Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/2995
Tipo: Dissertação
Título: Relação solo-vegetação em mata ciliar do Rio Gualaxo do Norte, município de Mariana, Minas Gerais
Título(s) alternativo(s): Relationship soil-vegetation in riparian forest of River Gualaxo do Norte, municipal district of Mariana, Minas Gerais
Autor(es): Gonçalves, Iolanda de Sena
Primeiro Orientador: Dias, Herly Carlos Teixeira
Primeiro coorientador: Souza, Agostinho Lopes de
Segundo coorientador: Martins, Sebastião Venâncio
Primeiro avaliador: Paiva, Haroldo Nogueira de
Segundo avaliador: Lima, Gumercindo Souza
Terceiro avaliador: Neri, Andreza Viana
Abstract: Este trabalho teve como objetivo conhecer a composição florística e a estrutura fitossociológica de um trecho vegetacional da microbacia do Rio Gualaxo do Norte, verificar se a distribuição das espécies pode estar correlacionada com fatores edáficos, determinar se há espécies de ocorrência restrita à área de depleção ciliar que possam ser indicadas para recuperação de matas ciliares e finalmente identificar a zona ripária através do comportamento fenológico das espécies à medida que estas se afastam do curso d água. Para isso, amostrou-se um hectare dividido em três blocos com declividades diferentes. Todos os indivíduos com circunferência do tronco a 1,30m do solo maior ou igual a 15 cm foram registrados e identificados. Foram coletadas amostras de solo e submetidas a análise química. Para relacionar as características edáficas com a vegetação utilizou-se a Análise de Correspondência Canônica. Para delimitar a Zona Ripária atravás de caraterísticas fenológicas da vegetação foram selecioinadas cinco espécies, Inga sessilis, Croton floribundus, Cupania vernalis, Hyeronimia alchorneoides e Dalbergia nigra. Para cada espécie selecionada para a avaliação fenológica, foi escolhido a fenofase de maior intensidade no período avaliado. O levantamento florístico relacionou um total de 109 espécies distribuídas em 82 gêneros e 32 famílias botânicas. As famílias que apresentaram maior número de espécies foram: Fabaceae (24), Rubiaceae (10), Lauraceae (8), Myrtaceae e Euphorbiaceae (7), Annonaceae (6) e Flacourticace (5), as quais constituíram aproximadamente (61,5%) do número total de espécies identificadas. As dez espécies de maior valor de importância foram: Croton floribundus, Inga sessilis, Hyeronima alchorneoides, Casearia sp., Criptocarya aschersoniana, Platypodium elegans, Cupania vernalis, Cecropia glasiovi, Pseudopiptadenis contorta e Casearia gossypioaperma, totalizando 32,9% dos indivíduos amostrados, sendo o restante, 67,1%, distribuídos entre 99 espécies. O índice de Shannon (H ) foi de 4,18 e equabilidade (J ) de 0,89. A análise de correspondência canônica (CCA) indicou que variações na fertilidade química, acidez do solo e altitude ao longo do gradiente topográfico estão influenciando a distribuição da vegetação arbórea ao longo do gradiente topográfico. S. terebinthifolius, O. pulchella, C. sylvestris, R. longifolia, D. cuneatus, M. stiptatum, T. granulosa, O. odorifera, V. piptocarphoides, D. villosa, Vismia sp., e M. aculeatum estão correlacionadas com solos menos ácidos, mais férteis e mais próximos ao rio, apresentando potencial para a restauração florestal em áreas ciliares. As espécies de Cupania vernalis e Inga sessilis, não apresentaram no período das observações uma característica fenológica evidente. A proximidade do rio influenciou a floração das espécies H. achorneoides e C. Floribundus, tendo o nível do lençol freático como fator variável nessas regiões. A queda de Folhas de D. nigra não sofre influência evidente do nível do lençol freático. Embora exista uma evidente relação da proximidade do rio com a floração das espécies H. alchorneoides e C. floribundus, esses dados não são suficientes para delimitar a Zona Ripária local, mas isto sugere que estudos mais prolongados poderão indicar uma área de maior interação com a fenologia de algumas espécies.
The objetctives of this work were to study the floristics and phytossociologic structure of the arboreous vegetation of a section of riparian forest in the River Gualaxo do Norte, to determine the distribution of arboreous species of the riparian could be correlated with soil factors and to indicate species for the reclamation of riparian forests, to verify the phenological variation of the vegetation in relation to the proximity of the channel of the river and finally to identify the riparian zone through the behavior phenological of the species as these they stand back of the course of water. For that, sampling was made one hectare divided in three blocks with different steepness. All of the individuals with a trunk circumference at 1,30m above ground equal to on greater then 15 cm werw recorded. Simple samples of soil were collected (0 - 20 cm of depth), that soon afterwards were submitted to the chemical analysis. The ordination of the soil and vegetation data was accomplished by the analysis of canonical correspondence. The species used for analyses phenologicals were Inga sessilis, Croton floribundus, Cupania vernalis, Hyeronimia alchorneoides and Dalbergia nigra. For each species selected for the phenological evaluation, it was chosen the stage phenological of larger intensity in the appraised period. The floristic survey related a total of 109 species distributed in 82 genera and 32 botanical families. The families that presented larger number of species were: Fabaceae (24), Rubiaceae (10), Lauraceae (8), Myrtaceae and Euphorbiaceae (7), Annonaceae (6) and Flacourticace (5), which constituted approximately 61,5% of the total number of identified species. The ten species of larger value of importance were: Croton floribundus, Inga sessilis, Hyeronima alchorneoides, would Sew buttonholes sp., Criptocarya aschersoniana, Platypodium elegans, Cupania vernalis, Cecropia glasiovi, Pseudopiptadenis contorta and Casearia gossypioaperma, totaling 32,9% of the individuals registered, being the remaining, 67,1%, distributed among 99 species. The Shannon índex (H') was 4,18 and equability (J') was 0,89. The analysis of canonical correspondence (CCA) that indicated that variations in the chemical fertility, acidity of the soil and height along the topographical gradient are influencing the distribution of the arboreous vegetation along the topographical gradient. S. terebinthifolius, O. pulchella, C. sylvestris, R. longifolia, D. cuneatus, M. stiptatum, T. granulosa, O. odorifera, V. piptocarphoides, D. villosa, Vismia sp., and M. aculeatum are correlated with soils less acid, more fertile and closer to the river, presenting potential for the forest restoration in riparian zones. The species of Cupania vernalis and Inga sessilis, didn't present in the period of the observations an evident stage phenological. The proximity of the river influenced the flowering of the species H. achorneoides and C. Floribundus, tends the level of the sheet freático as variable factor in those areas. The fall of leaves of D. nigra doesn't suffer evident influence of the level of the ground water table. Although an evident relationship of the proximity of the river exists with the flowering of the species H. alchorneoides and C. floribundus, those data are not enough to delimit the riparian zone, but this suggests that more lingering studies can indicate an area of larger interaction with the phenology of some species.
Palavras-chave: Hidrologia florestal
Zona ripária
Fenologia
Forest hydrology
Riparian zone
Phenology
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::RECURSOS FLORESTAIS E ENGENHARIA FLORESTAL::CONSERVACAO DA NATUREZA
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Manejo Florestal; Meio Ambiente e Conservação da Natureza; Silvicultura; Tecnologia e Utilização de
Programa: Mestrado em Ciência Florestal
Citação: GONÇALVES, Iolanda de Sena. Relationship soil-vegetation in riparian forest of River Gualaxo do Norte, municipal district of Mariana, Minas Gerais. 2009. 81 f. Dissertação (Mestrado em Manejo Florestal; Meio Ambiente e Conservação da Natureza; Silvicultura; Tecnologia e Utilização de) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2009.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/2995
Data do documento: 20-Fev-2009
Aparece nas coleções:Ciência Florestal

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf2,12 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.