Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/4196
Tipo: Dissertação
Título: Meios de vida e produção de alimentos: quando a paisagem diversifica, o prato fica colorido
Título(s) alternativo(s): Livelihoods and Food Production: When the landscape diversifies, the dish is colorful
Autor(es): Oliveira, Regina Rodrigues de
Primeiro Orientador: Botelho, Maria Izabel Vieira
Primeiro coorientador: Sant anna, Luciana Ferreira da Rocha
Segundo coorientador: Mafra, Rennan Lanna Martins
Primeiro avaliador: Cardoso, Irene Maria
Abstract: A segurança alimentar e nutricional sustentável tornou-se um tema importante nos debates sobre saúde desde a década de 1990 e, passou a se destacar nas políticas públicas, a partir de 2003. No entanto, a saúde dos brasileiros continuou em risco e, de modo geral, está cada vez mais comprometida, inclusive pelo consumo de alimentos de baixo valor nutricional e com elevada contaminação química. Diante disso, este estudo constituiu-se de uma análise dos Meios de Vida relacionados com as alterações no consumo alimentar promovidos pela Agroecologia, que implica em novos desenhos de paisagens, em dois municípios da Zona da Mata mineira, quais sejam: Acaiaca e Divino. Buscou-se, para tanto, efetuar esta análise em uma abordagem transdisciplinar, avaliando os aspectos biológicos e da saúde, culturais, ambientais e econômicos. O levantamento de dados inicial, a partir dos relatórios impressos e digitais do Centro de Tecnologias Alternativas da Zona da Mata, permitiu conhecer alguns detalhes da região em estudo e construir o roteiro da entrevista semiestruturada que foi realizada com as 18 famílias de agricultores, partícipes desta pesquisa. As entrevistas nos dois municípios possibilitaram uma comparação a partir da identificação de diferentes estratégias de Meios de Vida. Os focos principais de atenção nas análises foram: os desenhos das paisagens, os manejos adotados, o tipo e quantidade de alimentos produzidos, as práticas e hábitos alimentares antes e após a adoção da Agroecologia. Tomando por base os dados empíricos levantados, pode-se afirmar que a diversificação das paisagens alimentares possibilita uma alimentação mais variada, o que favorece a segurança alimentar e nutricional, além de reduzir os gastos com a aquisição de alimentos. Ao participar dos espaços de construção da Agroecologia como os Intercâmbios Agroecológicos, as oficinas e cursos promovidos pelo CTA-ZM e pelas organizações dos trabalhadores rurais da região, os Meios de Vida dos agricultores foram se modificando e as paisagens também foram modificadas incluindo novos elementos em grande parte, alimentos para as famílias ou para os animais. Com a Agroecologia, algumas estratégias de Meios de Vida adotadas pelos agricultores, relacionadas com os cultivos, tornaram-se ambientalmente menos impactantes e economicamente mais sustentáveis, o que tem contribuído para a permanência dessas famílias no meio rural. Pode-se afirmar, ainda, que a Agroecologia possibilitou aos agricultores maior autonomia alimentar, além de melhorar o estado geral de saúde ao diversificar a oferta de alimentos, estimular o consumo de alimentos saudáveis e possibilitar o acesso a informações sobre saúde e qualidade de vida.
Sustainable food and nutrition security has become an important topic in discussions on health since the 1990s and went on to be highlighted in public policies from 2003 on. However, the health of Brazilians is still at risk and, in general, is increasingly compromised by the consumption of low nutritional value foods and high chemical contamination. In this way, this study consisted of an analysis of livelihoods and changes in food consumption promoted by Agroecology practices from smallholders of two villages of the Zona da Mata of Minas Gerais: Acaiaca and Divino. We attempted to perform this analysis following a transdisciplinary approach, evaluating biological, healthy, cultural, environmental and economic aspects. With the data from field work and reports from the Alternative Technologies Center from Zona da Mata (CTA-ZM), it was possible to gather knowledge about the region and build a semi-structured interview which was conducted with 18 farming families, participants of this research. The interviews in the two areas allowed a comparison based on the identification of different livelihood strategies. The main focus of attention in the analysis were the outlines of the landscapes, the managements adopted, the type and amount of food produced, eating practices and habits before and after the adoption of the Agroecology principals. Based on the empirical data collected, it can be stated that the diversification of food landscapes enables a more varied diet, which improves food and nutritional security, besides reducing expenses with food purchases. At the same time, while farmers participate in the construction of Agroecology spaces, such as Agroecological exchanges, workshops and courses offered by CTA-ZM and organizations of rural workers in the region, the landscapes were also modified including new elements in much of the food for families and animals. With Agroecology, the livelihoods of smallholders have become less environmentally impactful and economically sustainable, contributing to the permanence of the families in rural areas. It can also be argued that the Agroecology practices allowed smallholders to have greater food autonomy, in addition to improving the overall health status as the supply of food was diversified, consumption of healthy foods was encouraged and access to information on health and quality of life was provided.
Palavras-chave: Meios de vida
Agroecologia
Paisagem e segurança alimentar e nutricional
Livelihoods
Agroecology
Landscape and food and nutrition security
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA::EXTENSAO RURAL
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Instituições sociais e desenvolvimento; Cultura, processos sociais e conhecimento
Programa: Mestrado em Extensão Rural
Citação: OLIVEIRA, Regina Rodrigues de. Livelihoods and Food Production: When the landscape diversifies, the dish is colorful. 2013. 185 f. Dissertação (Mestrado em Instituições sociais e desenvolvimento; Cultura, processos sociais e conhecimento) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2013.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/4196
Data do documento: 26-Jun-2013
Aparece nas coleções:Extensão Rural

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf3,53 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.