Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/3861
Tipo: Dissertação
Título: Toxicidade de bioprotetores da cafeicultura orgânica sobre o ácaro-vermelho do cafeeiro Oligonychus ilicis e o ácaro predador Iphiseiodes zuluagai
Título(s) alternativo(s): Toxicity of bioprotectors of organic coffee production on the southern red mite Oligonychus ilicis and on its predatory mite Iphiseiodes zuluagai
Autor(es): Tuelher, Edmar de Souza
Primeiro Orientador: Pallini Filho, ângelo
Primeiro coorientador: Guedes, Raul Narciso Carvalho
Segundo coorientador: Venzon, Madelaine
Primeiro avaliador: Rugama, Adrián José Molina
Segundo avaliador: Vilela, Evaldo Ferreira
Abstract: O sistema de produção orgânica de café requer técnicas para o manejo da população de herbívoros que tenham menor impacto sobre os inimigos naturais. A utilização de biofertilizantes enriquecidos e de caldas fitoprotetoras, como alternativa ao manejo convencional de herbívoros, tem sido freqüente em condições de cultivo orgânico do cafeeiro. Seu uso se deve à manutenção de condições nutricionais adequadas às plantas e ao suposto baixo impacto sobre inimigos naturais de herbívoros. O objetivo deste estudo foi investigar os efeitos de três bioprotetores alternativos, o biofertilizante Supermagro, a calda sulfocálcica e calda Viçosa comercial (Viça Café Plus®), sobre o ácaro herbívoro Oligonychus ilicis (McGregor) (Acari: Tetranychidae) e o ácaro predador Iphiseiodes zuluagai (Denmark & Muma) (Acari: Phytoseiidae). Testes de toxicidade aguda e latente foram realizados para verificar os efeitos letais e subletais dos bioprotetores alternativos sobre essas duas espécies de ácaros. Os bioprotetores apresentaram toxicidade aguda maior para O. ilicis, e somente a concentração letal (CL95) estimada para a calda sulfocálcica apresentou viabilidade de ser utilizada no campo. Os três bioprotetores, utilizados em concentrações subletais, afetaram a taxa instantânea de crescimento populacional (ri) de ambas as espécies, sendo que I. zuluagai teve a ri menor que O. ilicis. A eficiência dos três bioprotetores para o controle de O. ilicis em casa de vegetação foi também verificada, sendo testadas duas concentrações de cada produto. O tratamento com maior eficiência foi a calda sulfocálcica na concentração de 0,104% de polissulfetos de cálcio, enquanto a Viça Café Plus® a 2% foi o de menor eficiência. Os demais tratamentos apresentaram eficiência de controle intermediária. Portanto, dentre os três bioprotetores alternativos, a calda sulfocálcica seria o mais indicado para a finalidade de controlar o ácaro- vermelho do cafeeiro O. ilicis. O biofertilizante Supermagro e a calda Viçosa comercial, ao serem utilizados para o fornecimento de nutrientes às plantas, poderão ter função complementar e auxiliar no controle do ácaro. No entanto, o uso da calda sulfocálcica para o controle populacional de O. ilicis deverá ser de forma criteriosa, de maneira a ter menor impacto sobre o ácaro predador I. zuluagai. Como fatores ambientais e biológicos poderão influenciar a resposta dos herbívoros e dos seus inimigos naturais à aplicação dos bioprotetores alternativos e a sua eficiência, a condução de experimentos em condições de campo poderão ser complementares aos resultados obtidos.
The organic coffee production system needs techniques for handling herbivore populations and that cause low negative effects on the natural enemies. The use of alternative bioprotectors like enriched biofertilizer and phytoprotectors mixtures to replace pesticides in an herbivore management program has been frequent in organic system of coffee production. The aim of this study was to investigate the effects of three alternative bioprotectors, the biofertilizer Supermagro, lime sulphur and Viçosa mixture (Viça Café Plus®) on the southern red mite Oligonychus ilicis (McGregor) (Acari: Tetranychidae) and on its predatory mite Iphiseiodes zuluagai (Denmark & Muma) (Acari: Phytoseiidae). It was studied the toxicity and the sublethal effects of the bioprotectors on the instantaneous growth rate (ri) of these mites. The bioprotectors showed larger acute toxicity to O. ilicis than to I. zuluagai. Only lime sulphur had estimated lethal concentration (CL95) with possibility to use in the field to control O. ilicis. The three alternative bioprotectors decreased ri for both species, but I. zuluagai was more affected than O. ilicis. The effectiveness of the alternative bioprotectors was verified for control of O. ilicis in a greenhouse experiment with two concentrations of each product. Lime sulphur treatment (0.104% of calcium polysulfide) and Viça Café Plus® (2%) had higher and lower effectiveness, respectively, while the other treatments had intermediate effectiveness. Therefore, lime sulphur would be suitable to control the southern red mite O. ilicis. The biofertilizer Supermagro and Viçosa mixture (Viça Café Plus®) could be used to supply mineral nutrition of plants. The use of lime sulphur to control O. ilicis must be in a criteriously manner because higher concentrations would be harmful to the predatory mite I. zuluagai. Environmental and biological factors could influence the behavior of herbivores and natural enemies under the use of alternative bioprotectors and could also affect their effectiveness to keep biological control on organic coffee agroecosystem. So, supplementary trials should be done aiming to confirm these results in field conditions.
Palavras-chave: Caldas fertiprotetoras
Herbívoros
Ácaros predadores
Oligonychus ilicis
Iphiseiodes zuluagai
Bioprotectors
Herbivores
Predatory mites
Oligonychus ilicis
Iphiseiodes zuluagai
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA::FITOSSANIDADE
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Ciência entomológica; Tecnologia entomológica
Programa: Mestrado em Entomologia
Citação: TUELHER, Edmar de Souza. Toxicity of bioprotectors of organic coffee production on the southern red mite Oligonychus ilicis and on its predatory mite Iphiseiodes zuluagai. 2006. 69 f. Dissertação (Mestrado em Ciência entomológica; Tecnologia entomológica) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2006.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/3861
Data do documento: 28-Abr-2006
Aparece nas coleções:Entomologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf425,8 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.