Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/3255
Tipo: Dissertação
Título: Sistema nacional de inovação e desempenho do setor externo
Título(s) alternativo(s): National systems of innovation and external performance
Autor(es): Silva, Marcelo dos Santos da
Primeiro Orientador: Silva, Evaldo Henrique da
Primeiro coorientador: Fernandes, Elaine Aparecida
Segundo coorientador: Silva, Orlando Monteiro da
Primeiro avaliador: Toyoshima, Sílvia Harumi
Segundo avaliador: Braga, Marcelo José
Abstract: Este estudo possui como objetivo realizar duas formas de associação entre o grau de desenvolvimento tecnológico de 31 países da OCDE, representado pelo conceito dos Sistemas Nacionais de Inovação (SNI), e o desempenho de suas contas externas, reunindo balança comercial, transações correntes e exportação de bens de alto conteúdo tecnológico. As duas formas de associação são ranqueamento dos SNI e análise gráfica de dispersão, para os anos de 1997 e 2007, tratados independentemente. Em termos da realização destas associações, foram selecionadas nove variáveis representativas das instituições correlatas ao conceito restrito de Sistema Nacional de Inovação de Nelson (1993; 2006) – patentes, gastos em P&D, percentual de pesquisadores, acesso à internet, acesso a telefone, PIB per capita, gastos com educação, artigos publicados e crédito doméstico ao setor privado –, às quais foi aplicada a metodologia de Análise Fatorial via Componentes Principais. Dois índices inéditos foram estimados para análise das associações propostas, envolvendo: o uso dos escores fatoriais ortogonais gerados na Análise Fatorial; e regressão múltipla por mínimos quadrados ordinários (MQO) entre o primeiro índice e os valores das variáveis originais de sistema de inovação, respectivamente. O primeiro índice, denominado Índice Parcial de Desenvolvimento do Sistema, foi utilizado no ranqueamento. Este serviu de orientação para a investigação tabular sobre a relação desenvolvimento do SNI e desempenho econômico externo. O segundo, denominado Índice de Desenvolvimento do Sistema, foi utilizado na associação gráfica de dispersão. Os índices conseguiram captar muito bem as características de todos os SNI, permitindo revelar uma associação de mesma direção entre a análise por ranqueamento e a gráfica: a de que o aparato institucional nacional de fomento à geração e ao desenvolvimento de inovações e novas tecnologias não é fortemente correlacionado com o desempenho das contas externas consideradas, mesmo que todas as correlações sendo positivas. A correlação gráfica de dispersão entre ambos não chega a ser nula para os anos, mas decresce em magnitude considerável do ano de 1997 para o de 2007. Assim, o desenvolvimento tecnológico de cada um dos 31 países da OCDE, sintetizado nesta pesquisa pelo conceito de Sistemas Nacionais de Inovação, não é crucial ou absoluto na determinação dos saldos em balança comercial e transações correntes e no percentual de produtos de alta intensidade tecnológica exportados.
The aim of this research is to make two association forms between technological development rate of 31 OECD countries, based on National Innovation System (NIS) theory, and external accounts, represented by trade balance, current account and high-technology exports. The two association forms are NIS ranking and dispersion analysis for years 1997 and 2007 independently considered. In terms of these associations, nine representative variables of Nelson’s (1993; 2006) narrow NIS concept – patents, R&D expenditure, researches, internet penetration, telephone penetration, GPD per capita, education expenditure, published articles and domestic credit to private sector –, were selected and submitted to Factor Analysis with Principal Components. Two unpublished index were estimated for the proposed associations, involving orthogonal factor scores from Factor Analysis and multiple regression by OLS method among the first index and the NSI original variables, respectively. The first index, called Partial Development System, was used in the 31 NSI ranking. This index served in orientation to tabular inquiry about the relationship between NSI development and external performance. The second index, called Development System, was used in dispersion analysis. The indexes captured very well features of all NIS, revealing an association of same direction between ranking and graphics: the national institutional structure that promotes generation and development of innovations and new technologies is not strongly correlated with national external performance through all correlations are positive. The graphical correlation between both is not null for 1997 and 2007, but it decreases at considerable magnitude between them. Therefore, technological development of one country from OECD, represented in this research by NIS concept, is not crucial or absolute on determination of balances on trade balance and current account and high-technology exports.
Palavras-chave: Sistema nacional de inovação
Análise fatorial
Setor externo
OCDE
National systems of innovation
Factor analysis
External sector
OECD
CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ECONOMIA::ECONOMIA INDUSTRIAL
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Desenvolvimento econômico e Políticas públicas
Programa: Mestrado em Economia
Citação: SILVA, Marcelo dos Santos da. National systems of innovation and external performance. 2011. 111 f. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento econômico e Políticas públicas) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2011.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/3255
Data do documento: 15-Mar-2011
Aparece nas coleções:Economia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf1,03 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.