deleterious effects of DMT1 on the myocardium of rats.
Palavras-chave: Diabetes
Insulina
Exercícios físicos
Miocárdio
Ratos como animal de laboratório
Diabetes
Insulin
Physical exercise
Infarction
Rats as laboratory animals
CNPq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::BIOLOGIA GERAL
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Análises quantitativas e moleculares do Genoma; Biologia das células e dos tecidos
Programa: Doutorado em Biologia Celular e Estrutural
Citação: SILVA, Márcia Ferreira da. Effects of physical training combined with insulin therapy on the myocardium of rats with induced diabetes. 2014. 122 f. Tese (Doutorado em Análises quantitativas e moleculares do Genoma; Biologia das células e dos tecidos) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2014.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/282
Data do documento: 10-Out-2014
Aparece nas coleções:Biologia Celular e Estrutural

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf2,02 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.