Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/28689
Tipo: Dissertação
Título: O naturalista e o viajante: o Brasil nos escritos de Auguste de Saint-Hilaire
The naturalist and the traveler: the Brazil in the Auguste de Saint-Hilaire’s writings
Autor(es): Costa Junior, Flávio Teixeira da
Abstract: O presente trabalho foi desenvolvido a partir das exigências do Mestrado Profissional em Patrimônio Cultural, Paisagens e Cidadania. Trata-se de um estudo sobre a literatura de viagem produzida por Auguste de Saint-Hilaire durante os seus trabalhos pelo Brasil. O recorte temporal se encontra compreendido entre os anos de 1816-1822, período no qual Saint-Hilaire coletou plantas e as enviou para a França. Apesar de ser um naturalista, seus escritos ultrapassaram a sua formação e, por isso, é possível encontrar reflexões nos mais variados campos dentre os quais destacam-se paisagens e populações durante a passagem do botânico- naturalista pelas terras brasileiras. Este estudo entende que – na literatura de viagem - seres humanos e natureza não podem ser entendidos de maneiras separadas e desenvolveu o conceito de antroponatura, com a finalidade de pensar mais profundamente a relação entre o homem e o meio natural. Também serão debatidos os encontros e desencontros de Saint-Hilaire durante suas viagens, esse debate tem como objetivo identificar uma condição humana que ultrapassou o trabalho científico e mostrar como o francês teve a capacidade de sentir prazeres e desprazeres durante suas viagens. As fontes analisadas para o desenvolvimento deste estudo foram as literaturas de viagem produzidas por Saint-Hilaire durante a sua passagem pelas mais diversas províncias brasileiras, sendo que estes “relatos” foram publicados após as viagens. Além da análise teórica, e conforme as exigências do programa, realizou-se uma intervenção prática que constitui o “Produto Final” do mestrado. Assim, a exposição intitulada Os caminhos de Saint- Hilaire, trabalhou com imagens em quadros de algumas plantas coletadas e catalogadas pelo naturalista no Brasil, além de lugares que remetessem a alguns aspectos da vida de Auguste de Saint-Hilaire. Nesta exposição, buscou-se uma sensibilidade que ultrapassasse o campo visual, e, por isso foram acrescentados sons de elementos da natureza. A expectativa é que a junção de trabalho teórico e prático possa oferecer uma nova reflexão sobre a ação dos viajantes estrangeiros em terras brasileiras e as contribuições que os mesmos ofereceram e oferecem para a construção do conhecimento histórico. Palavras-chave: Auguste de Saint-Hilaire. Literatura de viagem. Naturalista.
This assignment was developed based on the requirements of the Professional Master in Cultural Heritage, Landscapes and Citizenship. This is a study of the travel literature produced by Auguste de Saint-Hilaire during his work in Brazil. The time frame is between 1816-22, when Saint-Hilaire collected plants and sent them to France. Despite being a naturalist, his writings surpassed his formation and, therefore, it is possible to find reflections in the most varied fields, among which landscapes and populations stand out during the passage of the botanist-naturalist through Brazilian lands. This study understands that - in the travel literature - human beings and nature cannot be understood separately and has developed the concept of anthroponature in order to think more deeply about the relationship between man and the natural environment. Saint-Hilaire's encounters and disagreements will also be discussed during his travels. This debate aims to identify a human condition that has surpassed scientific work and to show how the French had the ability to feel pleasure and displeasure during their travels. The sources analyzed for the development of this study were the travel literature produced by Saint-Hilaire during his time in the most diverse Brazilian provinces, and these "reports" were published after the trips. In addition to the theoretical analysis, and according to the requirements of the program, there was a practical intervention that constitutes the "Final Product" of the master. Thus, the exhibition entitled Os caminhos de Saint-Hilaire, worked with images in pictures of some plants collected and cataloged by the naturalist in Brazil, as well as places that refer to some aspects of the life of Auguste de Saint-Hilaire. In this exhibition, we sought a sensitivity that went beyond the visual field, and for this reason sounds of elements of nature were added. The expectation is that the combination of theoretical and practical work can offer a new reflection on the action of foreign travelers in Brazilian lands and the contributions they have made and offer to the construction of historical knowledge. Keywords: Auguste de Saint-Hilaire. Travel literature. Naturalist.
Palavras-chave: Saint-Hilaire, Auguste de, 1779-1853
Escritos de viajantes franceses
Naturalistas
CNPq: História
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Citação: COSTA JUNIOR, Flávio Teixeira da. O naturalista e o viajante: o Brasil nos escritos de Auguste de Saint-Hilaire. 2019. 178 f. Dissertação (Mestrado em Patrimônio Cultural, Paisagens e Cidadania) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2019.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: https://locus.ufv.br//handle/123456789/28689
Data do documento: 11-Dez-2019
Aparece nas coleções:Patrimônio Cultural, Paisagens e Cidadania

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdftexto completo8,51 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.