Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/3929
Tipo: Dissertação
Título: Moscas-das-frutas (Diptera: Tephritidae): diversidade, hospedeiros e parasitóides em áreas nativa e cultivadas na região de Viçosa; Minas Gerais, Brasil
Título(s) alternativo(s): Fruit flies (Diptera: Tephritidae): diversity, hosts and parasitoids in the native area and cultivated in region of Viçosa, Minas Gerais, Brazil
Autor(es): Pirovani, Victor Dias
Primeiro Orientador: Ferreira, Paulo Sérgio Fiúza
Primeiro coorientador: Zanuncio, José Cola
Segundo coorientador: Leite, Hélio Garcia
Primeiro avaliador: Martins, David dos Santos
Abstract: Este estudo apresenta a diversidade de espécies de tefritídeos, seus parasitóides e hospedeiros na região de Viçosa, Minas Gerais, localizada na Zona da Mata Mineira. Armadilhas do tipo McPhail, contendo proteína hidrolisada, foram instaladas em pomares com espécies diversificadas de fruteiras e em uma reserva natural, remanescente da Mata Atlântica, conhecida como Mata do Córrego do Paraíso. Além disso, foram feitas coletas periódicas de frutos cultivados e silvestres na região. Foram obtidas 21 espécies de tefritídeos nas coletas: Ceratitis capitata (Wied.), Anastrepha bahiensis Lima, A. barbiellinii Lima, A. bezzii Lima, A. bistrigata Bezzi, A. dissimilis Stone, A. distincta Greene, A. fraterculus (Wied.), A. furcata Lima, A. grandis (Macquart), A. leptozona Hendel, A. manihoti Lima, A. minensis Lima, A. montei Lima, A. obliqua (Macquart), A. pseudoparallela (Loew), A. pickeli Lima, A. serpentina (Wied.) e A. sororcula Zucchi, além de duas novas espécies de Anastrepha. Depositadas no Museu Regional de Entomologia (UFVB) foram encontradas cinco espécies de tefritídeos: A. connexa Lima, A. consobrina (Loew), A. kuhlmanni Lima, A. turpiniae Stone e A. xanthochaeta Hendel. Das 39 espécies silvestres e cultivadas de 22 famílias botânicas amostradas, obtiveram-se C. capitata, A. bezzii, A. fraterculus, A. grandis, A. obliqua e A. sororcula. Foram coletados também os parasitóides: Braconidae - Doryctobracon areolatus (Szépligeti), D. brasiliensis (Szépligeti), Opius bellus Gahan, Utetes anastrephae (Viereck); Figitidae - Aganaspis pelleranoi (Brèthes); e Pteromalidae - Sycophila sp.1, Sycophila sp.2, Torymus sp. e Pteromalidae sp.3. Uma chave taxonômica para a identificação das espécies coletadas na região de Viçosa é apresentada. Foi realizada uma análise faunística para as espécies de Tephritidae coletados na região de Viçosa, Minas Gerais. A avaliação da flutuação populacional de três espécies também foi realizada, levando em conta a influência da temperatura, umidade relativa e precipitação pluviométrica, além da dominância destas para as áreas amostradas. Através deste estudo foram acrescentadas 19 espécies de moscas-das-frutas em Viçosa, Minas Gerais, elevando assim para 32 espécies de tefritídeos em Minas Gerais. Anastrepha barbiellinii, A. connexa, A. consobrina, A. furcata, A. kuhlmanni, A. leptozona e A. xanthochaeta foram constatadas pela primeira vez para o estado e duas espécies novas de Anastrepha descobertas. Anastrepha fraterculus foi a espécie mais frequente nas amostras de hospedeiros infestados e observada pela primeira vez a sua ocorrência em Lauraceae, Siparunaceae e Solanaceae no Brasil. A associação de A. obliqua com tangerina Ponkan e cambucá e de A. fraterculus com acerola e maracujá-doce também foi observada pela primeira vez por meio deste estudo. As quatro espécies de parasitóides da família Pteromalidae, Sycophila sp.1, Sycophila sp.2, Torymus sp e uma quarta espécie de Pteromalidae ainda não identificada, são novas ocorrências para o estado, passando para 12 espécies de parasitóides de moscas-das- frutas em Minas Gerais. A flutuação populacional de Anastrepha fraterculus e Ceratitis capitata na região de Viçosa foi influenciada pela temperatura. Anastrepha minensis teve a flutuação populacional influenciada pela temperatura e precipitação. Fruticultura/Campus e Fruticultura/Fundão foram os ambientes mais similares quanto à presença e ausência de espécies de moscas-das- frutas (43%) enquanto o Sítio foi o ambiente com menor similaridade quanto à presença e ausência de espécies (31%).
This study shows the diversity of species of tephritid flies, their parasitoids and hosts in the region of Viçosa, Minas Gerais, located in the Zona da Mata Mineira. McPhail traps containing hydrolyzed protein, were installed in orchards with diverse species of fruit trees and a nature reserve, the Atlantic forest, forest known as the Mata do Paraíso. In addition, collections were made periodically cultivated and wild fruits in the region. Were obtained in 21 species of tephritid collections: Ceratitis capitata (Wied.), Anastrepha bahiensis Lima, A. barbiellinii Lima, A. bezzii Lima, A. bistrigata Bezzi, A. dissimilis Stone, A. distincta Greene, A. fraterculus (Wied.), A. furcata Lima, A. grandis (Macquart), A. leptozona Hendel, A. manihoti Lima, A. minensis Lima, A. montei Lima, A. obliqua (Macquart), A. pseudoparallela (Loew), A. pickeli Lima, A. serpentina (Wied.) and A. sororcula Zucchi, and two new species of Anastrepha. Deposited at the Regional Museum of Entomology (UFVB) found five species of tephritid A. connexa Lima, A. consobrina (Loew), A. kuhlmanni Lima, A. turpiniae Stone and A. xanthochaeta Hendel. 39 species of wild and 22 cultivated plant families sampled, we obtained C. capitata, A. bezzii, A. fraterculus, A. grandis, A. obliqua and A. sororcula. Parasitoids were also collected: Braconidae - Doryctobracon areolatus (Szépligeti), D. brasiliensis (Szépligeti), Opius bellus Gahan, Utetes anastrephae (Viereck) Figitidae - Aganaspis pelleranoi (Brèthes) and Pteromalidae - Sycophila sp.1, Sycophila sp.2, Torymus sp. and Pteromalidae sp.3. A taxonomic key for identification of species collected in Viçosa region is presented. An analysis for the fauna of Tephritidae species collected in the region of Viçosa, Minas Gerais. Assessing the population dynamics of three species was also performed, taking into account the influence of temperature, relative humidity and rainfall in addition to the dominance of these survey sites. Through this study added 19 species of fruit flies in Viçosa, Minas Gerais, bringing to 32 species of tephritid in Minas Gerais. Anastrepha barbiellinii, A. connexa, A. consobrina, A. furcata, A. kuhlmanni, A. leptozona and A. xanthochaeta were found first for the state and two new species of Anastrepha findings. Anastrepha fraterculus was the most frequent species in the samples of infected hosts and first observed occurrence in Lauraceae, Solanaceae Siparunaceae and in Brazil. The association of A. obliqua with tangerine and Ponkan cambucá and A. fraterculus with sweet cherry and passion fruit was also first observed through this study. The four species of parasitoids the Pteromalidae family, Sycophila sp.1, Sycophila sp.2, Torymus sp and a fourth species of Pteromalidae not yet identified, are new records for the state, passing 12 species of parasitoids of fruit flies in Minas Gerais. The population fluctuation of Anastrepha fraterculus and Ceratitis capitata in the region of Viçosa was influenced by temperature. Anastrepha minensis population fluctuation was influenced by temperature and precipitation. Fruticultura/Campus and Fruticultura/Fundão were more similar environments for the presence and absence of species of fruit flies (43%) while the small farm the environment was less similarity in terms of presence and absence of species (31 %).
Palavras-chave: Moscas-das-frutas
Diversidade
Plantas hospedeiras
Parasitóides
Fruit flies
Diversity
Host plants
Parasitoids
CNPq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::ZOOLOGIA::ZOOLOGIA APLICADA
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Ciência entomológica; Tecnologia entomológica
Programa: Mestrado em Entomologia
Citação: PIROVANI, Victor Dias. Fruit flies (Diptera: Tephritidae): diversity, hosts and parasitoids in the native area and cultivated in region of Viçosa, Minas Gerais, Brazil. 2011. 79 f. Dissertação (Mestrado em Ciência entomológica; Tecnologia entomológica) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2011.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/3929
Data do documento: 21-Jul-2011
Aparece nas coleções:Entomologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf2,15 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.