Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/3168
Tipo: Dissertação
Título: Propagação vegetativa do vinhático (Plathymenia foliolosa Benth) por miniestaquia
Título(s) alternativo(s): Vegetative propagation of vinhático (Plathymenia foliolosa Benth) for mini-cuttings
Autor(es): Neubert, Victor de Freitas
Primeiro Orientador: Xavier, Aloisio
Primeiro coorientador: Paiva, Haroldo Nogueira de
Segundo coorientador: Dias, Poliana Coqueiro
Primeiro avaliador: Dias, José Maria Moreira
Abstract: Este trabalho teve como objetivo geral o estudo da propagação vegetativa do vinhático (Plathymenia foliolosa) via miniestaquia e como objetivos específicos avaliar: 1) a germinação das sementes de seis progênies de vinhático (Plathymenia foliolosa); 2) a produção de brotações e a sobrevivência de minicepas em minijardim clonal; 3) o efeito da redução foliar das miniestacas no enraizamento e crescimento das mudas de progênies de vinhático (Plathymenia foliolosa) via miniestaquia; e 4) a influência do tipo de miniestaca e do efeito de dosagens de AIB no enraizamento de vinhático (Plathymenia foliolosa). Foram utilizadas como minicepas mudas originadas de propagação via seminífera, utilizando sementes de seis progênies de vinhático (Plathymenia foliolosa Benth), oriundas dos municípios de Laranjal (P01), Reduto (P03), Brás Pires (P19), Porto Firme (P21), Ponte Nova (P45) e Amparo da Serra (P53). As sementes foram pré-tratadas com ácido sulfúrico por 10 minutos e, em seguida, semeadas. Aos 30 dias após a semeadura, foi avaliada a taxa de germinação. O minijardim clonal foi constituído por minicepas em sistema semi-hidropônico, obtidas pela propagação seminífera das seis progênies de vinhático (Plathymenia foliolosa). As mudas foram transplantadas no espaçamento de 10 x 10 cm, contendo um total de 96 minicepas por progênie. A nutrição mineral das minicepas foi feita por fertirrigação por gotejamento aplicada três vezes ao dia, numa vazão total diária de 4 L m -2. Na avaliação da influência da redução foliar no enraizamento de vinhático, foram utilizadas miniestacas da parte apical com altura variando de 8 a 10 cm de comprimento, sendo os tratamentos constituídos por 100% de redução foliar (sem folha), com 75% de redução foliar e sem redução foliar. O enraizamento das miniestacas foi feito utilizando um período de permanência de 60 dias em casa de vegetação climatizada, com a aclimatação em casa de sombra por 15 dias, seguida da transferência para a área de pleno sol, onde se procedeu à avaliação final para as miniestacas, aos 90 dias. Para avaliação da aplicação de AIB nas dosagens 0, 20.000, 40.000 e 60.000 mg L-1 e dos tipos de miniestacas (apical e intermediária), elas permaneceram 100 dias na casa de vegetação. As progênies P19 e P03 apresentaram as maiores taxas de germinação (88,3% e 87,7%, respectivamente) e as progênies P01 (54,8%) e P45 (47,7%), os menores valores. Quanto à sobrevivência das minicepas em minijardim clonal, após a quarta coleta sucessiva de miniestacas, as progênies P3 e P19 apresentaram os maiores percentuais de sobrevivência (64,5% e 61,5%, respectivamente), enquanto as progênies P1 (32,3%) e P45 (25%), os menores valores observados quanto a essa avaliação. O número médio de miniestacas/minicepa/coleta produzidas variou de 0,8 (progênie 53) a 4,8 (progênie 01), sendo a produtividade média das minicepas/m2 de 120 miniestacas por coleta. Quanto à influência da redução foliar das miniestacas no enraizamento adventício, os tratamentos sem redução foliar e com 75% de redução não apresentaram diferenças significativas entre si, no entanto, foi observada 100% de mortalidade das miniestacas quando feita a redução total da folhas. Com base nos resultados, pode-se concluir que as progênies apresentaram heterogeneidade na taxa de germinação e respostas diferenciadas quanto ao potencial produtivo das minicepas nas coletas sucessivas de miniestacas, que a manutenção das folhas é importante para o enraizamento e a sobrevivência de miniestacas, destacando-se a não redução foliar das miniestacas, devido, principalmente, à praticidade operacional e à otimização no tempo. A sobrevivência das miniestacas foi influenciada pelo tipo de miniestaca e pela aplicação do AIB.
This work had as main objective the study of vegetative propagation via mini-cutting vinhático and specific objectives: 1) evaluate the germination of six progenies of Plathymenia foliolosa; 2) Evaluate the production and survival of the mini-stumps in mini-clonal hedge; 3) evaluate the effect of reduction of leaves of mini-cuttings on rooting and seedling growth of progenies of Plathymenia foliolosa by mini-cutting; and 4) evaluate the type influence of mini-cuttings and the effects of doses of IBA on rooting Plathymenia foliolosa. Plants originated from the propagation of seminiferous were used as mini-stumps and six seed progenies of vinhático (Plathymenia foliolosa Benth) collected from Laranjal (P01), Reduto (P03), Braz Pires (P19), Porto Firme (P21), Ponte Nova (P45) and Amparo do Serra (P53) municipalities were used. The seeds were pre-treated with sulfuric acid for 10 minutes and then taken to germinate. At 30 days after germination, the germination rate was evaluated. The clonal mini-hedges consisted of mini-stumps in semi-hydroponic system, obtained by seminiferous propagation from six progenies of Plathymenia foliolosa. The seedlings were transplanted at a spacing of 10 x 10 cm, containing a total of 96 mini-stumps per progeny. The mineral nutrition of mini-stumps consisted of drip fertirrigation applied three times daily at a total daily flow rate of 4 L m -2. Mini-cuttings form apical part were used to evaluate the influence of leaf reduction on rooting of vinhático with 10 cm long, with treatments consisting of 100% reduction of leaf (without leaf), with 75% reduction of leaf and treatment without leaf reduction. The rooting of the shoots was performed using a remaining term of the plant material in the acclimatized greenhouse for 60 days, with acclimation in shade house for 15 days, followed by transfer to the area of full sun, where it was made a final assessment for the cuttings at 90 days. To evaluate the application of IBA at doses (0, 20.000, 40.000 and 60.000 mg L-1) and types of mini-cuttings (apical and intermediate), the cuttings remained 100 days in the greenhouse. The P19 and P03 progenies had the highest germination rates (88,3 % and 87,7 %, respectively) and P01 (54,8 %) and P45 progeny (47,7%) had the lowest values obtained. As for the survival of mini-stumps in clonal mini- hedges after the fourth successive cuttings collection, P3 and P19 progenies showed the highest survival percentages (64,5 % and 61,5%, respectively), while progeny P1 (32,3 %) and P45 (25%) showed the lowest values observed for this evaluation. The average number of mini-cuttings/mini-stump/collection produced ranged from 0.83 (progeny 53) to 4.8 (progeny 01), and the average productivity of 120 m2 mini-stumps mini-cuttings per collection. As for the influence of reduction of leaves of adventitious rooting in mini-cuttings, foliar treatments without reduction and 75% reduction showed no significant differences, however, 100% mortality was observed when the mini-cuttings had total reduction in leaves. Based on the results, it can be concluded that: progeny showed heterogeneity in the rate of germination; Progenies showed different responses to the productive potential of mini-stumps in successive collections of cuttings. The maintenance of the leaves is important for the survival and rooting of mini-cuttings, especially the reduction of non-leaf mini-cuttings, mainly due to the operational usability and optimization time. The survival of the mini- cuttings was influenced by its type and by the implementation of AIB.
Palavras-chave: Plantas - Propagação por estaquia
Enxertia
Sementes - Germinação
Plants - Propagation by cuttings
Grafting
Seeds - Germination
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::RECURSOS FLORESTAIS E ENGENHARIA FLORESTAL::SILVICULTURA
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Manejo Florestal; Meio Ambiente e Conservação da Natureza; Silvicultura; Tecnologia e Utilização de
Programa: Mestrado em Ciência Florestal
Citação: NEUBERT, Victor de Freitas. Vegetative propagation of vinhático (Plathymenia foliolosa Benth) for mini-cuttings. 2014. 48 f. Dissertação (Mestrado em Manejo Florestal; Meio Ambiente e Conservação da Natureza; Silvicultura; Tecnologia e Utilização de) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2014.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/3168
Data do documento: 29-Ago-2014
Aparece nas coleções:Ciência Florestal

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf293,09 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.