Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/4146
Tipo: Dissertação
Título: A sucessão em unidades produtoras de leite de base familiar na Zona da Mata Mineira
Título(s) alternativo(s): Succession in milk producing units of family based in the Zona da Mata Mineira
Autor(es): Santiago, Maria Helena Furtado
Primeiro Orientador: Fiúza, Ana Louise de Carvalho
Primeiro coorientador: Pinto, Neide Maria de Almeida
Segundo coorientador: Doula, Sheila Maria
Primeiro avaliador: Silveira, Márcia Cristina Teixeira da
Segundo avaliador: Gomes, Sebastião Teixeira
Abstract: O leite é o produto que mais se destaca na agricultura familiar e tem desempenhado um papel fundamental na geração de renda deste segmento. De acordo com o Censo Agropecuário de 2006, a atividade leiteira reduziu 25,8% no Brasil. Minas Gerais e Rio Grande do Sul possuem o maior número de propriedades leiteiras, no entanto, Minas teve a segunda maior redução. Atualmente, a pecuária leiteira vem sofrendo mudanças de grande importância e estas têm contribuído para o aumento da crise de perspectivas a qual se encontram muitas famílias rurais. Mudanças rápidas e significativas a partir da década de 90 como o fim do tabelamento do preço do leite pago ao produtor, a abertura comercial para os países do Cone Sul, a estabilização da economia devido à implementação do Plano Real e a ampliação da participação do leite longa vida, o que nacionalizou o mercado de lácteos e elevou a concorrência interna fizeram reduzir as margens de lucro por unidade de leite produzido. Soma-se aos fatos, a exigência constante da atividade leiteira, dado que as tarefas são realizadas diariamente, fazendo com que a maioria das famílias resida no meio rural. Acrescenta-se a este panorama, também, a diminuição do número de filhos, o aumento do nível de escolaridade e a atratividade do meio urbano. Esse contexto socioeconômico reserva várias mudanças e dificuldades em relação à sucessão hereditária nas unidades produtoras de leite de base familiar. Neste contexto, o referido trabalho tem como objetivo estudar a sucessão em unidades produtoras de leite de base familiar. Para tanto, realizou-se pesquisa teórica e empírica em Leopoldina, uma cidade de porte médio, na Zona da Mata Mineira, tentando compreender como as características socioculturais do grupo familiar, a infra-estrutura e a base tecnológica das unidades produtoras de leite influenciavam nas estratégias sucessórias utilizadas para a transmissão do patrimônio familiar. Como resultados da pesquisa ficou confirmada, na pesquisa, a hipótese apresentada de que os fatores culturais relacionados à cultura camponesa, como a forte hierarquia intergeracional, caracterizada pela centralidade do pai, bem como pela submissão da mulher, especialmente da jovem, podem ser considerados como fatores que incidem sobre o processo sucessório. Quanto a segunda hipótese apresentada no trabalho que se refere à consideração da tecnificação como um fator favorável à sucessão em unidades produtivas familiares, vimos que o baixo nível não se constituiu em um fator restritivo à reprodução do modo de vida do agricultor familiar. Se a atividade em si apresenta limitações começa-se a procurar novas estratégias produtivas que permitam manter a condição de agricultor familiar. Já no que diz respeito à atividade leiteira, por esta ter uma geração de renda de frequência quinzenal ou mensal, propicia um contexto favorável à sucessão na agricultura, confirmando a terceira hipótese levantada.
Milk is the product that stands out most in the family farm and has played a key role in generating income from this segment. According to the Agricultural Census of 2006, milk production decreased 25.8% in Brazil. Minas Gerais and Rio Grande do Sul have the largest number of dairy farms, however, Minas had the second largest reduction. Currently, the dairy industry has undergone major changes and these have contributed to the increasing stresses of perspectives which are many rural families. Rapid and significant changes from the 90s - as the end of pre milk prices paid to producers, the commercial opening to the Southern Cone countries, the stabilization of the economy due to the implementation of the Real Plan and the expansion of participation of milk long life, which nationalized the dairy market and increased domestic competition - have lower profit margins per unit of milk produced. Sum up the facts, the requirement of dairy farming, given that the tasks are performed daily, causing most of the families residing in rural areas. Added to this scenario, too, the declining number of children, increasing the level of education and the attractiveness of urban areas. This socioeconomic context reserve several changes and difficulties in relation to the hereditary succession in the units producing milk-based family. In this context, this work aims to study the succession into units producing milk-based family. To this end, we carried out theoretical and empirical research in Leopoldina, a medium-sized city, in the Zona da Mata Mineira, trying to understand how the sociocultural characteristics of the family group, the infrastructure and technological base of the units producing milk influenced the strategies succession in the transmission of the family patrimony. As the research results was confirmed in the research, the hypothesis presented in that cultural factors related to rural culture, as the strong intergenerational hierarchy, characterized by the centrality of the father as well as the submission of women, especially the young, can be considered as factors that influence the succession process. Regarding the second hypothesis presented in the work referred to the consideration technicization as a favorable factor for succession in family production units, we saw that the low level was not a limiting factor in the reproduction of the lifestyle of the family farmer. If the activity itself has limitations begins to search for new production strategies that maintain the condition of the family farmer. In what concerns the dairy business, for having an income generation frequency biweekly or monthly, provides a favorable environment for agriculture in succession, confirming the third hypothesis.
Palavras-chave: Sucessão leiteira
Agricultura familiar
Succession dairy
Family farming
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA::EXTENSAO RURAL
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Instituições sociais e desenvolvimento; Cultura, processos sociais e conhecimento
Programa: Mestrado em Extensão Rural
Citação: SANTIAGO, Maria Helena Furtado. Succession in milk producing units of family based in the Zona da Mata Mineira. 2010. 123 f. Dissertação (Mestrado em Instituições sociais e desenvolvimento; Cultura, processos sociais e conhecimento) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2010.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/4146
Data do documento: 8-Jul-2010
Aparece nas coleções:Extensão Rural

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf3,22 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.