Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/2949
Tipo: Dissertação
Título: Avaliação de Listeria monocytogenes em melão e jabuticaba
Título(s) alternativo(s): Evaluation of Listeria monocytogenes in melon and jabuticaba
Autor(es): Souza, Poliana Bergamin Athayde de
Primeiro Orientador: Andrade, Nélio José de
Primeiro coorientador: Vanetti, Maria Cristina Dantas
Segundo coorientador: Peña, Wilmer Edgard Luera
Primeiro avaliador: Antunes, Maria Aparecida
Abstract: A demanda dos consumidores por alimentos frescos tem crescido substancialmente nas ultimas décadas. No entanto, apesar desses produtos preservarem melhor as características sensoriais e nutricionais, a contaminação por patógenos, como L. monocytogenes, gera preocupações crescentes. A doença infecciosa causada por esta bactéria, denominada listeriose, apresenta baixa taxa de morbidade, porém alta de mortalidade, e representa grande risco para indivíduos imunodeprimidos, gestantes, idosos e recém-nascidos. Produtos consumidos frescos são considerados de grande importância, uma vez que não passam por etapas que garantam a eliminação de patógenos, além disso, normalmente são mantidos sob refrigeração, condição na qual L. monocytogenes se multiplica, possibilitando que seu crescimento se sobressaia em relação à maioria das bactérias. Diante do exposto, a ocorrência de L. monocytogenes foi pesquisada em duas frutas que normalmente são consumidas in natura: melão e jabuticaba. O total de 150 amostras de melão e 60 de jabuticaba, adquiridas no comércio varejista do Município de Viçosa-MG, foram submetidas a análises laboratoriais. Por meio de análise convencional, utilizando a metodologia ISO 11290-1, 21 isolados de Listeria spp. foram encontrados nos frutos de melão, dos quais, somente 14 foram confirmados, por meio de sequenciamento gênico. A presença de L. monocytogenes foi avaliada por análise imunoanalítica através do kit VIDAS®- LMO e por técnica de PCR. Uma estirpe de L. monocytogenesfoi encontrada pela reação de PCR, no entanto, este resultado diferiu daquele obtido pelo teste imunoanalítico,o qual indicou ausência de L.monocytogenese apresentou uma taxa de 3,12% de resultados falsos-negativos. A sorotipagem da cepa foi realizada pelo Instituto Oswaldo Cruz (Fiocruz) e o sorotipo idenficado foi o 1/2b, um dos mais associados à casos de listeriose humana no mundo, o que sugere o potencial da cepa em provocar a doença.Os resultados obtidos evidenciam que o melão é uma potencial fonte deL. monocytogenes e que medidas de controle e prevenção deste patógeno devem ser adotadas com maior severidade para produtos que normalmente são consumidos frescos, como as frutas.
Consumer demand for fresh foods has grown substantially in recent decades. However, despite these products preserve better sensory and nutritional characteristics, contamination by pathogens, such as L. monocytogenes, generates increasing concerns.Infection by this bacteria, called listeriosis, has low morbidity but high mortality, and represents a high risk to immunocompromised individuals, pregnant women, elderly and children. Fresh products are considered high risk, since it does not go through steps to ensure the elimination of pathogens, in addition, are normally stored under refrigeration condition in which L. monocytogenes can multiply by providing conditions for growth protrudes in comparison to most bacteria. Given the above, the occurrence of L. monocytogenes was investigated in two fruits commonly consumed in natura: melon and jabuticaba. A total of 150 samples of melon and 60 samples jabuticaba acquired at retail in the municipality of Viçosa-MG, were subjected to laboratory analysis. Through conventional analysis using the method ISO 11290-1, 21 isolates of Listeria spp. were found in the fruits of melon, of which only 14 were confirmed by sequencing the gene. The presence of L. monocytogenes was also evaluated by the mini-VIDAS® LMO and by PCR. A strain of L. monocytogenes was found by PCR, however, this result differed from that obtained by imunoanalítico test, which indicated absence of L. monocytogenes and showed a rate of 3.12% false negative results. Serotyping of strains was performed by the Instituto Oswaldo Cruz (Fiocruz) and the serotyp identified was 1/2b one of the most associated with cases of human listeriosis in the world, suggesting the potential risk of to cause disease. The results evidence that the melon is a potential source of L. monocytogenes and that measures to control and prevent this pathogen should be adopted with greater persistence for products that are usually eaten fresh as fruit.
Palavras-chave: Alimentos frescos
Listeriose
Frutas
Fresh food
Listeriosis
Fruits
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::CIENCIA E TECNOLOGIA DE ALIMENTOS::CIENCIA DE ALIMENTOS
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Ciência de Alimentos; Tecnologia de Alimentos; Engenharia de Alimentos
Programa: Mestrado em Ciência e Tecnologia de Alimentos
Citação: SOUZA, Poliana Bergamin Athayde de. Evaluation of Listeria monocytogenes in melon and jabuticaba. 2014. 72 f. Dissertação (Mestrado em Ciência de Alimentos; Tecnologia de Alimentos; Engenharia de Alimentos) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2014.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/2949
Data do documento: 15-Ago-2014
Aparece nas coleções:Ciência e Tecnologia de Alimentos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf532,14 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.