Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/4200
Tipo: Dissertação
Título: A ciência em rede: os vínculos entre instituições e cientistas no contexto da modernização da agricultura (1958-1973)
Título(s) alternativo(s): The Science in network: the links between institutions and scientists in the context of the modernization of agriculture (1958-1973)
Autor(es): Silva, Gustavo Bianch
Primeiro Orientador: Botelho, Maria Izabel Vieira
Primeiro avaliador: Azevedo, Denílson Santos de
Segundo avaliador: Barbosa, Lidiany Silva
Abstract: O objetivo desta dissertação consistiu em investigar os vínculos entre os cientistas e as instituições no contexto da modernização da agricultura. Nosso pressuposto central relaciona produção tecno-científico e sociedade, uma vez que as tecnologias são compostas em uma complexa rede de relações entre atores sociais. Cumpre-nos, portanto, analisar a natureza das interações dos diferentes interessados na construção da produção científica para o campo. A Universidade Rural de Minas Gerais e, posteriormente a Universidade Federal de Viçosa, por meio do convênio com a Universidade de Purdue dos Estados Unidos, promoveu um intercâmbio científico respaldado pela USAID. Para esta pesquisa, selecionamos documentos relacionados ao vínculo entre as duas universidades, neste caso, os relatórios do convênio Purdue- UREMG/UFV e jornais institucionais. No tocante à associação dos cientistas com as instituições envolvidas nesse convênio, lançamos mão do seguinte problema de pesquisa: qual o impacto dessas instituições na pesquisa da Universidade? Em que medida as agendas de pesquisa são moldadas pela influência desses vínculos? Constatamos com esta investigação que a produção tecno-científico na UREMG/UFV foi possibilitada pela existência da rede científica em Viçosa, pois a composição da associação dos cientistas envolveu uma gama de interessados. Neste caso, a rede não incluía apenas os membros da comunidade científica, mas também, políticos, burocratas do Estado e empresas privadas. Mesmo em posição de suposta fragilidade dos cientistas brasileiros diante do contato com os americanos, o poder de barganha foi acionado pelos pesquisadores para desenvolver seus interesses. Em complemento a este diagnóstico, recorremos à análise da Revista Ceres um importante periódico da UFV juntamente com a leitura dos relatórios do Projeto em busca de problematizar o envolvimento dos pesquisadores e outros atores em rede na prática científica. As pesquisas direcionadas ao melhoramento do milho e da soja envolveram a presença de técnicos, consultores e pesquisadores da Universidade de Purdue. A captação de recursos, o aumento da aparelhagem dos laboratórios e o auxílio nos trabalhos de campo possibilitaram o aumento de pesquisas e consequentemente o incremento de publicações de artigos no periódico estudado. O principal legado do convênio na prática científica foi, certamente, a orientação de projetos científicos e, por conseguinte, a proposição de agendas de pesquisa. Assim, a presença de cientistas estrangeiros contribuiu para a dinamização das pesquisas na Universidade. Obviamente, o projeto de desenvolvimento preconizado nos Estados Unidos foi vivenciado sem muito questionamento por parte dos cientistas daqui. Porém, notamos que a presença americana na rede científica não significava um absoluto protagonismo ou completa submissão na prática da pesquisa. A condução de muitos projetos iniciados por professores estrangeiros foram continuados ou ganharam novos rumos.
The objective of this dissertation was to investigate the links between scientists and institutions in the context of the modernization of agriculture. Our central assumption relates techno scientific production and society, since the technologies are composed of a complex network of relationships between social actors. We must therefore examine the nature of interactions of different stakeholders in the construction of scientific production for the field. The Rural University de Minas Gerais, and later the Viçosa Federal University, through a partnership with Purdue University in the United States, promoted a scientific exchange supported by USAID. For this research, we selected documents related to the link between the two universities, in this case, the reports of the covenant Purdue-UREMG/UFV and institutional newspapers. Regarding the association of scientists with the institutions involved in this agreement, we used the following research problem: what is the impact of these institutions on research from the University? How the research agendas are shaped by the influence of these bonds? We note with this investigation that techno scientific production in UREMG / UFV was made possible by the existence of the scientific network in Viçosa, since the composition of the pool of scientists involved a range of stakeholders. In this case, the network not only included members of the scientific community, but also politicians, state bureaucrats and private companies. Even in position supposed fragility of Brazilian scientists before the contact with the Americans, the bargaining power was triggered by the researchers to develop their interests. In addition to this diagnosis, we used the analysis of Ceres Journal an important journal of UFV nearby with the reading of the reports of the Project seeking to problematize the involvement of researchers and other actors in the network in scientific practice. The research directed to the improvement of corn and soybeans involved the presence of technicians, consultants and researchers from Purdue University. The attraction of resources, increased equipment of laboratories and assistance in fieldwork enabled increased research and consequently the increase of published papers in the journal study. The main legacy of the agreement on scientific practice was certainly the guidance of scientific projects and hence the proposition research agendas. Thus, the presence of foreign scientists contributed to the revitalization of research in the University. Obviously, the project envisaged development in the United States was experienced without much questioning by scientists here. However, we note that the American presence in the scientific network meant protagonism complete or absolute submission in research practice. The conduct of many projects initiated by foreign teachers were continued or gained new directions.
Palavras-chave: Ciências Agrícolas - Pesquisas
Modernização
Ciência
Tecnologia
Agricultural Sciences - Research
Modernization
Science
Technology
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA::EXTENSAO RURAL
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Instituições sociais e desenvolvimento; Cultura, processos sociais e conhecimento
Programa: Mestrado em Extensão Rural
Citação: SILVA, Gustavo Bianch. The Science in network: the links between institutions and scientists in the context of the modernization of agriculture (1958-1973). 2014. 147 f. Dissertação (Mestrado em Instituições sociais e desenvolvimento; Cultura, processos sociais e conhecimento) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2014.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/4200
Data do documento: 30-Abr-2014
Aparece nas coleções:Extensão Rural

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf879,62 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.