Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/3920
Tipo: Dissertação
Título: Inimigos naturais e lepidópteros desfolhadores associados à Elaeis guineensis Jacq., na Agropalma, Amazônia Brasileira
Título(s) alternativo(s): Natural enemies and leaf eaters lepidopterist associated with Elaeis guineensis Jacq., in Agropalma, Brazilian Amazon
Autor(es): Tinôco, Ricardo Salles
Primeiro Orientador: Vilela, Evaldo Ferreira
Primeiro coorientador: Zanuncio, José Cola
Segundo coorientador: Lima, Eraldo Rodrigues de
Primeiro avaliador: Moura, José Inácio Lacerda
Segundo avaliador: Zanuncio, Teresinha Vinha
Abstract: O dendezeiro (Elaeis guineensis Jacq.) é originária da África (Guiné-Bissau), e foi introduzida no continente americano a partir do século XV. No Brasil, sua introdução se deu no estado da Bahia e a expansão do seu cultivo em escala comercial a partir de 1967. Qualquer fator que interfira na produtividade da dendeicultura é importante em razão da sua crescente expressão no Brasil, especialmente nos pólos emergentes de cultivos na região Norte. Insetos-praga representam um dos maiores problemas fitossanitários do dendezeiro, com maior ou menor importância dependendo do local de sua ocorrência, da variabilidade climática e da flora e fauna existentes. Desfolhadores mais danosos no estado do Pará são Brassolis sophorae, Opsiphanes invirae (Lepidoptera: Nymphalidae) e Sibine sp. (Lepidoptera: Limacodidae). O objetivo foi identificar, ao nível de família, gênero e/ou espécie, insetos entomófagos (parasitóides e predadores) e organismos entomopatógenos (bactérias, vírus e/ou nematóides) de lepidópteros desfolhadores no agroecossistema do dendezeiro, fornecendo subsídios para a realização de programas de controle biológico. Para isto, torna-se necessário identificar os agentes do controle biológico natural e entender dinâmicas populacionais e a biologia dessas espécies no agroecossistema do dendê. Este trabalho foi realizado em duas épocas diferentes, baixa e alta precipitação, nos plantios das fazendas do Complexo AGROPALMA no município de Tailândia, sudeste do estado do Pará. Lagartas parasitadas foram coletadas em campo e transportadas para os laboratórios de fitossanidade da Agropalma e de Entomologia da Embrapa Amazônia Oriental, em Belém, Pará. Pupas e lagartas foram individualizadas em potes plásticos transparentes em câmara tipo B.O.D. à 27ºC ± 1ºC, 75 ±10% UR e fotofase de 12 horas, até a emergência de parasitóides. Os exemplares foram montados e ou colocados em álcool 70% e enviados para identificação. Lagartas infectadas por vírus e fungos foram congeladas à -20ºC em sacos plásticos e separadas por espécie de hospedeiro e área encontrada e enviadas para identificação na Universidade Federal de Viçosa. Trinta e cinco espécies foram coletadas e levadas a taxonomistas para identificação, sendo 28 espécies de 18 gêneros em 10 famílias da entomofauna benéfica mais 3 gêneros de fungos e 4 espécies pragas infectadas por vírus. Doze dessas foram identificadas ao nível de espécie com pelo menos uma espécie ainda não descrita. Destaque para algumas espécies do gênero Conura por apresentar alta fecundidade e ciclo de vida curto; espécies de Cotesia com ampla utilização em programas de controle biológico em todo o mundo e Alcaeorrhynchus grandis (Heteroptera: Pentatomidae), que controlam surtos de lagartas desfolhadoras e os agentes entomopatogênicos, que causam altas taxas de infecções em lepidópteros-praga, mostram potencial para serem usados em programas de controle biológico no MIP do dendê.
The dende tree (Elaeis guineensis Jacq.) comes from Africa (Guiné-Bissau), and it was introduced in America during the XV century. In Brazil, its introduction occurred in Bahia, a northeast state, and the expansion of its plantation to a commercial level began in 1967. Any factor which interferes in the productivity of dende has to be considered since its growing importance in Brazil, especially in the new culture poles in the Northern states. Insects which are plagues represent one of the major phytosanitary issues of dende, and it has more or less importance according to where it occurs, according to the climate variability, flora and fauna surrounding them. The worst leaf eaters in the state of Pará are Brassolis sophorae, Opsiphanes invirae (Lepidoptera: Nymphalidae) and Sibine sp. (Lepidoptera: Limacodidae). The aim of the present study was to identify, in the family level, genera and or species, entomophagus insects (parasits e predators) and entomophagus organisms (bacterias, virus and or nemathoids) of leaf eater lepdopterus in the dende tree system, giving background to biological control programs. To do so, it is necessary to identify the agents of natural biological control and to understand the population dynamics and also the biology of these species in the dende ecosystem. This study took place in two different periods, low and high precipitation, in the plantation of Agropalma farms in the city of Tailândia, southeast of the state of Para. Parasited catterpilars were collect from the field and taken to the phytosanitary laboratories of Agropalma and the laboratories of Entomology of Embrapa Amazonia Oriental, in Belém, the capital of Para. Pupas and caterpillars were kept in transparent plastic recipients, individually in cameras type B.O.D. under 27ºC ± 1ºC, 75 ± 10% UR and 12 hours photo phase, until the outcome of parasites. The samples were set up and or put inside 70% alcohol before they were taken to be identified. The catterpilars infected by fungus or virus were frozen inside plastic bags under -20ºC, after they were separeted according to the kind of host and the area where they were found. Then they were sent to be identified in the Federal University of Viçosa. There were thirty five different species taken to be identified by taxonomists, among them 28 species of 18 genus in 10 families of the benefitious entomofauna and 3 genus of fungus and 4 species of plagues infected by virus. From those samples, twelve were identified in the species level and one is still unidentified. Special importance has to be given to some species of the Conuragenera once they present high fecundity and short life cycle; Cotesia specie, with wide use in biological control programs around the world and Alcaeorrhynchus grandis (Heteroptera: Pentatomidae), which decrease the occurrence of leaf eater caterpillars and entomopathogenes agents, which can cause high infection rates in plague lepdopterus. The results show a great potential of use in biological control of MIP in dende farms.
Palavras-chave: Dendê
Inimigos naturais
Amazônia Brasileira
Dende
Natural enemies
Brazilian Amazon
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA::FITOSSANIDADE
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Ciência entomológica; Tecnologia entomológica
Programa: Mestrado em Entomologia
Citação: TINÔCO, Ricardo Salles. Natural enemies and leaf eaters lepidopterist associated with Elaeis guineensis Jacq., in Agropalma, Brazilian Amazon. 2008. 51 f. Dissertação (Mestrado em Ciência entomológica; Tecnologia entomológica) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2008.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/3920
Data do documento: 29-Set-2008
Aparece nas coleções:Entomologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf197,22 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.