Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/3206
Tipo: Dissertação
Título: Germinação e morfogênese in vitro de mogno (Swietenia macrophylla King)
Título(s) alternativo(s): Germination and morphogenesis in vitro of mahogany (Swietenia macrophylla King)
Autor(es): Couto, Juliana Margarido Fonseca
Primeiro Orientador: Pinheiro, Antônio Lelis
Primeiro avaliador: Otoni, Wagner Campos
Segundo avaliador: Martins, Sebastião Venâncio
Terceiro avaliador: Fonseca, ésio de Pádua
Quarto avaliador: Gomes, José Mauro
Abstract: O presente trabalho teve como objetivo desenvolver técnicas de regeneração in vitro a partir de segmentos de epicótilo, epicótilo invertido e explantes foliares provenientes de plântulas de mogno (Swietenia macrophylla) germinadas em meio de cultura e determinar a melhor concentração e tempo de exposição das sementes ao agente desinfestante, bem como a melhor posição de semeadura para germinação. As sementes foram desinfestadas, após a retirada do tegumento, em soluções com hipoclorito de sódio nas concentrações 0; 2,5 e 5,0% (v/v), mantidas embebidas por 10, 20, 30 e 40 minutos e inoculadas no meio em duas posições, sendo a posição 1 com a concavidade da parte achatada voltada para cima e na posição 2 com a concavidade da parte achatada voltada para baixo. Após a inoculação foram mantidas em sala de crescimento com temperatura e fotoperíodo controlado. O delineamento utilizado foi o inteiramente casualizado, em esquema fatorial 3 x 4 x 2 (níveis de hipoclorito x tempos de embebição x posição da semente), totalizando 24 tratamentos com 3 repetições. Foram realizados aos 12, 18, 24 e 30 dias avaliações de germinação e contaminação por microrganismos. De modo geral, os melhores tratamentos foram a desinfestação das sementes embebidas em 2,5 e 5% de hipoclorito de sódio por 30 e 20 minutos, respectivamente, e ambas inoculadas na posição 2, pois estas apresentaram a maior taxa de germinação (48%) e baixas taxas de contaminação. Com relação à posição, ocorreu diferença significativa aos 24 e 30 dias após inoculação, com as maiores médias para as sementes inoculadas na posição 2. Os explantes foliares foram inoculados em meio MS suplementado com diferentes concentrações do regulador de crescimento picloram (ácido 4-amino-3,5,6-tricloropicolínico, 0; 0,6; 1,2; 2,4 e 4,8 mg L-1) sendo avaliados aos 20, 30 e 40 dias o número de explantes calejados, intensidade de calejamento textura dos calos dos explantes. Ao final de 40 dias não se observou embriogênese, porém observou-se formação de calos compacto de coloração branca. Para os segmentos de epicótilo, inoculados em meio MS suplementado com combinações do regulador BAP (6-benzilaminopurina) e ANA (ácido a-naftalenoacético) também se observou calogênese na maioria dos explantes, com formação de calo compacto esverdeado nas extremidades do explantes. Os hipocótilos invertidos, inoculados em meio suplementado com BAP (0; 0,5; 1,0; 2,0 e 4,0 mg L-1) apresentaram emissão de brotação nos nós cotiledonares e em gemas preexistentes. Observou-se também neste tipo de explante uma alta taxa de oxidação na parte do explante em contato com o meio.
The objective of this work was to develop techniques of in vitro regeneration of mahogany (Swietenia macrophylla), through epicotyls segments, inverted epicotyls and leaf explants from mahogany plantlets germinated in culture medium. Also the best concentration and time for seeds sterilization and the sterilizing agent were determined, as well as the best sowing position of the seed for germination. After removing the teguments of the seeds, they were sterilized in sodium hipochlorite solutions on concentrations 0; 2,5 and 5,0% (v/v), keeping them soaked by 10, 20, 30 and 40 minutes and inoculated in the culture medium in two positions: a) position 1 - with the concavity of the flat part turned upward, and b) position 2 - with the concavity of the flat part turned down. After the inoculation the seeds were kept in growth room with controlled temperature and photoperiod. The factorial design was entirely casual, with 3 x 4 x 2 (sodium hipochlorite levels x times of soaking x position of the seed), totaling 24 treatments with 3 repetitions. The germination stage and microorganism contaminations were evaluated at 12, 18, 24 and 30 days after germination. In general, the best treatments were the seed sterilization soaked in 2,5 and 5% of sodium hipochlorite at 30 and 20 minutes, respectively, and both inoculated in the position 2, also these treatment presented the greatest germination rate (48%) and the lowest rates of microorganisms contamination. About position, it was detected a significant difference for the 24 and 30 days after inoculation, with the greatest averages for the seeds inoculated in the position 2. The leaf explants inoculated on MS culture medium supplemented with different concentrations of the growth regulator picloram (4-amino-3,5,6-tricloropicolinic acid, 0; 0,6; 1,2; 2,4 and 4,8 mg L-1) with the number of explants with callus, callusing intensity and callus texture, being evaluated at 20, 30 and 40 days. At the end of 40 days, embryogenesis was not observed, only formation of compact and white callus. For the epicotyl segments, inoculated in half MS supplemented with combinations of BAP (6-benzilaminopurine) and ANA (naphthalenacetic acid), calogenesis was observed in most of the explants, with formation of greenish compact callus in the extremities of the explants. The inverted hypocotyls, inoculated in half MS supplemented with BAP (0; 0,5; 1,0; 2,0 and 4,0 mg L-1) presented shoot elongation in the cotiledonary and preexistent knots. It was also observed in this explant type a discharge oxidation rate in the explant in contact with the culture medium.
Palavras-chave: Mogno
Cultivo in vitro
Germinação
Morfogênese
Swietenia macrophylla
Essências florestais
Propagação
Mahogany
In vitro culture
Germination
Morphogenesis
Swietenia macrophylla
Propagation
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::RECURSOS FLORESTAIS E ENGENHARIA FLORESTAL::SILVICULTURA
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Manejo Florestal; Meio Ambiente e Conservação da Natureza; Silvicultura; Tecnologia e Utilização de
Programa: Mestrado em Ciência Florestal
Citação: COUTO, Juliana Margarido Fonseca. Germination and morphogenesis in vitro of mahogany (Swietenia macrophylla King). 2002. 71 f. Dissertação (Mestrado em Manejo Florestal; Meio Ambiente e Conservação da Natureza; Silvicultura; Tecnologia e Utilização de) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2002.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/3206
Data do documento: 28-Mar-2002
Aparece nas coleções:Ciência Florestal

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf368,19 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.