Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/4341
Tipo: Dissertação
Título: Caracterização físico-química, anatômica e fisiológica de palmito pupunha para processamento mínimo
Título(s) alternativo(s): Physical-chemical, anatomical and physiological characterization of peach palm for minimal processing
Autor(es): Fonseca, Kelem Silva
Primeiro Orientador: Puschmann, Rolf
Primeiro coorientador: Melo, Anderson Adriano Martins
Segundo coorientador: Ventrella, Marília Contin
Primeiro avaliador: Flores, Milton Edgar Pereira
Abstract: No palmito se distinguem três regiões: basal ou palmito caulinar; mediana ou palmito foliar e palmito foliar apical. O processamento convencional do palmito geralmente descarta as regiões apical e basal, sendo, no entanto, desejável seu aproveitamento integral. Objetivou-se avaliar características físico-químicas, anatômicas e fisiológicas das três regiões de palmito pupunha, visando ampliar o seu potencial de aproveitamento quando comercializado na forma minimamente processada. A caracterização foi realizada em duas etapas: caracterização da matéria-prima e caracterização durante a conservação refrigerada. Na primeira etapa, foram realizadas análises de rendimento, perfil de firmeza, análises químicas, produção de gás carbônico e etileno, e caracterização anatômica. Na segunda etapa, palmitos foram processados seguindo as etapas do processamento mínimo: lavagem e retirada das bainhas de proteção, corte (separação das regiões apical, mediana e basal), sanitização, drenagem e embalagem. As regiões foram conservadas a 5 oC, por 15 dias. Avaliou-se perda de massa fresca, cor, carboidratos além da caracterização histoquímica para identificação de lignina. O aproveitamento total do palmito, padronizado com 70 cm, foi de 85% e 68% em função do comprimento e massa fresca, respectivamente. Ao longo do comprimento do palmito observou-se aumento dos valores de firmeza em direção aos extremos. A região mediana apresentou maiores teores dos parâmetros químicos avaliados. Ao final da conservação, a perda de massa foi de 1,6% para região apical, 1,8% para mediana e 1,3% para a região basal. Ocorreu amarelecimento superficial em todas as regiões evidenciado pelo aumento dos valores da coordenada b*. As regiões apical e mediana apresentaram maiores taxas respiratórias. Após estabilização, as taxas das regiões, tanto inteira quanto cortada, pouco se diferenciaram. Ocorreu aumento na produção de etileno entre regiões em função da intensidade de corte. A região mediana, tanto inteira quanto cortada, apresentou maior produção de etileno mesmo após o período de estabilização. As três regiões apresentaram diferentes graus de diferenciação dos tecidos. A maior proporção de fibras em diferenciação em determinadas regiões pode estar relacionada com a firmeza, embora o grau de lignificação não apresente diferença entre as regiões após conservação refrigerada. Desse modo, as regiões apical e basal podem ser aproveitadas a fim de minimizar os resíduos gerados no processamento mínimo, aumentando o rendimento. O processamento mínimo de palmito deve considerar as diferenças encontradas entre regiões inteiras e cortadas, com vista a embalar e conservar regiões compatíveis com relação às taxas respiratórias, produção de etileno e firmeza.
In the palm heart we can distinguish three parts: basal or stalk, middle or leaf palm heart, and apex leaf palm heart. The conventional processing of palm heart usually discards the apical and basal parts, being desirable, however, its full use. We aimed at evaluating physical-chemical, anatomy, and physiology characteristics of the three parts of peach palm, seeking to increase its usage potential when marketed in a minimally processed form. The characterization was performed in two steps: characterization of raw material and characterization during cold storage. In the first step, we performed productivity, firmness profile, chemical, production of carbon dioxide and ethylene, and anatomical characterization analyses. In the second stage, the palm heart was processed according to the steps of minimal processing: washing and removal of the protective sheaths, cutting (separation of the apex, middle and basal parts), sanitation, drainage, and packing. The parts were stored at 5°C for 15 days. We evaluated fresh mass loss, color, and carbohydrates, besides the histochemical characterization for lignin identification. The total use of the palm heart, standardized to 70 cm was 85% and 68% due to the length and fresh mass, respectively. Along the length of the palm heart there was an increase of the values of firmness toward the extremes. The middle part showed higher concentrations of the chemical parameters evaluated. At the end of storage, the mass loss was 1.6% for the apical, 1.8% for the middle, and 1.3% for the basal part. A superficial yellowing occurred in all parts, evidenced by an increase in b* coordinate values. The apical and middle parts showed higher respiration rates. After stabilization, the rates of the parts, both whole and cut, differed little. There was an increase in ethylene production between the parts due to cutting intensity. The middle part, both whole and cut, had higher ethylene production even after the stabilization period. The three parts had different degrees of tissue differentiation. The greater proportion of fiber differentiation in certain parts may be related to the firmness, although the degree of lignification does not differentiate between the parts after cold storage. Thus, the apical and basal parts can be utilized in order to minimize the waste generated at the minimal processing, increasing the yield. Minimal processing of heart palm should consider the differences between cut and whole parts, in order to pack and preserve compatible areas in relation to the respiration rate, ethylene production and firmness.
Palavras-chave: Bactris gasipaes Kunth
Processamento min&#297
mo
Caracterização
Conservação refrigerada
Aproveitamento de haste
Bactris gasipaes Kunth
Minimum processing
Characterization
cold storage
Use of stem
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::CIENCIA E TECNOLOGIA DE ALIMENTOS::CIENCIA DE ALIMENTOS::FISIOLOGIA POS-COLHEITA
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Controle da maturação e senescência em órgãos perecíveis; Fisiologia molecular de plantas superiores
Programa: Mestrado em Fisiologia Vegetal
Citação: FONSECA, Kelem Silva. Physical-chemical, anatomical and physiological characterization of peach palm for minimal processing. 2012. 54 f. Dissertação (Mestrado em Controle da maturação e senescência em órgãos perecíveis; Fisiologia molecular de plantas superiores) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2012.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/4341
Data do documento: 16-Fev-2012
Aparece nas coleções:Fisiologia Vegetal

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf1,63 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.