Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/3453
Tipo: Dissertação
Título: Interação da dieta hiperlipídica, do ácido linoleico conjugado e do exercício físico no metabolismo lipoproteico em camundongos geneticamente modificados para aterosclerose
Título(s) alternativo(s): Interaction of high fat diet, conjugated linoleic acid and exercise on lipoprotein metabolism in mice genetically modified for atherosclerosis
Autor(es): Fernandes, Silvio Anderson Toledo
Primeiro Orientador: Peluzio, Maria do Carmo Gouveia
Primeiro coorientador: Natali, Antônio José
Segundo coorientador: Matta, Sérgio Luis Pinto da
Primeiro avaliador: Laterza, Mateus Camaroti
Segundo avaliador: Ribeiro, Sônia Machado Rocha
Abstract: A aterosclerose tem sido a causa principal de doenças coronarianas. Ela é causada pelo aumento das lipoproteínas (LDL, IDL, VLDL, e remanescentes de quilomícrons) no plasma e turbulências hemodinâmicas. Como conseqüência, ocorre uma disfunção endotelial, aumentando a permeabilidade da íntima às lipoproteínas plasmáticas favorecendo a retenção destas no espaço subendotelial. Retidas, as partículas de LDL sofrem oxidação, causando a exposição de diversos neo- epítopos, tornando-as imunogênicas. Assim, devido a uma ativação endotelial ocorre um recrutamento de leucócitos e com isso inicia-se um centro de desenvolvimento e progressão de placas ateroscleróticas causando complicações clínicas. O avanço das pesquisas abordando o CLA e o Exercício Físico como possível modulador do processo aterogênico é satisfatório, porém é necessário esclarecer o seu papel na prevenção e controle desta doença crônica. Sendo assim, pesquisas devem ser conduzidas com enfoque voltado para as situações que ocorrem no cotidiano dos indivíduos suscetíveis às doenças crônicas. O objetivo deste estudo foi avaliar os efeitos do ácido linoleico conjugado (CLA) associado à dieta hiperlipídica sobre as lipoproteínas plasmáticas e ganho de peso de camundongos Apo E (-/-) exercitados. Além de avaliar os efeitos do exercício físico associado a dieta hiperlipídica sobre o colesterol total, LDL e ganho de peso de camundongos Knockout para a Apo E suplementados com ácido linoleico conjugado. Objetivou-se, também, avaliar os efeitos da combinação de exercício físico e ácido linoleico conjugado na progressão de aterosclerose de camundongos knockout para o gene da Apo E alimentados com dietas normo e hiperlipídica. Foram utilizados 58 camundongos knockout para o gene da Apo E, com doze semanas de vida. Os animais foram divididos da seguinte forma: 1º (n=5) dieta purificada e sedentário (N); 2º (n=5) dieta hiperlipídica e sedentário (H); 3º (n=8) dieta purificada suplementada com CLA e sedentário (NCLA); 4º (n=8) dieta hiperlipídica suplementada com CLA e sedentário (HCLA); 5º (n=8) dieta purificada e exercício físico (NE); 6º (n=8) dieta hiperlipídica e exercício físico (HE); 7º (n=8) dieta purificada suplementada com CLA e exercício físico (NECLA); 8º (n=8) dieta hiperlipídica suplementada com CLA e exercício físico (HECLA). Para análise estatística foi utilizado o método de análise de variância ao nível de significância de 5%. No primeiro artigo, os animais que ingeriram dieta hiperlipídica com CLA aumentou o colesterol total e o LDL, comparado com os animais alimentados com dieta normolipídica associada ou não ao CLA. Foi também observado aumento no ganho de peso dos camundongos que ingeriram dieta hiperlipídica associada ao CLA, comparado com os animais normolipídicos suplementados com CLA, sendo todos exercitados. Em relação aos resultados do segundo artigo, pode-se verificar, também, que os animais alimentados com dieta hiperlipídica exercitado apresentaram maiores valores de colesterol total e LDL, quando comparado com os animais que ingeriram dieta normolipídica exercitado ou sedentário. Os animais alimentados com dieta hiperlipídica demonstraram, também, elevação no ganho de peso, independente da prática do exercício físico, comparado com os animais exercitados alimentados com dieta normolipídica, todos estes animais recebem 1% de CLA em suas dietas. Já no terceiro artigo, pode-se verificar que os animais exercitados e alimentados com dieta hiperlipídica suplementada com CLA, apresentaram maiores valores de colesterol total e LDL no plasma e, aumento do fígado, quando comparado com os animais que ingeriram dieta normolipídica, independente do exercício e da suplementação com CLA. Estes, também, demonstraram menor nível de HDL sérica, em relação aos animais que ingeriram dieta hiperlipídica sem CLA e sedentários. A alteração na progressão da aterosclerose não foi identificada em nenhum dos animais dos diferentes grupos. Conclui-se que a dieta hiperlipídica foi um fator prejudicial para os camundongos knockout para o gene que expressa a apo E, pois mesmo na presença de CLA e exercício físico, ela aumentou o colesterol total, LDL e elevou o ganho de peso dos animais. Em relação ao CLA, não foi observado nenhuma alteração nos parâmetros analisados, independente do tipo de dieta. O exercício físico, na intensidade e volume do presente estudo, associado a uma dieta hiperlipídica aumenta o colesterol total, o LDL e o ganho de peso de camundongos Knockout para o gene que expressa a apolipoproteina E suplementados com CLA. A combinação do exercício físico e dieta hiperlipídica suplementada com CLA aumentaram as concentrações de colesterol total e LDL plasmático e o peso do fígado e, diminuíram as concentrações de HDL sérica. E, também, esta combinação, independente do tipo de dieta, não foi eficiente na redução da progressão de aterosclerose de camundongos Knockout para o gene que expressa a apolipoproteina E.
Atherosclerosis is the main cause of coronary heart disease. It is caused by increased plasma lipoprotein (LDL, IDL, VLDL, and remnant chylomicrons) and hemodynamic turbulence. Consequently, there is endothelial dysfunction, increasing lipoproteins intima-media permeability favoring retention of subendotelial space. Retained, the LDL particles undergo to oxidation, causing the exposure of several neo-epitopes, making them immunogenic. Thus, due to endothelial activation, there is a recruitment of leukocytes and it begins a development and progression center of atherosclerotic plaques causing clinical complications. The progress of research addressing CLA and exercise as a possible modulator of the atherogenic process is satisfactory, but it is necessary to clarify its role in the prevention and control of chronic disease. Therefore, research must be conducted with a focus toward the situations that occur in daily life of individuals susceptible to chronic diseases. The objective of this study was to evaluate the effects of conjugated linoleic acid (CLA) associated with high fat diet on plasma lipoprotein and weight gain of Apo E (-/-) mice exercised. In addition to evaluating the effects of physical exercise associated with High fat diet on total cholesterol, LDL and weight gain of mice to Apo E Knockout supplemented with conjugated linoleic acid. The aim is also to evaluate the effects of the combination of exercise and conjugated linoleic acid in the progression of atherosclerosis in Apo E gene knockout mice fed with normal and high fat diet diets. 58 Apo E knockout mice were used, with twelve weeks of life. The animals were divided as follows: 1º (n = 5) purified diet and sedentary (N), 2º (n = 5) high fat diet and sedentary (H), 3º (n = 8) purified diet supplemented with CLA and sedentary (NCLA), 4º (n = 8) high fat diet supplemented with CLA and sedentary (HCLA), 5º (n = 8) purified diet and exercise (NE), 6º (n = 8) high fat diet and exercise (HE), 7º (n = 8) purified diet supplemented with CLA and exercise (NECLA), 8º (n = 8) high fat diet supplemented with CLA and exercise (HECLA). Statistical analysis was performed using analysis of variance method at significance 5% level. On first article, the animals that ingested High fat diet with CLA increased total cholesterol and LDL compared with animals fed with normal diets associated or not to CLA. It was also observed an increase in weight gain of mice that ingested High fat diet linked to CLA, compared to animals fed with normal diets supplemented with CLA, all have exercised. For the results of the second article, animals fed exercised high fat diet had higher total cholesterol and LDL, when compared with animals that ingested normal diet exercised or sedentary. The high fat diet fed animals also showed increase in weight gain, independent of physical exercise practice, compared with animals fed with normal diet and exercise, all animals receiving 1% of CLA in their diets. In the third article, it was verified that animals fed and exercised high fat diet supplemented with CLA, showed higher values for total cholesterol and LDL in plasma and greater liver when compared with animals that ingested normal diet independent of exercise and supplementation with CLA. They also showed lower levels of HDL in animals that ingested High fat diet without CLA and sedentary. The change in the progression of atherosclerosis was not identified in any of the different groups. In conclusion, high fat diet was detrimental factor to the animmals, because even in the presence of CLA and exercise, it increased the total cholesterol, LDL and weight gain. On the CLA, there was no change in parameters, regardless of the type of diet. The exercise, the intensity and volume of this study, coupled with a high fat diet increases total cholesterol, LDL and the weight gain of animmals supplemented with CLA. The combination of exercise and high fat diet supplemented with CLA increased their concentrations of total cholesterol and LDL plasma and the liver weight and decreased serum concentrations of HDL. And also, this combination, regardless of the type of diet was not effective in reducing the progression of atherosclerosis in APO E Knockout mice .
Palavras-chave: Aterosclerose
Ácido linoleico conjugado
Exercício físico
Apolipoproteina E
Atherosclerosis
Conjugated linoleic acid
Exercise
Apo E
CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::EDUCACAO FISICA
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Aspectos sócio-culturais do movimento humano; Aspectos biodinâmicos do movimento humano
Programa: Mestrado em Educação Física
Citação: FERNANDES, Silvio Anderson Toledo. Interaction of high fat diet, conjugated linoleic acid and exercise on lipoprotein metabolism in mice genetically modified for atherosclerosis. 2009. 87 f. Dissertação (Mestrado em Aspectos sócio-culturais do movimento humano; Aspectos biodinâmicos do movimento humano) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2009.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/3453
Data do documento: 25-Mar-2009
Aparece nas coleções:Educação Física

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf577,55 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.