Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/3971
Tipo: Dissertação
Título: Potencial de extratos vegetais no controle de Polyphagotarsonemus latus, Tetranychus urticae e Myzus persicae
Título(s) alternativo(s): Potential of vegetable extracts for the control of Polyphagotarsonemus latus, Tetranychus urticae and Myzus persicae
Autor(es): Oliveira, Juliana Maria de
Primeiro Orientador: Venzon, Madelaine
Primeiro coorientador: Fonseca, Maira Christina Marques
Primeiro avaliador: Pallini Filho, ângelo
Segundo avaliador: Leite, João Paulo Viana
Abstract: O ácaro-branco, Polyphagotarsonemus latus (Banks, 1904) (Acari: Tarsonemidae), o ácaro‑rajado, Tetranychus urticae Koch (Acari: Tetranychidae), e o pulgão-verde, Myzus persicae (Sulzer) (Hemiptera: Aphididae), são pragas polífagas, cosmopolitas e de grande importância por causarem sérios prejuízos à produção agrícola. Nos cultivos convencionais, o controle destas pragas tem sido feito com o uso de acaricidas e inseticidas sintéticos. No entanto, o uso exclusivo de agrotóxicos pode não oferecer um controle satisfatório, selecionando indivíduos resistentes e causando inconvenientes ambientais e ao homem. O uso de produtos alternativos em substituição aos agrotóxicos para o controle de pragas tem se acentuado especialmente em decorrência do crescimento da produção orgânica no país. Visando à minimização dos efeitos provocados pelos agrotóxicos, o uso de extratos de plantas se apresenta como alternativa na produção de alimentos. Extratos vegetais são mais compatíveis com as demais práticas de manejo, além de permitirem a sobrevivência e o maior desempenho dos inimigos naturais. Diante disso, neste trabalho, avaliou-se a toxicidade dos extratos de pimenta malagueta (Capsicum frutescens L.), coentro (Coriandrum sativum) e calêndula (Calendula officinalis L.), escolhidos entre seis plantas, após testes preliminares de efeitos sub-letais, sobre o ácaro-branco, ácarorajado, pulgão-verde e o predador generalista Chrysoperla externa. Inicialmente, realizaram-se experimentos em laboratório para verificar os efeitos letais e sub-letais dos extratos acima citados sobre os artrópodes. Posteriormente, avaliou-se, em casa de vegetação, a eficiência de cada extrato vegetal no controle do crescimento populacional do ácaro-branco, ácaro-rajado e pulgão-verde. As informações obtidas foram divididas em dois capítulos. No capítulo 1, avaliou-se a toxicidade dos extratos vegetais sobre o ácaro-branco e o ácaro-rajado. No capítulo 2, avaliou-se a toxicidade dos extratos vegetais sobre o pulgão-verde e seu predador C. externa. Em laboratório, verificou-se que os extratos hidroalcoólicos de sementes de pimenta malagueta e de coentro, em concentração maior que 10 mg/mL, reduziram a taxa instantânea de crescimento populacional do ácaro-branco, provocaram a repelência dos adultos e causaram a não preferência de oviposição em substratos tratados com os extratos. O extrato de calêndula não reduziu a taxa instantânea de crescimento populacional do ácaro-branco, mas causou repelência aos adultos e não preferência de oviposição nos substratos tratados com o extrato, exceto na concentração de 50 mg/mL. Já, para o ácaro-rajado, todos os extratos causaram repelência e decréscimo da taxa instantânea de crescimento sem, no entanto, atingir a estabilidade populacional. Em casa de vegetação, os extratos hidroalcoólicos de pimenta malagueta e coentro na concentração de 100 mg/mL e calêndula, a uma concentração de 50 mg/mL, não extinguiram a população do ácaro-rajado e do ácaro-branco. Contudo, o crescimento populacional do ácaro-branco foi menor nas plantas pulverizadas com o extrato de calêndula e do ácaro-rajado, nas plantas pulverizadas com extrato de coentro. Todos os extratos, em todas as concentrações, mostraram repelência ao pulgão-verde. Na avaliação da taxa instantânea de crescimento populacional do pulgão, o único extrato que causou declínio da população foi o de pimenta malagueta. Em casa de vegetação, nenhum extrato reduziu a população do pulgão, porém o extrato de coentro retardou o crescimento do pulgão-verde. Extratos hidroalcoólicos de pimenta, coentro e calêndula na concentração de 10 mg/mL foram seletivos ao predador C. externa. Em geral, os extratos hidroalcoólicos de pimenta malagueta, coentro e calêndula são promissores no controle dos artrópodes estudados, no entanto é necessário testar concentrações maiores para reduzir a população do ácaro-branco, ácaro-rajado e pulgão. Novos experimentos com concentrações que cause a paralização do crescimento populacional desses artrópodes devem ser conduzidos com possibilidade de obter redução populacional dos ácaros, do afídeo e para a avaliação da seletividade ao predador C. externa.
The broad mite Polyphagotarsonemus latus (Banks, 1904) (Acari: Tarsonemidae), the two-spotted spider mite Tetranychus urticae Koch (Acari: Tetranychidae) and the green peach aphid Myzus persicae (Sulzer) (Hemiptera: Aphididae) are polyphagous and cosmopolitan crop pests which are of great importance for causing serious damage to several crops. In conventional systems, control of such pests has been made by using synthetic acaricides and insecticides. However, using solely agrochemicals may not offer a proper control, and it may sort resistant individuals, besides causing inconveniences to the environment and man health. The use of alternative products instead of agrochemicals for pest control has been increasing, notably due to the increased organic production. Aiming to minimize the effects caused by agrochemicals, plant extracts are being used as an alternative to food production. Vegetable extracts are more compatible with the other management practices, in addition to allow the survivor and better performance of natural enemies. Therefore, here we evaluated the toxicity of chili pepper seeds (Capsicum frutescens L.), corianderseeds (Coriandrum sativum) and marigold extracts (Calendula officinalis L.), chosen among six plant species, after preliminary tests of sub-lethal effects, on the broad mite, on the two-spotted spider mite, on the green peach aphid and on the generalist predator, Chrysoperla externa. Initially, laboratory experiments were performed to assess the lethal and sub-lethal effects of the three extracts on those arthropods. After that, we evaluated, in greenhouse, the efficiency of the vegetable extracts to control the population growth of the herbivorous. The information achieved in these assessments was divided in two chapters. On chapter 1, we evaluated the toxicity of the vegetable extracts on the broad mite and on the two-spotted spider mite. On chapter 2, we assessed the toxicity of the vegetable extracts on the green peach aphid and on its predator, C. externa. In the laboratory, the chili peper and coriander seed hydroalcoholicextracts, in concentration higher than 10 mg/mL, decreased the instantaneous population growth rate of the broad mite, lead to repellency of the adults and caused no-preference for oviposition on substrates treated with the extracts. The marigold extract did not decreased the instantaneous population growth rate of the broad mite, but it caused repellency of the adults and no-preference for oviposition on the substrate treated with the extract, except for the concentration of 50 mg/mL. As for the two-spotted spider mite, all the extracts caused decrease in the instantaneous population growth rate, without, however, achieving the population stability. In greenhouse, the chili pepper and coriander hydroalcoholic extracts, in a concentration of 100 mg/mL and marigold extract in a concentration of 50 mg/mL did not extinguish the populations of broad mite and two-spotted spider mites. Nevertheless, population growth of the broad mite was lower in plants sprayed with marigold extract; for the two spotted spider mite population, growth was lower in plants sprayed with coriander seed extract. All extracts, in all tested concentrations, showed repellency for the green peach aphid. In the evaluation of instantaneous population growth rate of the green peach aphid, only the chili pepper extract induced population decrease. In the greenhouse, none extract reduced the green peach aphid population, nevertheless, the coriander extract retarded its growth. Hydroalcoholic extracts of chili pepper seeds, coriander seed and marigold in the concentration of 10 mg/mL were selective for the predator C. externa. In general, the chili pepper, coriander and marigold hydroalcoholic extracts are promising for the control of the arthropods studied here, however, it is necessary to test higher concentrations to reduce broad mite, two-spotted spider mite and green peach aphid populations. New essays testing the concentrations that stops population growth need to be carried out, as well as the assessment of the selectivity of such concentrations for the predator C. externa.
Palavras-chave: Ácaro-branco
Ácaro-rajado
Pulgão-verde
Capsicum frutescens
Broad mite
Spider mite
Green peach aphid
Capsicum frutescens
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA::FITOSSANIDADE::ENTOMOLOGIA AGRICOLA
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Ciência entomológica; Tecnologia entomológica
Programa: Mestrado em Entomologia
Citação: OLIVEIRA, Juliana Maria de. Potential of vegetable extracts for the control of Polyphagotarsonemus latus, Tetranychus urticae and Myzus persicae. 2013. 72 f. Dissertação (Mestrado em Ciência entomológica; Tecnologia entomológica) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2013.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/3971
Data do documento: 28-Fev-2013
Aparece nas coleções:Entomologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf830,89 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.