Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/388
Tipo: Tese
Título: Predição do risco de síndrome metabólica em escolares de seis a 10 anos de idade por meio de curvas de referência de medidas antropométricas e composição corporal
Título(s) alternativo(s): Prediction of the risk of metabolic syndrome in schoolchildren six until 10 years of age by reference curves of anthropometric measurements and body composition
Autor(es): Andaki, Alynne Christian Ribeiro
Primeiro Orientador: Tinôco, Adelson Luiz Araújo
Primeiro coorientador: Longo, Giana Zarbato
Segundo coorientador: Amorim, Paulo Roberto dos Santos
Primeiro avaliador: Brito, Ciro José
Segundo avaliador: Oliveira, Tânia Toledo de
Abstract: Síndrome Metabólica (SM) é caracterizada como conjunto de fatores de risco cardiovasculares e diabetes tipo 2. Crianças obesas tem apresentado maior prevalência de SM em relação às crianças sem excesso de peso. Amplos esforços têm sido conduzidos para identificar critérios simples de triagem em identificar crianças com SM. A utilização da antropometria para a predição de alterações metabólicas é justificável, pois a maioria das desordens que acometem crianças influenciam diretamente sua estrutura e componentes corporais. Objetivo: predizer o risco de síndrome metabólica em escolares de seis a 10 anos de idade por meio de curvas de referência de medidas antropométricas e composição corporal. Objetivos específicos: a) determinar pontos de corte de medidas antropométricas como preditoras de risco de SM; b) apresentar a prevalência SM e identificar fatores de risco associados; c) determinar pontos de corte do nível de atividade física e comportamento sedentário como preditor do risco de SM; d) identificar hábitos de vida, hábitos alimentares e condição socioeconômica dos escolares participantes do estudo. Metodologia: estudo epidemiológico de corte transversal, de base populacional, com escolares de seis a 10 anos de idade do município de Uberaba/MG. Após aprovação do Comitê de Ética em Pesquisa com Seres Humanos da Universidade Federal de Viçosa, os diretores escolares foram contatados a fim de se obter autorização e agendamento das coletas. Os alunos que preencheram os critérios de inclusão receberam o Termo de Consentimento Livre e Esclarecido para o conhecimento e assinatura de seus pais. Avaliação antropométrica, aferição da pressão arterial, aplicação do Questionário Alimentar do Dia Anterior, e entrevista utilizando a Lista de Atividade Física (LAF) foram realizadas na própria escola. Questionário sobre hábitos de vida e condição socioeconômica foi respondido pelos responsáveis. A coleta de sangue foi realizada na escola em dia e horários pré-estabelecidos. Resultados: participaram do estudo 1480 escolares com idade média de 8,5 ± 1,5 anos, 52,2 % foram meninas. Todas as medidas antropométricas e composição corporal foram testadas quanto a significância estatística em predizer o risco de SM em ambos os sexos. O método mais acurado na predição do risco de SM foi o perímetro de cintura. Destaca-se entre as meninas o IMC, seguido da medida isolada da dobra cutânea subescapular e massa corporal gorda, entre os meninos, a massa corporal gorda, IMC e o percentual de gordura corporal. O comportamento sedentário e o nível de atividade física não foram preditores de risco de SM. Prevalência de SM foi de 12,6 % e 8,5 % para meninas e meninos, respectivamente, com diferença estatisticamente significativa entre os sexos (p < 0,05). Foram realizadas análises de associação entre a síndrome metabólica e variáveis independentes. Na análise bivariada apresentou-se significativamente associado a SM (p &#8804; 0,20): sexo feminino, idade, escola da rede particular de ensino, IMC, sobrepeso/obesidade, os três perímetros de cintura mensurados, as quatro dobras cutâneas medidas (biciptal, triciptal, supra-ilíaca e subescapular), bem como o somatório das mesmas, percentual de gordura corporal, massa corporal magra, massa corporal gorda, quantidade de gordura corporal moderadamente alta e alta, maturity offset, ingestão de mais uma porção ao dia de alimentos gordurosos. Após análise multivariáveis, escola da rede de ensino particular, perímetro de cintura mensurado na menor curvatura do abdome, percentual de gordura corporal, massa corporal gorda, e a ingestão de mais de uma porção de alimentos gordurosos ao dia, associaram-se positivamente a SM (p &#8804; 0,05). Conclusão: o perímetro de cintura, para ambos os sexos, foi a medida antropométrica de maior acurácia em predizer SM. O comportamento sedentário e o nível de atividade física não se associaram a SM e não foram preditores de risco. Intervenções direcionadas a prática de atividade física, controle da massa corporal, e adoção de hábitos alimentares saudáveis como a redução da ingestão de alimentos gordurosos precisam fazer parte do estilo de vida destas crianças para minimizar o risco de diagnóstico de SM.
Metabolic syndrome (Mets) is a cluster of cardiovascular risk factors and type 2 diabetes. Obese children have shown a higher prevalence of MetS compared to children without overweight. Extensive efforts have been conducted to identify simple criteria for screening children with MetS. The use of anthropometry to predict metabolic changes is justifiable because most disorders that affect children directly influences its structure and body components. Objective: to predict the risk of MetS in schoolchildren fron six to 10 years old by using reference curves of anthropometric and body composition. Secundary Objectives: a) to determine cutoff points of anthropometric measures as predictors of risk of MetS; b) to present the prevalence of MetS and identify associated risk factors; c) to determine the cutoff points of physical activity level and sedentary behavior as predictor of MetS risk; d) to identify lifestyle habits, dietary habits and socioeconomic status of the schoolchildren participating in the study. Methodology: cross- sectional study, population-based, with schoolchildren from six to 10 years old in the city of Uberaba/MG. After approval by the Ethics Committee on Human Research of the Federal University of Viçosa, the school principals were contacted to obtain authorization and scheduling data collections. Students who met the inclusion criteria received the Statement of Consent for the reading and signing of his parents. Anthropometric and blood pressure measurements, application of the Previous Day Food Questionnaires and interview using the Physical Activity List were held at the school. Questionnaire on lifestyle habits and socioeconomic status were answered by the children parents. Blood sample collection was performed in the school day and set times. Results: 1.480 students participated in the study with a mean age of 8.5 ± 1.5 years, which 52.2 % were female. All anthropometric measurements and body composition were tested for statistical significance in predicting the risk of MetS in both sexes. Waist circumference was the most accurate method in predicting the risk of MetS. In girls, BMI followed by measurement alone subscapular skinfold and body fat mass, among boys, the body fat mass, BMI and body fat percentage were accurate in predicting Mets. Sedentary behavior and physical activity levels were not predictive risk of MetS. MetS prevalence was 12.6 % and 8.5 % for girls and boys, respectively, with a statistically significant difference between genders (p < 0.05). In the bivariate analysis was significantly associated with MetS (p &#8804; 0.20): female gender, age, private school education, BMI, overweight/obesity, the three waist circumference measured, evaluated the four skinfolds (biceps, triceps, suprailiac and subscapular), as well as the sum of them, body fat percentage, lean body mass, body fat mass, body fat moderately high, and high, maturity offset, intake over a portion of the day fatty foods. After multivariable analysis private school network, waist circumference measured at the lower curvature of the abdomen, body fat percentage, body fat mass, and eating more than one serving of fatty foods daily were positively associated to MetS ( p &#8804; 0.05). Conclusion: waist circumference was the anthropometric measure of greater accuracy in predicting MetS for both sexes. Sedentary behavior and physical activity were not associated with MS and were not predictors of risk. Interventions aimed at physical activity, weight control, and adopting healthy diet habits such as reducing the intake of fatty foods need to suggest to be part of children s lifestyle.
Palavras-chave: Crianças - Nutrição
Crianças - Antropometria
Síndrome metábolica
Composição corporal
Children - Nutrition
Children - Anthropometry
Metabolic syndrome
Body composition
CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::NUTRICAO
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Dietética e Qualidade de Alimentos; Saúde e Nutrição de Indivíduos e Populações
Programa: Doutorado em Ciência da Nutrição
Citação: ANDAKI, Alynne Christian Ribeiro. Prediction of the risk of metabolic syndrome in schoolchildren six until 10 years of age by reference curves of anthropometric measurements and body composition. 2013. 175 f. Tese (Doutorado em Dietética e Qualidade de Alimentos; Saúde e Nutrição de Indivíduos e Populações) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2013.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/388
Data do documento: 12-Ago-2013
Aparece nas coleções:Ciência da Nutrição

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf2,97 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.