Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/3119
Tipo: Dissertação
Título: Dinâmica e sucessão de um fragmento de Floresta Atlântica
Título(s) alternativo(s): Dynamics and succession in a fragment of Atlantic forest
Autor(es): Peloso, Ricardo Vieira Del
Primeiro Orientador: Souza, Agostinho Lopes de
Primeiro coorientador: Neri, Andreza Viana
Segundo coorientador: Soares, Carlos Pedro Boechat
Primeiro avaliador: Soares, Vicente Paulo
Segundo avaliador: Meira Neto, João Augusto Alves
Abstract: O presente trabalho objetivou avaliar a dinâmica do estrato arbóreo e da cobertura florestal de uma Floresta Estacional Semidecidual Montana, domínio Atlântico, em Viçosa, MG. Foram estudadas as mudanças na sucessão natural, na composição florística, nas estruturas fitossociológica e paisagem. A dinâmica do componente arbóreo foi avaliada por meio de inventário florestal contínuo em dois blocos de 1 ha de parcelas contíguas localizadas em diferentes locais na floresta. Já a dinâmica da paisagem foi analisada por meio de índices de ecologia da paisagem, utilizando imagens aéreas dos anos 1963, 1985, 1998 e 2007 em um sistema de informações geográficas. O local 1 tem face de exposição voltada para oeste-sudoeste e declividade chegando a 45º e o local 2 tem face voltada para norte-nordeste e declividade menor que 45º. No local 1, foram feitas 4 medições nos anos 1984, 1998, 2003 e 2011, totalizando período de 27 anos de monitoramento. Já no local 2, foram feitas 3 medições nos anos 1993, 2004 e 2011, totalizando 18 anos de monitoramento. O número total de espécies foi de 90, em 1984, para 85, em 2011, no local 1, enquanto no local 2 o número de espécies se manteve em 131 entre 1993 e 2011, apesar de não serem as mesmas espécies. A densidade total de indivíduos foi de 1453 para 1542 entre 1984 e 2011 no local 1 e de 1291 para 1273 entre 1993 e 2011 no local 2. A predominância de espécies secundárias inicias foi evidente nos dois locais, com 51,1 % em 1984 e 52,4 % em 2011 no local 1 e 43,7 % das espécies em 1993 e 45,0 % em 2011 no local 2. Já a proporção de espécies secundárias tardias no local 1 foi de 32,2 % em 1984 e 31,0 % em 2011 e no local 2 foi de 31,1 % em 1993 e 30,5 % em 2011. O índice de diversidade de Shannon diminuiu no local 1 ao longo do monitoramento, com valor inicial de 3,15 nats.ind-1 em 1984 e final de 2,77 nats.ind-1 em 2011. Por outro lado, o local 2 teve maior estabilidade, com índice de Shannon constante durante todo o período de monitoramento, com valor final de 3,96 nats.ind-1 em 2011, valor próximo à média observada em diversos estudos em tipologia florestal semelhante no domínio Atlântico. As espécies que se destacaram na floresta, segundo o valor de importância, foram: Sorocea bomplandii, Anadenanthera peregrina¸ Casearia ulmifolia, Protium warmingiana, Apuleia leiocarpa, Trichilia pallida, Trichilia lepidota, Piptadenia gonoacantha, Allophylus edulis e Prunus sellowii. A espécie S. bomplandii apresentou valor de importância de 23,5 % em 2011 no local 1, com alta densidade em todo o período monitorado e alto valor positivo de taxa de mudança, chegando a 604 indivíduos em 2011. O volume total de fitomassa no local 1 foi de 250,208 m³ em 1984 para 344,880 em 2011, com incremento periódico anual médio (IPAm) de 5,671 m³.ha-1.ano-1. Já no local 2, o volume foi de 180,653 m³ em 1993 para 333,843 m³ em 2011 e IPAm de 9,124 m³.ha-1.ano-1. A análise da dinâmica da paisagem mostra que o local 1 ainda não fazia parte do núcleo da mata em 1963, enquanto o local 2 sim, indicando que o local 1 encontra-se a menos tempo em regeneração quando comparado ao local 2, o que pode explicar a maior maturidade do local 2 e consequentemente, maior estabilidade em todos os parâmetros estruturais analisados. A cobertura vegetal praticamente duplicou, com valor inicial de 47,13 ha em 1963 e 93,93 ha em 2007. A área nuclear da floresta, importante para a conservação da biodiversidade por estar protegida dos efeitos de borda, aumentou de 27,49 ha em 1963 para 65,51 ha em 2007. Apesar do aumento observado na área do fragmento, a forma teve pouca mudança, com índice de forma de 1,70 em 1963 e 1,77 em 2007. Estes resultados mostram que a restauração de baixo custo, com apenas a regeneração natural atuando, é viável. Em um período de aproximadamente 85 anos, desde o abandono da lavoura de café ali existente até os dias atuas, a floresta alcançou o estágio médio avançado de regeneração, com diversidade de espécies e fitofisionomia semelhante a outras Florestas Estacionais Semideciduais estudadas no Bioma Mata Atlântica.
The main goal of the present work was to evaluate the dynamics of the tree stand and the forest cover of a Semideciduous Seasonal Forest, Atlantic Dominion, Viçosa, MG. The natural succession, the phytosociologial structure and the landscape changes were investigated. The landscape dynamics were analyzed by selected landscape ecology metrics, using aerial and orbital images of the years 1963, 1985, 1998 and 2007 in a geographic information system. The dynamic of the inner forest structures was surveyed by a continuous forest inventory in two blocks of 1 ha each, with use of contiguous plots located at two different in the forest. Site 1 has south-southwest solar exposure and a slope reaching 45º. Site 2 has a north-northeast solar exposure and a slope not reaching 45º. At site 1, four measurements were taken in 1984, 1998, 2003 and 2011, totaling a 27 year monitoring period. At site 2, three measurements were made in 1993, 2004 end 2011, totaling a monitoring period of 18 years. The total species richness at site 1 was 90 in 1984 and 85 in 2011, while at site 2 the number of species maintained at 131 from 1993 to 2011, although the species composition changed. The total tree population increased from 1453 to 1542 individuals between 1984 and 2011 at site 1 and decreased from 1291 to 1273 between 1993 and 2011 at site 2. The predominance of early secondary species was evident at both sites, with 51.1 % of the species at site 1 in 1984 and 52.4 % in 2011 and, at site 2, 43.7 % in 1993 and 45 % in 2011. The proportion of late secondary species was 32.2 % in 1984 and 31 % in 2011 at site 1, and at site 2 was 31.1 % in 1993 and 30.5 % in 2011. The Shannon s diversity index decreased along the monitoring period at site 1, going from 3,15 nats.ind-1 in 1984 e to 2,77 nats.ind-1 in 2011. On the other hand, site 2 was more stable, with a final value of 3,96 nats.ind-1 in 2011, which is about the average value observed in several studies in similar forest type in the Atlantic Dominion. The most important species in the forest, according to importance value, were: Sorocea bomplandii, Anadenanthera peregrina¸ Casearia ulmifolia, Protium warmingiana, Apuleia leiocarpa, Trichilia pallida, Trichilia lepidota, Piptadenia gonoacantha, Allophylus edulis and Prunus sellowii. The species Sorocea bomplandii showed a high importance value of 23.5 % in 2011 at site 1, with a high and rising population during all the monitoring period. The total phytomass volume at site 1 went from 250.208 m³ in 1984 to 344.880 m³ in 2011, with an average periodic growth of 5.671 m³.ha-1.year-1. At site 2, the total phytomass volume went from 180.653 m³ to 333.843 m³ between 1993 and 2011, with an average periodic growth of 9.124 m³.ha-1.year-1. The landscape dynamics analysis shown that site 1 still wasn t part of the forest s core area in 1963 and that site 2 was, which indicates that site 1 has a minor regeneration period compared to site 2, and therefore more stability in all analyzed parameters. The forest cover virtually duplicated, going from 47.13 ha to 93.93 ha between 1963 and 2007. The forest core area, important for the conservation of biological diversity, increased from 27.49 ha in 1963 to 65.51 ha in 2007. Despite the increment in area, the shape of the forest had little change, with the shape index of 1.70 in 1963 and 1.77 in 2007. The results of these work show that a low cost restoration of an Atlantic Forest is possible. In a period of 85 years, since the coffee culture crops were abandoned, to the present day, the forest reached an intermediateadvanced successional stage, with species diversity and forest structures similar to those observed in other studied forests in similar typologies in the Atlantic Forest Biome.
Palavras-chave: Ecologia de paisagem
Fitossociologia
Dinâmica de paisagem
Floresta atlântica
Landscape ecology
Phytosociology
Landscape dynamics
Atlantic forest
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::RECURSOS FLORESTAIS E ENGENHARIA FLORESTAL::MANEJO FLORESTAL
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Manejo Florestal; Meio Ambiente e Conservação da Natureza; Silvicultura; Tecnologia e Utilização de
Programa: Mestrado em Ciência Florestal
Citação: PELOSO, Ricardo Vieira Del. Dynamics and succession in a fragment of Atlantic forest. 2012. 187 f. Dissertação (Mestrado em Manejo Florestal; Meio Ambiente e Conservação da Natureza; Silvicultura; Tecnologia e Utilização de) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2012.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/3119
Data do documento: 3-Set-2012
Aparece nas coleções:Ciência Florestal

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf5,8 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.