Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/3646
Tipo: Dissertação
Título: Mineralização do resíduo da pupunheira em condições de campo e laboratório
Título(s) alternativo(s): Mineralization of residue of peach palm in the field and laboratory
Autor(es): Pereira, Magno dos Santos
Primeiro Orientador: Matos, Antonio Teixeira de
Primeiro coorientador: Borges, Alisson Carraro
Primeiro avaliador: Martinez, Mauro Aparecido
Segundo avaliador: Monaco, Paola Alfonsa Vieira Lo
Abstract: Objetivou-se, neste trabalho, estimar a quantidade e a proporção de resíduos gerados na extração e beneficiamento do palmito de pupunha, na forma minimamente processada, e, também, monitorar e modelar o processo de decomposição e mineralização do carbono (CO) e nitrogênio orgânico (NO) dos resíduos, em condição de campo e laboratório, e em duas formas de aplicação: com incorporação ou em disposição superficial no solo. O experimento de campo foi conduzido em Cambissolo Háplico Tb distrófico latossólico (CXbd), na Área Experimental de Tratamento de Resíduos Urbanos, do Departamento de Engenharia Agrícola da Universidade Federal de Viçosa-MG. Outra parte do experimento foi conduzida no Laboratório de Solos e Resíduos Sólidos do mesmo departamento. A produtividade média anual estimada de resíduos foi de 19 t ha-1, sendo 12,5 t ha-1 de bainhas, 6,6 t ha-1 de bases e 0,57 t ha-1 de pontas. Para o acompanhamento do processo de mineralização dos resíduos, os mesmos foram misturados nas respectivas proporções em que foram gerados e incubados no campo e no laboratório durante 112 dias, período no qual foram retiradas amostras para análise de carbono orgânico facilmente oxidável (COfo), nitrogênio total (NT), amoniacal e nítrico, no material do experimento de campo e amostras de carbono na forma de CO2, nitrogênio amoniacal e nítrico, no material do experimento de laboratório. No campo, a fração mineralizada média, obtida ao final do período de incubação, no resíduo incorporado foi de 96,5%. A fração mineralizada média obtida no resíduo disposto na superfície do solo, ao final do período de incubação, foi de 79%. Os coeficientes de mineralização e disponibilização do resíduo, obtidos pelo ajuste das equações de degradação, para as condições de campo, quando ele foi incorporado, foram 0,1498 d-1, para o CO, e 0,1050 d-1, para o NO. No que se refere ao resíduo disposto na superfície, eles foram de 0,0546 d-1, para o CO, e 0,0456 d-1, para o Nino. No experimento em condições de laboratório, os coeficientes de mineralização do resíduo incorporado foram de 0,0050 d- 1, para o CO, e 0,0369 d-1, para o NO, enquanto que no resíduo disposto na superfície do solo eles foram de 0,0030 d-1, para o CO, e 0,0281 d-1, para o NO. Com base nos dados obtidos, pôde-se notar que a degradação do resíduo é mais intensa em condição de campo que em laboratório e que a incorporação do resíduo acelerou a degradação nas duas condições. Os métodos utilizados para a estimativa dos coeficientes e frações de mineralização do CO e disponibilização do Nino, em condição de laboratório, geraram resultados condizentes com os obtidos na condição de campo, contudo subestimaram consideravelmente os valores obtidos.
The objective of this work was to estimate the amount and proportion of residues generated in the extraction and processing of peach palm palmetto, minimally processed, and also monitor and model the process of decomposition and mineralization of organic carbon (CO) and nitrogen (NO) of the residues, in field and laboratory conditions, and two forms of disposition: Incorporated or applied superficially on the soil. The field experiment has been conducted in Inceptisol oxic (TD), at the Experimental area of Treatment of Urban Waste, from the Department of Agricultural Engineering, Federal University of Viçosa-MG. Another part of the experiment has been conducted at the Laboratory of Soil and Solid Waste in the same department. The estimated average annual of residues was 19 t ha-1 yr-1, with 12.5 t ha-1 of sheaths, 6.6 t ha-1 of basis and 0.57 t ha-1 of ends. To monitor the process of mineralization of the residues, they were mixed in the proportions in which they were generated and incubated in the field and in the laboratory for 112 days, during which samples were taken for analysis of easily oxidizable organic carbon (COfo), nitrogen Total (NT), ammonium and nitrate, performed for the field experiment and samples of carbon as CO2, ammonium and nitrate, performed for the laboratory experiment. In the field, the average mineralization fraction at the end of the incubation period, to the incorporated residue in the soil, has been 96.5%. The mineralization fraction of the residue disposed on the soil surface at the end of the incubation period, has been 79%. The mineralization and availability coefficients of the residue, obtained by fitting the equation of degradation, to field conditions, when incorporated, were 0.1498 d-1 to CO and 0.1050 d-1 to Nino. With regard to residue disposed on the surface, they were 0.0546 d-1 to CO and 0.0456 d-1 to Nino. In the experiment under laboratory conditions, the coefficient of mineralization of the incorporated residue were 0.0050 d-1 to CO and 0.0369 d-1 for NO, whereas to the residue disposed on the soil surface they were 0.0030 d-1 to CO and 0.0281 d-1 to Nino. Based on data obtained, it was noted that the residue degradation is more intense under field conditions than in the laboratory and that the incorporation of the residue hasten the processes to both conditions. The methods used to estimate the coefficients and fractions of mineralization of CO and availability of Nino, in laboratory conditions, have generated results consistent with those obtained in field conditions, but considerably underestimated the values obtained.
Palavras-chave: Pupunheira
Resíduos orgânicos
Peach palm
Organic residues
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::ENGENHARIA AGRICOLA
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Construções rurais e ambiência; Energia na agricultura; Mecanização agrícola; Processamento de produ
Programa: Mestrado em Engenharia Agrícola
Citação: PEREIRA, Magno dos Santos. Mineralization of residue of peach palm in the field and laboratory. 2013. 93 f. Dissertação (Mestrado em Construções rurais e ambiência; Energia na agricultura; Mecanização agrícola; Processamento de produ) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2013.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/3646
Data do documento: 10-Jul-2013
Aparece nas coleções:Engenharia Agrícola

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf1,56 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.