Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/3184
Tipo: Dissertação
Título: Análise econômica de dois sistemas de descascamento de madeira de eucalipto
Título(s) alternativo(s): Economic analysis of two systems of descascamento of eucalyptus wood
Autor(es): Miranda, Gabriel de Magalhães
Primeiro Orientador: Silva, Márcio Lopes da
Primeiro avaliador: Machado, Carlos Cardoso
Segundo avaliador: Fiedler, Nilton César
Terceiro avaliador: Soares, Carlos Pedro Boechat
Quarto avaliador: Minette, Luciano José
Abstract: O presente trabalho teve como objetivo a análise de dois sistemas de descascamento de madeira de eucalipto, utilizados por empresas florestais brasileiras, com o intuito de identificar o mais vantajoso do ponto de vista econômico. Os sistemas avaliados foram o fixo, composto por um descascador industrial de tambor, e um móvel, composto por trator agrícola adaptado com descascador de rotor com facas rotativas. Foram avaliadas também três alternativas de uso da casca. A parte do estudo referente a coleta de dados de volume e amostras para análise laboratorial foi realizada em áreas da empresa COPENER FLORESTAL LTDA; localizada na região norte da Bahia. A espécie usada para o estudo foi o híbrido Eucalyptus urophilla x Eucalyptus grandis. A amostragem foi feita em dois talhões, escolhidos aleatoriamente, onde foram identificadas 13 classes de diâmetro, sendo abatidas e cubadas duas árvores de cada classe, uma em cada talhão, num total de 26 árvores. Em cada uma dessas árvores, foram retirados anéis de casca nas posições, de 0, 25, 50, 75 e 100% da altura comercial, para a determinação dos teores de umidade, nutrientes, do poder calorífico e da densidade. Em outra etapa, foi enviado às empresas um questionário, abordando as principais questões envolvidas com o descascamento da madeira. Com os dados da cubagem rigorosa, da análise laboratorial e do questionário, foram obtidas as seguintes estimativas: volume total do tronco: 489,02 m3/ha; volume de casca: 49,42 m3/ha; percentual de casca: 10,1%; densidade da casca: 270 kg/m3; biomassa: 13,6 t/ha; umidade: 59,58%; poder calorífico: 3550 kcal/kg; custo de transporte: R$0,0356/m3/km; custo de carregamento e descarregamento: R$1,38/m3; custo do descascamento móvel de R$4,65/m3 e fixo de R$2,00/m3; capacidade de aproveitamento em composto orgânico: 60% do volume; capacidade produtiva em energia elétrica: 500 kwh/m3; teor de taninos: 14,7%; e quantidade de nutrientes em 30 kg de casca: N = 97,17 g, P = 8,60 g, K = 85,72 g, Ca = 754,96 g e Mg = 88,00 g. Estes valores possibilitaram estimar as quantidades de fertilizantes necessárias para reposição, sendo: sulfato de amônio = 486,00 g; superfosfato simples = 218,89 g; cloreto de potássio = 36,21 g; e calcário dolomítico (Ca e Mg) = 3523,33 g, resultando em acréscimo de R$0,46/m3 no custo da madeira. No que diz respeito às partes operacionais dos sistemas, observou-se que o descascamento móvel pode promover redução do custo de transporte, carregamento e descarregamento, no mesmo percentual do volume de casca. No entanto, o custo de descascamento móvel é bastante elevado, fazendo com que, do ponto de vista econômico, para as condições estudadas, este sistema saia em desvantagem. Para o percentual de casca observado, a distância de transporte que equipara os dois sistemas em custos é de 255 km. Os usos alternativos mostraram, em 30 kg de casca, valores de receita de R$10,24, em energia elétrica e de R$6,20 para a extração de taninos. Os resultados observados possibilitaram concluir que: pela situação atual, o sistema fixo é economicamente mais vantajoso que o sistema móvel para o raio de 100 km, tomado como referência; o fator determinante dessa situação é o custo do descascamento móvel bastante superior ao fixo; distâncias inferiores à distância de equiparação favorecem o sistema fixo, enquanto as superiores favorecem o sistema móvel; e as alternativas de uso da casca apresentam receitas que podem amortizar parte dos custos da madeira.
The objective of this work was to analyze the two systems of the eucalyptus wood peeling, utilized by the Brazilian forest companies, with the purpose to identify the most advantageous in the economical point of view. The evaluated systems were the fixed system, composed by a barrel of industrial peeling, and a mobile, composed by an agricultural tractor modified with a rotor peeling with rotative knives. Also were evaluated three alternatives of the use of the peel. The part of the study referring to the collect of the volume data and the laboratorial analyzes of the samples were realized by the COPENER FLORESTAL LTDA; situated in the northeast region from Bahia. The specimen utilized to the study was the hybrid Eucalyptus urophilla x Eucalyptus gradis. The sampled was made in two cutting pieces, choose aleatory, where were identified 13 diameters classes, were abated and cube two trees of each specimen, one in each cutting piece, in a total of 26 trees. In each of these trees, were removed peel rings in positions of 0, 25, 50, 75 and 100% of the commercial summit, to determine the humidity texts, nutrients, the calorific power and the density. In other stage, was sent a questionnaire to the companies, approaching the main questions about the wood peeling. With the data of the rigorous cube, laboratorial analyses and the questionnaire, were obtained the follow estimatives: total volume of the trunk: 489,02 m3/ha; peel volume: 49,42 m3/ha; peel perceptual: 10,1%; peel density: 270 kg/m3; biomaterial: 13,6 t/ha; humidity: 59,58%; calorific power: 3550 kcal/kg; transportation cost: R$ 0,0356 /m3/Km; shipment and discharge cost: R$1,38/m3; mobile peeling cost of R$4,65/ m3 and fixed of R$2,00/ m3; exploitation capacity of the organic compound: 60% of the volume; productive capacity in electrical energy :500 kwh/ m3 ; tannin texts: 14,7%; and quantity of nutrients in 30 kg of peel: N = 97,17 g, P = 8,60 g, K = 85,72 g, Ca = 754,96 g and MG = 88,00 g. These values facilitate the estimate the necessary quantity of fertilizer to replacement, such as: ammonium sulphate = 486,00 g; super phosphate simple= 218,89 g; potassium chloride = 36,21 g; and dolomitic calcareous (Ca and Mg) = 3523,33 g, resulting in increment of R$0,46/ m3 in the wood cost. Regarding to the operational parts of the system was observed that the mobile peeling could promote a decrease in the transport cost, shipment and discharge, in the same perceptual of the peel volume. However, the mobile peeling cost is elevated, doing that, in the economic point of view, for the studied conditions, this system stays in disadvantage. To the observed peel perceptual, the transportation distance that compares the both systems in cost is 255 Km. The alternative uses showed, in 30 kg of peel, revenue values of R$10,24, in electric energy and R$6,20 to the tannins extraction. The observed results facilitated to conclude that: by the current situation, the fixed system is economically more advantageous than the mobile system to a space of 100 Km, took as reference. The determinant factor of this situation is the mobile peeling cost that is superior to the fixed one. Inferior distances to the compared distance favors the fixed system, while the superiors favors the mobile system; and the alternatives of the use of the peel showed revenues that could amortize part of the cost of the wood.
Palavras-chave: Avaliação econômica
Descascamento
Usos alternativos
Economic analysis
Eucalyptus wood peeling
Alternative uses
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::RECURSOS FLORESTAIS E ENGENHARIA FLORESTAL::MANEJO FLORESTAL
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Manejo Florestal; Meio Ambiente e Conservação da Natureza; Silvicultura; Tecnologia e Utilização de
Programa: Mestrado em Ciência Florestal
Citação: MIRANDA, Gabriel de Magalhães. Economic analysis of two systems of descascamento of eucalyptus wood. 2000. 57 f. Dissertação (Mestrado em Manejo Florestal; Meio Ambiente e Conservação da Natureza; Silvicultura; Tecnologia e Utilização de) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2000.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/3184
Data do documento: 10-Fev-2000
Aparece nas coleções:Ciência Florestal

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf613,71 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.