Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/4102
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.authorFernandes, Natália Rigueira
dc.date.accessioned2015-03-26T13:33:33Z-
dc.date.available2009-06-15
dc.date.available2015-03-26T13:33:33Z-
dc.date.issued2008-11-28
dc.identifier.citationFERNANDES, Natália Rigueira. There are days when we are homeless; there are others in which we can t handle : the different social view of world inside the schooling space in a rural settlement. 2008. 172 f. Dissertação (Mestrado em Instituições sociais e desenvolvimento; Cultura, processos sociais e conhecimento) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2008.por
dc.identifier.urihttp://locus.ufv.br/handle/123456789/4102-
dc.description.abstractEsta dissertação tem como objetivo analisar a forma pela qual a ideologia, ou visão social de mundo, de determinada sociedade influencia diretamente sobre suas práticas educativas. Para tanto, o presente trabalho se utiliza de um recorte social, explorando sua inserção na sociedade e suas diretrizes pedagógicas: o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra. Sabe-se que este último se diferencia de outros movimentos sociais brasileiros por desenvolver, no interior de seus acampamentos e assentamentos, uma prática educativa diferenciada, visando atender a uma perspectiva de luta pela terra e conquista da cidadania. O contexto social analisado é o Assentamento Oziel Alves Pereira, localizado no município de Governador Valadares. O assentamento, criado desde 1996, se destaca social e politicamente, tratando-se da participação social e da formação de militantes Sem-Terra. O assentamento, que possui um expressivo núcleo de formação e oferece cursos para militantes de toda a América Latina, possui uma escola onde as crianças assentadas são conduzidas a uma prática escolar em concordância com a Pedagogia do MST. Como procedimentos metodológicos para a efetivação da pesquisa foram utilizadas a observação participante e a entrevista. Ao longo da discussão proposta por esta dissertação percebem-se as nuances da prática escolar observada, que se caracteriza por metodologias em favor da promoção da cidadania e da emancipação social e por conflitos expressivos de concepções pedagógicas e sociais, gerados pela presença de uma equipe pedagógica oriunda do espaço urbano, já que a escola é denominada como um anexo de uma escola de Governador Valadares.pt_BR
dc.description.abstractThis work has as goal to analyze the way by which the ideology, or social vision of the world, from particular society influences directly on its educational practices. Thus, this work deals with a portion of the society, most known as rural homeless workers movement, exploring its insertion in society and its pedagogical guidelines. It s fact that this movement differs from the others in Brazil for developing, inside their camping and settlements, a diverse educational practice, whose goal is to respond to a perspective of fighting by land and citizenship conquest. The analyzed social context is the Oziel Alves Pereira settlement, located at Governador Valadares. This settlement, created in 1996, is social and politically highlighted, for dealing with social participation and formation of homeless militants. The settlement, that possesses an expressive nucleus of formation and offers courses for all Latin America s militants, has a school where the settled children are led by a schooling practice according with the HM Pedagogy. As methodological procedures, for the achievement of the research, participant observation and interview were used. During the discussion proposed by this work, there are characteristics of the observed schooling practice, which is based on methodologies for promotion of citizenship, social emancipation and for expressive conflicts of pedagogical and social conceptions, generated by the presence of a pedagogical team came from the urban space, since the school is denominated as an annex of a school from Governador Valadares.eng
dc.description.sponsorship
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de Viçosapor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectMSTpor
dc.subjectIdeologiapor
dc.subjectEducaçãopor
dc.subjectEducação ruralpor
dc.subjectMSTeng
dc.subjectIdeologyeng
dc.subjectEducationeng
dc.subjectRural educationeng
dc.title Tem dia que a gente é Sem-Terra, tem dia que não dá : as diferentes visões sociais de mundo no interior do espaço escolar de um assentamento ruralpor
dc.title.alternative There are days when we are homeless; there are others in which we can t handle : the different social view of world inside the schooling space in a rural settlementeng
dc.typeDissertaçãopor
dc.contributor.authorLatteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4264403U5por
dc.contributor.advisor-co1Dias, Marcelo Miná
dc.contributor.advisor-co1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4723733T2por
dc.contributor.advisor-co2Mello, Rita Márcia Andrade Vaz de
dc.contributor.advisor-co2Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4760230H9por
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.departmentInstituições sociais e desenvolvimento; Cultura, processos sociais e conhecimentopor
dc.publisher.programMestrado em Extensão Ruralpor
dc.publisher.initialsUFVpor
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA::EXTENSAO RURALpor
dc.contributor.advisor1Ferreira Neto, José Ambrosio
dc.contributor.advisor1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4723804D6por
dc.contributor.referee1Braga, Geraldo Magela
dc.contributor.referee1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4788021D4por
dc.contributor.referee2Andrade, Manoel Pereira de
dc.contributor.referee2Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4787733P0por
Aparece nas coleções:Extensão Rural

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf2,17 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.