Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/3898
Tipo: Dissertação
Título: Morfologia de imaturos de Lutzomyia (Nyssomyia) intermedia (Lutz & Neiva, 1912) e Lutzomyia (Nyssomyia) neivai (Pinto, 1926) (Diptera: Psychodidae: Phlebotominae) : vetores de Leishmaniose Tegumentar no Brasil
Título(s) alternativo(s): Morphological study of immature forms of Lutzomyia (Nyssomyia) intermedia (Lutz & Neiva, 1912) and Lutzomyia (Nyssomyia) neivai (Pinto, 1926) : (Diptera: Psychodidae: Phlebotominae), vectors of leishmaniasis in Brazil
Autor(es): Costa, Wagner Alexandre
Primeiro Orientador: Serrão, José Eduardo
Primeiro coorientador: Rangel, Elizabeth Ferreira
Segundo coorientador: Mallet, Jacenir Reis dos Santos
Primeiro avaliador: Spiegel, Carolina Nascimento
Segundo avaliador: Martins, Gustavo Ferreira
Terceiro avaliador: Mello, Rubens Pinto de
Abstract: Os flebotomíneos, vetores das leishmanioses, são identificados e classificados pela morfologia dos insetos adultos, existindo poucos conhecimentos de caracteres das formas imaturas. Das 500 espécies Neotropicais descritas, somente 66 espécies tem suas formas imaturas estudadas. Visando avaliar a importância de alguns caracteres taxonômicos dos estádios imaturos de flebotomíneos, estudos morfológicos foram realizados em Lutzomyia (Nyssomia) intermedia e L. (N.) neivai, transmissores de Leishmania (V.) braziliensis, de populações procedentes dos Estados do Rio de Janeiro e São Paulo, que durante alguns anos estiveram em sinonímia e têm apontado certo grau de introgressão. Em L. (N.) neivai pode-se observar um maior número de tubérculos formando uma ou mais fileiras, quando comparados aos observados no exocórion de L. (N.) intermedia. Em características gerais, as larvas, das duas espécies, apresentaram-se bastante semelhantes. Porem, as larvas do primeiro estádio revelaram diferenças significativas com relação aos outros estádios evolutivos, destacando a presença de egg buster, o tamanho das antenas e o número de cerdas caudais. O uso destes caracteres não se traduziu em uma boa ferramenta para separação das espécies objeto do nosso estudo.
The sandfly are diseases caused by protozoa, intracellular binding, plagued heteroxenic, pathogenic to humans, belonging to the genus Leishmania Ross,.These are considered serious human protozoan public health problems worldwide, affecting indiscriminately men, women and children, causing different clinical manifestations. Its distribution reaches the tropical and subtropical regions of America, Africa, Asia, Europe. According to the World Health Organization (WHO), we observed the occurrence of this disease in 88 countries, of which 16 are developed. Currently it is estimated there, worldwide, around 350 million people in areas at risk of both leishmaniasis (WHO, 2006). In the Americas, the visceral and cutaneous leishmaniasis, have wide distribution, with records of cases from the extreme south of the United States to northern Argentina, with the exception of Chile and Uruguay. The visceral leishmaniasis occurs from Mexico to Argentina, however, was not registered yet, Uruguay, in the Andean countries, Chile, Peru, Ecuador, and northern South America, French Guiana, Guyana and Suriname (LAISON & Shaw, 1998). In the Brazilian territory, the leishmaniasis are included in the list of diseases that make up the Schengen Information System Diseases of Compulsory Notification (SNDC), and Brazil considered the country with the highest prevalence of these.
Palavras-chave: Flebotomíneos
Microscopia eletrônica de varredura
Taxonomia
Sandfly
Electron sweep microscopy
Taxonomy
CNPq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::ZOOLOGIA::MORFOLOGIA DOS GRUPOS RECENTES
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Ciência entomológica; Tecnologia entomológica
Programa: Mestrado em Entomologia
Citação: COSTA, Wagner Alexandre. Morphological study of immature forms of Lutzomyia (Nyssomyia) intermedia (Lutz & Neiva, 1912) and Lutzomyia (Nyssomyia) neivai (Pinto, 1926) : (Diptera: Psychodidae: Phlebotominae), vectors of leishmaniasis in Brazil. 2009. 73 f. Dissertação (Mestrado em Ciência entomológica; Tecnologia entomológica) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2009.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/3898
Data do documento: 28-Abr-2009
Aparece nas coleções:Entomologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf5,94 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.