Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/2988
Tipo: Dissertação
Título: Estratificação volumétrica e crescimento em uma floresta ombrófila densa, município de Almeirim, Estado do Pará
Título(s) alternativo(s): Volumetric stratification and growth in a dense umbrophilous forest, Almeirim municipality, State of Pará
Autor(es): Medeiros, Rodrigo Marques de
Primeiro Orientador: Souza, Agostinho Lopes de
Primeiro coorientador: Ribeiro, Carlos Antônio Alvares Soares
Segundo coorientador: Soares, Carlos Pedro Boechat
Primeiro avaliador: Leite, Hélio Garcia
Segundo avaliador: Soares, Vicente Paulo
Terceiro avaliador: Meira Neto, João Augusto Alves
Quarto avaliador: Coelho, Danilo José da Silva
Abstract: Este estudo teve como objetivos agrupar as Unidades de Trabalho (UT) da Unidade de Produção Anual (UPA) em classes homogêneas de estoque e analisar a composição florística e as estruturas horizontal e diamétrica por classe de estoque e grupo de uso comercial. Objetivou-se também analisar o crescimento das árvores sobreviventes em diâmetro, área basal e volume por classe de estoque volumétrico, por espécie, grupo de espécie e classe de tamanho em um período de monitoramento de dois anos, com duas medições. A base de dados utilizada foi cedida, mediante convênio, pela empresa Orsa Florestal. A área estudada, de aproximadamente 545 mil hectares, localiza-se no município de Almeirim, Estado do Pará. Os dados foram provenientes dos inventários de prospecção e de monitoramento. No censo foram consideradas 469 UTs (250 x 400 m), perfazendo um total de 4.690 hectares, tendo sido inventariadas árvores com DAP ≥ 35,0 cm. No inventário florestal contínuo foram monitoradas 12 parcelas quadradas com 100 m de lado dentro da UPA-02, onde foram amostrados indivíduos arbóreos com DAP ≥ 10,0 cm. A aplicação das análises de agrupamento e discriminante para estratificar a floresta em classes de estoque volumétrico foi muito eficiente e relativamente simples de executar. A riqueza e a abundância de espécies foram muito elevadas no censo, o que propiciou estimativas de diversidade pelo índice de Shannon bem elevadas, porém realísticas, por se tratar de um censo. A distinção da floresta em classes mais homogêneas mostrou que para as condições da UPA-02 a prescrição da intensidade máxima de corte prevista em lei de 30 m³·ha-¹ é muito alta, resultando em estoque remanescente sem ou com baixo estoque de reservas de espécies com potencial, bom ou alto valor comercial. Assim, justifica-se a classificação da área de produção florestal em classes de estoque volumétrico, para melhor compreender a distribuição espacial do estoque comercial e pré-comercial dentro da unidade de manejo, no sentido de fornecer alternativas de manejo mais harmônicas com as condições de homogeneidade e variabilidade da floresta. Essa classificação permite também melhor planejamento e controle da produção, execução de tratamentos silviculturais e o monitoramento do crescimento mais eficiente através de parcelas permanentes distribuídas proporcionalmente às áreas de produção e variabilidade das classes de estoque. Comparadas ao censo, as parcelas permanentes não contemplaram a elevada riqueza de espécies comerciais exploradas na UPA-02, além de apresentar estimativas altas de crescimento em volume e área basal, o que não condiz com as pesquisas de monitoramento em florestas tropicais na região.
The objectives of this study were to group the Labor Units (Unidades de Trabalho UT) of the annual Production Unit (Unidade de Produção Annual UPA) into homogeneous classes of stock and analyze the floristic composition and the horizontal diametric structures by stock class and commercial use group. Also, the objective was to analyze the growth of the surviving trees by diameter, basal area and volume by class of volumetric stock, by species, by group of species and by size class over a monitoring period of two years, with two mensurations. Database used was given, through an agreement with the Orsa Florestal enterprise. The area studied, with about 545 thousand hectares, is located in the municipality of Almeirim, State of Pará, Brazil. Data were from prospection and monitoring surveys. In the census, a total of 469 UTs (250 x 400 m) were considered, totalizing 4,690 hectares, and trees with DBH ≥ 35.0 cm were surveyed. In the continuous forest inventory, 12 square blocks with a 100 m side inside the UPA-02 were monitored. There, arboreous individuals with DBH ≥ 10.0 cm were sampled. The application of cluster and discriminant analyses to stratify the forest in classes of volumetric stock was very efficient and rather easy to carry out. The richness and abundance of species were very high in the census, and provided quite high estimations of the diversity by the Shannon index, but realistic, because it was through a census. The distinction of the forest in more homogeneous classes showed that for the conditions of the UPA-02, the prescription of the maximum cutting intensity established by law of 30 m3.ha-1 is very high, resulting in a remaining stock without or with a low reserve stock of species with potential or of good or of high commercial value. Thus, it is justified to classify the forest production in classes of volumetric stock, to get a better understanding of the spatial distribution of the commercial and pre-commercial stocks in the management unit, to provide more balanced management alternatives under the conditions of homogeneity and variability of the forest. This classification is also a better planning and production control, the practice of silvicultural treatments and a more efficient monitoring of the growth through permanent plot proportionally distributed in the areas of production and the variability of the classes of stock. Compared to the census, the permanent blocks did not show the high richness of the commercial species exploited in the UPA-02, in addition to show high estimations of the growth in volume and also area, which do not agree with the monitoring researches in tropical forests of the region.
Palavras-chave: Floresta ombrófila densa
Estratificação volumétrica
Crescimento florestal
Floresta tropical
Dense umbrophilous forest
Volumetric stratification
Forest growth
Tropical forest
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::RECURSOS FLORESTAIS E ENGENHARIA FLORESTAL::MANEJO FLORESTAL
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Manejo Florestal; Meio Ambiente e Conservação da Natureza; Silvicultura; Tecnologia e Utilização de
Programa: Mestrado em Ciência Florestal
Citação: MEDEIROS, Rodrigo Marques de. Volumetric stratification and growth in a dense umbrophilous forest, Almeirim municipality, State of Pará. 2008. 87 f. Dissertação (Mestrado em Manejo Florestal; Meio Ambiente e Conservação da Natureza; Silvicultura; Tecnologia e Utilização de) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2008.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/2988
Data do documento: 29-Ago-2008
Aparece nas coleções:Ciência Florestal

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf949,11 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.