Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/3466
Tipo: Dissertação
Título: Efeitos do treinamento prévio em natação sobre a carcinogênese experimental do cólon em ratos Wistar
Título(s) alternativo(s): Effects of prior swimming training on experimental colon carcinogenesis in Wistar rats
Autor(es): Freitas, Juliana Silveira de
Primeiro Orientador: Natali, Antônio José
Primeiro coorientador: Peluzio, Maria do Carmo Gouveia
Segundo coorientador: Neves, Clóvis Andrade
Primeiro avaliador: Lunz, Wellington
Abstract: Este estudo teve como objetivo investigar a influência dos efeitos do treinamento prévio de natação em relação ao processo de carcinogênese experimental do cólon, induzida por 1,2 dimetilhidrazina em ratos. Alocaram-se ratos Wistar com cinco semanas de idade aleatoriamente em quatro grupos: controle (C); controle + DMH (CD); exercício + DMH (ED); e exercício (E). Os animais foram alojados em gaiolas coletivas (cinco animais por gaiola), em sala com temperatura ambiente de 22 ± 2 ºC e ciclo invertido de 12 horas claro/escuro, onde receberam diariamente ração e água ad libitum. Os animais dos grupos ED e E foram submetidos a um programa de treinamento em natação, durante oito semanas (30 min/dia, 5 dias/semana e sobrecarga de até 6% PC). Nas duas semanas seguintes, os animais dos grupos CD e ED receberam duas injeções de DMH, por semana, na dose de 40mg/kg de peso corporal, com intervalo de dois dias entre as injeções. Após a eutanásia, na 13ª semana, o intestino foi removido para avaliação de focos de criptas aberrantes (FCA), análise histomorfométrica e contagem de células inflamatórias. O fígado foi retirado para determinação de enzimas antioxidantes catalase (CAT) e superóxido dismutase (SOD). Os resultados evidenciaram que os animais do grupo ED apresentaram menos FCA na região proximal que os do grupo CD (6,66 ±2,88 vs 36,66 ±26,53, respectivamente). Nenhuma diferença foi encontrada entre os grupos na contagem total de FCA, independentemente de regiões. O número de FCA≤3 foi maior que o de FCA>3, nos grupos ED (86,33 ±46,71 vs 6,00 ±3,00, respectivamente) e CD (97,33 ± 43,31 vs 5,33 ± 4,50, respectivamente). Não houve alteração nas enzimas antioxidantes no fígado dos animais; bem como na diferença do comprimento e da largura das criptas intestinais entre os grupos. A contagem de células inflamatórias no grupo ED foi maior que a do grupo CD (518,20 ±114,44 vs 317,60 ±46,33, respectivamente). Concluiu-se que o exercício de natação antes da indução de carcinogênese do cólon em ratos preveniu o aumento do número de FCA na região proximal do intestino; entretanto, aumentou o número de células inflamatórias (eosinófilos/neutrófilos), o que sugere o efeito protetor do exercício contra a carcinogênese experimental do cólon nesses animais.
This study aimed to investigate the effects of prior swimming training prior on the process of experimental colon carcinogenesis induced by 1,2 dimethylhydrazine (DMH) in rats. Wistar rats with 5 weeks of age were randomly divided into 4 groups: control (C) Control + DMH (CD), exercise + DMH (ED), and exercise (E). The animals were housed in collective cages in a room with temperature of 22 ± 2°C and light/dark cycle of 12 hours, where they received food and water ad libitum. Animals from E and ED groups were subjected to a swimming training program (30 min/day, 5 days/week, overload of 6% of body weight) for 8 weeks. In the following two weeks rats from CD and ED groups received two injections of DMH/week, with two days interval between injections. In the following week, after euthanasia the intestine was removed for assessment of aberrant crypt foci (ACF), histomorphometric analysis and counting of inflammatory cells. The liver was removed for determination of antioxidant enzymes catalase (CAT) and superoxide dismutase (SOD). The results show that animals of ED group had lower number of ACF in the proximal intestine as compared to CD (6,66 ±2,88 vs 36,66 ±26,53, respectively). No differences between groups were found for the total number of ACF, independent of regions. The number of ACF≤3 was higher than that of ACF>3 in ED (86,33 ±46,71 vs 6,00 ±3,00 respectively) and CD (97,33 ± 43,31 vs 5,33 ± 4,50 respectively) groups. There was no change in antioxidant enzymes in the animals’ liver. No differences between groups were found for crypt length and width. Inflammatory cell count was higher in ED than in CD group (518,20 ±114,44 vs 317,60 ±46,33, respectively). It was concluded that swimming training prior to the induction of colon carcinogenesis in rats reduced the number of FCA in the proximal region and increased the number of inflammatory cells (eosinophils/neutrophils). These findings suggest a protective role of exercise training against the experimental colon carcinogenesis in rats.
Palavras-chave: Exercício
Câncer
Intestino
Exercise
Cancer
Intestine
CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Aspectos sócio-culturais do movimento humano; Aspectos biodinâmicos do movimento humano
Programa: Mestrado em Educação Física
Citação: FREITAS, Juliana Silveira de. Effects of prior swimming training on experimental colon carcinogenesis in Wistar rats. 2011. 76 f. Dissertação (Mestrado em Aspectos sócio-culturais do movimento humano; Aspectos biodinâmicos do movimento humano) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2011.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/3466
Data do documento: 20-Mai-2011
Aparece nas coleções:Educação Física

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf1,34 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.