Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/3052
Tipo: Dissertação
Título: Crescimento de povoamentos de eucalipto não-desbastados
Título(s) alternativo(s): Growth of non-thinned Eucaliptus stands
Autor(es): Demolinari, Raul de Abreu
Primeiro Orientador: Soares, Carlos Pedro Boechat
Primeiro avaliador: Leite, Hélio Garcia
Segundo avaliador: Souza, Agostinho Lopes de
Terceiro avaliador: Nogueira, Gilciano Saraiva
Quarto avaliador: Silva, Gilson Fernandes da
Abstract: O presente estudo foi realizado com o objetivo de analisar o crescimento de povoamentos de eucalipto não-desbastados, mais especificamente os componentes do crescimento: ingresso, mortalidade e o crescimento propriamente dito, em termos do número de árvores por hectare; as variáveis do povoamento (área basal, volume, altura e diâmetro quadrático) e a estrutura diamétrica dos povoamentos. Para isso, foram utilizados dados de inventários florestais contínuos de plantações clonais de híbridos de Eucalyptus urophylla x E. grandis, provenientes da empresa JARI CELULOSE S/A, no estado do Pará, sendo selecionadas um total de 63 parcelas permanentes, igualmente distribuídas em três condições de capacidade produtiva (Alta, Média e Baixa). Após as análises, verificou-se que: a) as variáveis do povoamento diâmetro quadrático (q), área basal por hectare (B/ha), volume total com e sem casca por hectare (V/ha), altura dominante (Hd) e altura total (Ht) possuem relação direta com a capacidade produtiva, com diferentes taxas de crescimento ao longo do tempo; b) a competição entre plantas começa mais cedo nos melhores sítios, implicando em uma estagnação precoce do crescimento; c) existe uma relação direta entre o tamanho das árvores e a dinâmica de crescimento. Árvores maiores, em uma idade inicial, atingem tamanhos maiores em idades futuras. Por outro lado há uma maior probabilidade das árvores morrerem nas menores classes de diâmetro; d) o número de árvores sobreviventes no local de maior produtividade é maior nos primeiros anos após o plantio. Contudo, com o passar do tempo, esse comportamento se inverteu, haja vista que a competição entre plantas se iniciou mais cedo; e) a mortalidade tendeu a ser normalmente distribuída nas menores classes diamétricas independentemente da idade do povoamento e de classe de produtividade; f) A mortalidade ocorreu principalmente nas árvores que não mudaram de classe diamétrica, ou seja, árvores com baixa taxa de crescimento; g) o ingresso de árvores nas menores classes diamétricas ocorreu independentemente da capacidade produtiva e da idade do povoamento. Contudo, o número de árvores que ingressaram foi muito pequeno; h) O modelo de PIANNAR e SCHIVER (1981), ajustou-se bem aos dados das variáveis do povoamento, demonstrando flexibilidade do modelo, para descrever o comportamento das variáveis.
This study was carried out with the objective to evaluate the growth of a non-thinned Eucalyptus stand and, more specifically, to evaluate the growth of the components: ingrowths, mortality, and stand growth in terms of number of trees per hectare over time; the behavior of stand variables and the changes of stand diameter classes over time using transition probability matrixes. In order to acomplish that, data from continuous forest inventory obtained from cloned E. urophylla x E. grandis hybrid stands from the JARI CELULOSE S/A company, in Pará State, Brazil were used. Sixty three permanent plots even distributed in terms of productivity capacity (High, Medium and Low) were selected. After the analysis, some conclusions were taken: a) the stand medium diameter variables (q), basal area per hectare (B/ha), total volume with (Vc/c/ha) and without bark (Vs/c/ha) per hectare, dominant height (Hd) and total height (Ht) have a direct relationship with different growth rates over time; b) the competition between plants starts earlier in the best sites, implying earlier stagnation of growth; c) a direct relationship exists between the tree size and growth dynamics. Bigger trees, in an young age, reach a higher height in older ages. Consequently, the probability of death is higher in the small diameter classes; d) the number of surviving trees in the highest productivity site is greater in the first years after planting. Nevertheless, with time, this behavior reversed due to the start of competition process; e) the mortality tended to be normally distributed; f) The mortality occurred almost in trees that did not changed diameter class, i. e., for trees with lower growth rates; g) the ingrowths in the smaller diameter classes occurred independently of the site productivity capacity and stand ages. Nevertheless, few trees ingrowths; h) the PIANNAR & SCHIVER model was fitted well to the data, showing it s high flexibilit.
Palavras-chave: Eucalipto
Crescimento
Populações
Modelos matemáticos
Inventário florestal
Eucaliptus
Stands
Growth
Mathematical models
Forest inventory
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::RECURSOS FLORESTAIS E ENGENHARIA FLORESTAL::MANEJO FLORESTAL
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Manejo Florestal; Meio Ambiente e Conservação da Natureza; Silvicultura; Tecnologia e Utilização de
Programa: Mestrado em Ciência Florestal
Citação: DEMOLINARI, Raul de Abreu. Growth of non-thinned Eucaliptus stands. 2006. 81 f. Dissertação (Mestrado em Manejo Florestal; Meio Ambiente e Conservação da Natureza; Silvicultura; Tecnologia e Utilização de) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2006.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/3052
Data do documento: 7-Fev-2006
Aparece nas coleções:Ciência Florestal

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf574,78 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.