Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/3970
Tipo: Dissertação
Título: Remoção de sementes por formigas: efeito do tamanho da semente, hábitat e riqueza de espécies
Título(s) alternativo(s): Seed removal by ants: effect of seed size, habitat and species richness
Autor(es): Padilha, Marco Antonio
Primeiro Orientador: Schoereder, José Henrique
Primeiro coorientador: Guerra Sobrinho, Tathiana
Segundo coorientador: Cornelissen, Tatiana Garabini
Primeiro avaliador: Campos, Ricardo Ildefonso de
Abstract: As formigas são um dos grupos de animais mais importantes como dispersores de sementes. A remoção de sementes por formigas parece ser influenciada por quatro fatores: tamanho de diásporos, tipo de ambiente, riqueza de espécies de formigas e existência de espécies-chave de formigas. O objetivo do presente trabalho foi testar as seguintes hipóteses: 1) há mais remoção de sementes pequenas do que grandes tanto em Cerrado quanto em Mata Atlântica; 2) a taxa de remoção de sementes por formigas é maior em Cerrado do que em Mata Atlântica; 3) a frequência de eventos de remoção de sementes relaciona-se positivamente à riqueza de espécies de formigas nas duas formações; 4) no Cerrado, a remoção de sementes é aumentada pela presença de espécies-chave, ao contrário da Floresta, onde estas não devem ocorrer. O trabalho foi realizado em um fragmento de Cerrado e um de Floresta Atlântica, ambos em áreas particulares, situados na microrregião de São João Del Rei, MG, onde foram amostradas as comunidades de formigas e feitos experimentos de remoção utilizando-se sementes artificiais. Como resultados foram encontrados: 1) no Cerrado, a remoção de sementes pequenas foi maior do que a de sementes grandes, ao passo que na Floresta não houve diferença com relação ao tamanho da semente; 2) a remoção de sementes diferiu entre os ambientes apenas para as sementes pequenas, sendo maior sua remoção no Cerrado; 3) não houve correlação entre remoção de sementes e riqueza de formigas em nenhum dos dois ambientes, ao contrário do esperado; 4) conforme esperado, houve espécies-chave no Cerrado e não na Floresta. Ocorreram 13 espécies de formigas removedoras no Cerrado e oito na Floresta. Na Floresta, ao contrário do Cerrado, havia mais espécies que exploravam as sementes no local em vez de removê-las. Essas diferenças entre números de espécies removedoras nos dois ambientes, comportamento das formigas junto às sementes e a presença de espécies-chave no Cerrado podem ter sido determinantes das diferenças entre os padrões de remoção encontrados. As espécies-chave foram duas: uma delas, específica para sementes pequenas (Pheidole oxyops) e a outra, para as grandes (Atta laevigata). Ambos os gêneros possuem características morfológicas e comportamentais que lhes possibilitam a eficiência como dispersores-chave de diásporos de diferentes tamanhos. Conclui-se para os fragmentos de Floresta e Cerrado estudados que a dispersão de sementes por formigas é um fenômeno não influenciado pela riqueza de espécies das dispersoras, mas em Floresta Atlântica é um mutualismo totalmente difuso, enquanto no Cerrado a relação mutualística, apesar de também difusa, é marcada pela presença de espécies mais representativas na interação. O papel das variáveis tipo de ambiente e tamanho do diásporo é, pelo menos em parte, corroborado neste trabalho.
Ants are one of the most important groups in seed dispersal. Seed removal by ants seems to be affected by four factors: ant species richness, the existence of keystone ant species, type of habitat and the size of diaspores. Te aim of this work was to test the following hypotheses: 1) the seed removal rate is higher for small seeds than for large ones in both Cerrado vegetation (Brazilian savanna) and Atlantic rain forest; 2) the rate of seed removal by ants is higher in cerrado than in Atlantic rain forest; 3) the frequency of seed removal events is positively related to ant species richness in both habitats; 4) in cerrado vegetation, seed removal is increased by the presence of keystone ant species, contrary to the forest, where these species do not occur. The work was carried out in fragments of cerrado and rain forest, both in private areas, located on the region of São João Del Rei town, Minas Gerais state, Southeastern Brazil, where the ant communities were sampled and experiments of seed removal were performed, using artificial seeds. The following results were found: 1) in cerrado vegetation, removal rate of small seeds was higher than that of large ones, while in forest there was no such difference; 2) seed removal rate varied between the habitats only for the small seeds, being higher in cerrado vegetation; 3) there was no correlation between seed removal and ant species richness in the two habitats; 4) according the expectation, there were keystone species in cerrado, and not in forest. Thirteen ant species were found removing seeds in cerrado and eight in forest. In forest, contrary to cerrado, there were more species that explored the seeds on the spot instead of removing them. These differences between the number of ant species in both environments, the ants behavior in relation to the seeds and the presence of keystone species in cerrado seem to be determinants of differences between patterns of seed removal found. There were two keystone ant species: one of them being specific for small seeds (Pheidole oxyops), and the other, for the large ones (Atta laevigata). Both genera have morphological and behavioral characteristics that enable them to be efficient dispersers of diaspores of different sizes. Thus, for forest and cerrado fragments studied, it is possible to conclude that seed dispersal by ants is not affected by the dispersers species richness, but in Atlantic rain forest it is an evenly diffuse mutualism, while in cerrado vegetation, this mutualistic relationship, although being also diffuse, is marked by the presence of more representative species. The role of the variables type of habitat and diaspore size is, at least in part, corroborated in this work.
Palavras-chave: Formicidae
Mirmecocoria
Cerrado
Mata atlântica
Formicidae
Myrmecochory
Cerrado
Atlantic rain forest
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA::FITOSSANIDADE::ENTOMOLOGIA AGRICOLA
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Ciência entomológica; Tecnologia entomológica
Programa: Mestrado em Entomologia
Citação: PADILHA, Marco Antonio. Seed removal by ants: effect of seed size, habitat and species richness. 2013. 38 f. Dissertação (Mestrado em Ciência entomológica; Tecnologia entomológica) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2013.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/3970
Data do documento: 28-Fev-2013
Aparece nas coleções:Entomologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf212,17 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.