Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/3270
Tipo: Dissertação
Título: Os determinantes do IDE no Brasil e no México: uma análise empírica para o período de 1990 a 2010
Título(s) alternativo(s): The FDI determinants in Brazil and Mexico: an empirical analysis for the period 1990 to 2010
Autor(es): Castro, Priscila Gomes de
Primeiro Orientador: Fernandes, Elaine Aparecida
Primeiro coorientador: Campos, Antônio Carvalho
Segundo coorientador: Cassuce, Francisco Carlos da Cunha
Primeiro avaliador: Rosado, Patrícia Lopes
Segundo avaliador: Caetano, Sidney Martins
Abstract: Na economia globalizada, o investimento direto estrangeiro (IDE) desempenha um papel importante na modernização dos países emergentes e continua sendo tema de debate os fatores que explicam porque as empresas transnacionais se direcionam a certo país ou região. Nos últimos anos, a América Latina foi um dos impulsionadores de crescimento e atração de investimentos estrangeiros entre os países em desenvolvimento. No entanto, o fluxo de IDE nessa região é muito concentrado em alguns países, principalmente Brasil e México, que em meados da década de 2000 chegaram a receber mais de 50% desses fluxos. Nesse contexto, este trabalho objetiva analisar os determinantes do investimento direto estrangeiro no Brasil e no México, durante o período de 1990 a 2010. Para tanto, utiliza-se o Modelo de Correção do Erro (VEC) como método de estimação. Os resultados empíricos e a análise comparativa mostram que os dois países apresentam diversas características em comum em relação à atração do IDE. Ambos adotaram políticas econômicas similares e promoveram legislações mais atrativas ao IDE. A abertura comercial se destaca como um dos principais atrativos do investimento direto nos dois países, e a dimensão do mercado interno como principal determinante no Brasil. Quanto às diferenças, a análise comparativa ressalta a questão do destino setorial do investimento e, quanto aos modelos econométricos, a divergência ocorre em relação à importância do PIB, como determinante do IDE, que no caso é muito relevante no Brasil e não tão expressivo no México. Com esses resultados conclui-se que no Brasil a principal estratégia das multinacionais, é a busca por mercados (market seeking) com importância expressiva da estratégia do tipo busca por eficiência (efficiency seeking). No México haveria um predomínio da estratégia efficiency seeking relacionada à importância da abertura comercial para a atração do IDE. A partir dessas considerações percebe-se que Brasil e México, para seguirem atraindo investimento estrangeiro, devem investir em políticas que favoreçam os fluxos comerciais e o crescimento econômico.
In a globalized economy, foreign direct investment (FDI) plays an important role in the modernization of developing countries and the factors that explain why transnational corporations are directed to a certain country or region remain a debate subject. In the last years, Latin America was one of the drivers of foreign investment growth and attraction among developing countries. However, the FDI flows in this region are very concentrated in some countries, particularly Brazil and Mexico, which in the mid-2000 came to receive more than 50% of these flows. In this context, this work aims to analyze the foreign direct investment determinants in Brazil and Mexico, during the period 1990 to 2010. For this purpose, it is used the Vector Error Correction Model (VEC) as the methodology. The empirical results and a comparative analyses show that the two countries have, in common, many features in relation to FDI attraction. Both have adopted similar economic policies and promoted legislation more attractive to FDI. The trade liberalization stands as one of the main attractions to direct investment in both countries, and the internal market size as the main determinant in Brazil. About the differences, the comparative analysis highlights the issue of sector investment fate, and the fact that the econometric models divergence occurs on the importance of GDP as a FDI determinant, which is very relevant in the Brazil case and not so substantial in Mexico. With these findings, it follows that, in Brazil, the main multinationals strategy is the market seeking with expressive importance of efficiency seeking strategy. In Mexico, it seems to prevail the efficiency-seeking strategy, related to the importance of trade liberalization to attract FDI. Based on these considerations, it is clear that Brazil and Mexico, in order to keep attracting foreign investment, should invest in policies that promote trade and economic growth.
Palavras-chave: Investimento direto estrangeiro
VAR
Brasil
México
Foreign direct investment
VAR
Brazil
Mexico
CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ECONOMIA::ECONOMIA INTERNACIONAL::INVESTIMENTOS INTERNACIONAIS E AJUDA EXTERNA
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Desenvolvimento econômico e Políticas públicas
Programa: Mestrado em Economia
Citação: CASTRO, Priscila Gomes de. The FDI determinants in Brazil and Mexico: an empirical analysis for the period 1990 to 2010. 2012. 114 f. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento econômico e Políticas públicas) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2012.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/3270
Data do documento: 10-Fev-2012
Aparece nas coleções:Economia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf595,34 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.