Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/4360
Tipo: Dissertação
Título: Caracterização de rizobactérias e eficiência do Rizolyptus® no enraizamento e crescimento de eucalipto
Título(s) alternativo(s): Rhizobacteria characterization and Rizolyptus® efficiency in eucalyptus rooting and growth
Autor(es): Zarpelon, Talyta Galafassi
Primeiro Orientador: Alfenas, Acelino Couto
Primeiro coorientador: Maffia, Luiz Antônio
Segundo coorientador: Zerbini, Poliane Alfenas
Primeiro avaliador: Pereira, Olinto Liparini
Segundo avaliador: Lau, Douglas
Abstract: A partir de uma série de experimentos iniciados no final da década de 90, comprovaram-se os efeitos benéficos de isolados de rizobactérias, obtidos da rizosfera de mudas de diferentes clones de Eucalyptus grandis, Eucalyptus urophylla e seus híbridos, quando inoculados na forma de suspensão salina ao substrato. Para que sua utilização se tornasse operacionalmente viável, formularam-se os isolados mais promissores em turfa canadense e em solução estabilizante, e realizou-se sua caracterização morfológica, molecular e a sensibilidade a antibióticos. Após 24 horas de incubação, as características de elevação e coloração das colônias permitiram a diferenciação dos isolados de todas as espécies estudadas. Ademais os isolados S1, S2 e 3918 de Bacillus subtilis, MF2 e MF4 de Pseudomonas sp. e Ca de Pseudomonas fulva foram diferenciados por suas características morfológicas e pela sensibilidade a antibióticos. A análise de PCR-RFLP permitiu a diferenciação entre os isolados CIIb de Stenotrophomonas maltophilia, R1 de Frateuria aurantia e FL2 de Pseudomonas aeruginosa e entre os grupos dos isolados S1, S2 e 3918 de Bacillus e MF2, MF4 e Ca de Pseudomonas. A eficiência dos inoculantes na produção de mudas de eucalipto variou de acordo com o clone, tipo de formulação e isolado testado. Em geral, o clone de E. grandis (11) respondeu melhor à rizobacterização (Alfenas et al., 2004) que o de E. grandis x E. urophylla (409). A formulação turfosa propiciou maiores incrementos para as variáveis velocidade de enraizamento, biomassa da parte aérea e do sistema radicular. Os isolados R1, FL2, S1 e S2 destacaram-se por apresentarem maior incremento de enraizamento e o isolado S2 para o incremento da biomassa da parte aérea e do sistema radicular. Tanto a formulação turfosa quanto a líquida mostraram-se eficientes na indução de enraizamento de miniestacas e no crescimento de mudas, sendo seu uso uma alternativa prática e viável a ser adotada na produção de mudas de eucalipto.
Since the late 90s, experiments have shown the beneficial effects of rhizobacteria isolates obtained from the rhizosphere of seedlings of different clones of Eucalyptus grandis, Eucalyptus urophylla and their hybrids, when inoculated to the substratum with a saline suspension. To make its use operationally viable, the most promising isolates were formulated in canadian turf and in stabilizing solution, as well as morphological and molecular characterizations and tests of sensibility to antibiotics. After 24-h incubation, the colonial characteristics elevation and color of allowed the differentiation of isolates of all studied species. Besides the isolates S1, S2 and 3918 of Bacillus subtilis, MF2 and MF4 of Pseudomonas sp. and Ca of Pseudomonas fulva were differentiated by their morphological characteristics and the sensibility to antibiotics. PCR-RFLP analysis allowed the differentiation among isolates CIIb of Stenotrophomonas maltophilia, R1 of Frateuria aurantia and FL2 of Pseudomonas aeruginosa and between the groups of Bacillus isolates S1, S2 and 3918 and Pseudomonas MF2, MF4 and Ca. The efficiency of inoculants in the production of eucalyptus seedlings varied with clones, types of tested formulation and isolate. In general, clones of E. grandis (11) gave better response to rhizobacterization (Alfenas et al., 2004) than E. grandis x E. urophylla (409). The turf formulation provided larger increases for the variables rooting speed, biomass of aerial part and root system. Isolates R1, FL2, S1 and S2 stood out for showing larger rooting increase and isolated S2 for increasing the biomass of the aerial part and root system. Both the turf and the liquid formulations were shown to be efficient in inducing minicutting rooting and seedling growth, being a practical and viable alternative to be adopted in eucalyptus seedling production.
Palavras-chave: Eucalipto
Rizolyptus®
Eucalyptus
Rizolyptus®
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA::FITOSSANIDADE::FITOPATOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Etiologia; Epidemiologia; Controle
Programa: Mestrado em Fitopatologia
Citação: ZARPELON, Talyta Galafassi. Rhizobacteria characterization and Rizolyptus® efficiency in eucalyptus rooting and growth. 2007. 82 f. Dissertação (Mestrado em Etiologia; Epidemiologia; Controle) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2007.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/4360
Data do documento: 21-Mar-2007
Aparece nas coleções:Fitopatologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf755,15 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.